dicas de singapura
Ásia

Dicas de Singapura

A cidade-estado modelo do Sudeste Asiático

Encontre aqui nesse post dicas de Singapura, no Sudeste Asiático. O país, oficialmente chamado de República de Singapura, é uma cidade-estado insular, formada por 63 ilhas. Apresenta o maior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da Ásia.

Já foi parte do Reino Unido, já foi ocupada pelo Japão, voltou a ser britânica e, junto com outros ex-territórios britânicos, formou a Malásia em 1963. Mas já em 1965 Singapura tornou-se 100% independente. 

A população de Singapura é de mais de 5 milhões de pessoas, porém menos de 3 milhões nasceram lá. Muitos são chineses, malaios e indianos. E tem também estrangeiros de todo o mundo, já que é um país que recebe muitos expatriados (e multinacionais). Os idiomas oficiais são o inglês, o malaio, o mandarim e o tâmil.

Brasileiros não precisam de visto para viagens de até 30 dias, apenas passaporte válido por mais 6 meses a partir da data de entrada em Singapura, passagem aérea de ida e volta, certificado internacional de vacinação contra febre amarela e recursos financeiros suficientes.

Hoje em dia, Singapura também é muuuito famosa pela fabulosa piscina de borda infinita do hotel Marina Bay Sands. Falaremos mais dela abaixo!

hotel marina bay sands piscina borda infinita singapura
Piscina de borda infinita do hotel Marina Bay Sands, em Singapura | foto: divulgação (marinabaysands.com)

Convidei a querida Ju, do instagram @natripdaju, para contar aqui no blog sobre sua experiência em Singapura! O insta dela é cheio de dicas legais, de vários destinos ao redor do mundo! 🙂

Então vamos ao seu relato e às dicas de Singapura:

Singapura ou Cingapura? Até 2016 podíamos escrever das 2 formas. Mas a forma correta agora é com “S”. Não importa a grafia, essa cidade-estado é maravilhosa dos 2 jeitos! Situada no Sudeste Asiático entre a Indonésia e a Malásia, Singapura encanta qualquer um.

Sabe um lugar onde tudo funciona? Onde tudo é limpo, organizado e bem cuidado? Então… As ruas são arborizadas, toda ponte é iluminada, o caminho do aeroporto até a cidade é todo florido e tudo é  bem projetado. É um país muito high tech e sustentável!

Contudo, é suficiente ficar no máximo 4 noites.

Nos hospedamos no MARINA BAY SANDS, o hotel que leva a fama por sua arquitetura e a icônica piscina de borda infinita que une as torres láaaa em cima em forma de barco. Então vamos falar um pouco dele!

Te confesso que minha primeira impressão foi assustadora! Chegamos para o check-in e tinha uma fila daquelas de banco com aquelas fitas que vão e voltam, sabe? Começou a irritação típica de turista que chega já querendo tudo prontinho… Afinal, não é pouco que se paga pela diária lá, né? Mas depois de 3 minutos já veio um funcionário com um iPad e pegou nosso nome para agilizar a fila e até que andou rapidinho! Ufa!

Os números do hotel são impressionantes: 3 torres com 207 metros de altura e 55 andares cada. São 2.561 quartos, 9.500 funcionários, 7 restaurantes no hotel, e mais 53 restaurantes, Cassino e teatro no complexo do empreendimento. Meu Deus, imagine administrar isso tudo… Para dar conta desses números tudo é bem automatizado. Tipo, o frigobar, se você tira 1 bebida já debita na sua conta de imediato.

Tudo é moderninho a começar pelo quarto, que você abre a porta, a cortina abre automaticamente, as luzes se acendem… Tão gostoso!! Só faltava um mordomo pra te pegar no colo! 🙂 O pior é que existe, sim! Mas não foi o meu caso não.

No rooftop do hotel tem o Skydeck que pode ser visitado por passantes também. É um observatório suspenso ao ar livre que tem a visão de 360 graus para a cidade. Se você quiser, pode ficar no bar ou no Restaurante Celavi.

Agora entrar na tal piscina do Marina Bay SandsSó para hóspedes! Sem negociação! A entrada é com a chave do quarto por um elevador que só hóspede acessa e com seguranças de olho vivo na galera! E bota galera nisso! Pois o hotel, apesar de custar caro (mínimo US$300 a diária, ou seja, mais do que MIL REAIS), é absurdamente cheio. A piscina? É lotadaaa! Tirar foto sozinha??? Só se acordar às 7h da manhã. Me pergunta se acordei 7 da matina? Claro!!! O que a gente não faz por uma fotinho exclusiva, né? Mas valeu a pena! O visual é incrível. O projeto arquitetônico é único e valeu cada centavo.

dicas de singapura - marina bay sands
O hotel Marina Bay Sands visto de fora – Singapura | foto: divulgação (marinabaysands.com)
dicas de singapura - marina bay sands
Um dos quartos do Marina Bay Sands | foto: @natripdaju
dicas de singapura - marina bay sands
A piscina de borda infinita do Marina Bay Sands em Singapura | foto: @natripdaju
dicas de singapura - marina bay sands
Só às 7h da manhã para ter um cantinho só seu nessa piscina! Mas olha o visual incrível para a cidade! | foto: @natripdaju
dicas de singapura skydeck singapura marina bay sands
Vista do Skydeck e, logo abaixo, o ArtScience Museum | foto: @natripdaju

MAS VAMOS TURISTAR PELA CIDADE UM POUCO??

Optamos por usar o ônibus hop-on / hop-off para conhecer tudo de uma vez e depois parar nas atrações que tínhamos mais interesse. Com áudio em todas as línguas, conseguimos aprender muito sobre a história do país e de uma forma lúdica, com algumas piadas bem descontraídas no áudio.

Paradas que mais curtimos:

  • The Furlleton Hotel

Hotel clássico que faz parte da história do país. Lá funcionava a antiga administração de Singapura e já foram os Correios também no passado. Bem lindo.

the furlleton hotel singapura
The Furlleton Hotel – Singapura | foto: @natripdaju
  • Merlion

A figura mitológica de meio-leão / meio-peixe é um chafariz e símbolo da cidade. Pare para dar uma caminhada por lá e tirar umas fotinhos.

merlion singapura
Merlion – o símbolo de Singapura – meio-leão / meio-peixe | foto: @natripdaju
  • Botanic Garden

Lindo e de graça! Para entrar na parte do Orquidário você paga $5. Vale a pena a visita! Lindíssimo, bem cuidado, um capricho!

botanic garden singapura
O Botanic Garden de Singapura é lindo, bem cuidado e gratuito. | foto: @natripdaju
botanic garden singapura
São mais de 1.000 espécies de orquídeas no National Orchid Garden | foto: @natripdaju
  • Suntec City

Um complexo de escritórios e shopping onde está o maior chafariz (Wealth Fountain). E tem show das águas todos os dias 20h, mas não assistimos.

suntec city singapura
Suntec City e sua Wealth Fountain – Singapura
  • Orchard Street

São quilômetros de lojas! Lojas de grife e lojas comuns. Mil shoppings com tudo que você pode imaginar para consumir. As lojas de grife se repetem. Tem todas! Os shoppings se interligam pelos subsolos e você é capaz de se perder lá embaixo por tantos caminhos.

Comemos no Marché Mövenpick um lugar no subsolo do Orchard Center. Há várias opções de estações de comida e você senta nas mesinhas tipo Biergarden de madeira. Uma graça! Mas é difícil de achar, porque como falei, a gente se perde lá embaixo.

CurisosidadePela rua da Orchard há carrocinhas que sempre estão com fila. Elas vendem um tipo de sorvete como um tijolo. Cortam o sorvete e põem 2 waffles tipo sanduíche, sabe? Hmmm, bommmm! Para refrescar, porque é bem quente lá!

  • Singapore Flyer

A maior roda-gigante do mundo, com 165m de altura. Em dias claros dá para avistar a Malásia e Indonésia de lá de cima.

dicas de singapura - singapore flyer
Singapore Flyer (esq) e Gardens by the Bay (dir) | foto: @natripdaju
  • Little India

Um bairro indiano onde fica o pequeno templo hindu Sri Mariamman e uma mega loja Mustafa Center que nada mais é que um mercado zoneado que vende de tudo, 24h por dia. Confesso que fiquei um pouco decepcionada com a Little India. Esperava mais do lugar, mas como todos os guias falam de lá, acabei indo. Se você não tiver muito tempo, não precisa ir, não.

templo indiano singapura
Porta do Templo Sri Mariamman em Singapura | foto: @natripdaju
  • Arab Quarter

Um bairro árabe onde tem a bela mesquita Masjid Sultan (não consegui entrar). Bastam umas 2 horas por lá. Paramos para almoçar uma comidinha árabe na rua Bussorah street.

mesquita singapura
Masjid Sultan- mesquita no bairro árabe de Singapura | foto: @natripdaju
  • ChinaTown

Onde está o templo chinês Buddha Tooth Relic Templebem bacana. E como em todo templo, para entrar, você deve estar com ombros e pernas cobertos. Mas não se preocupe que o templo disponibiliza pashminas para emprestar.

singapore chinatown
Buddha Tooth Relic Temple – aqui acredita-se que está enterrado um dente de Buddha | foto: @natripdaju
  • Clark Quay

Onde há vários bares e restaurantes. É melhor ir a noite. De dia é meio caído, sem movimento. Às quartas-feiras mulheres bebem de graça! Em todo lugar tem happy hour com promoção buy 1 get 1 ou drinks mais baratos.

  • Robertsons Quay

Ao lado da Clark Quay… Pode ir caminhando. Eu particularmente adorei e achei bem charmoso. Fomos no Wine Connection, com ambiente delicioso! Tem mil opções de vinhos a partir de $35. Vale a pena ir (a noite, melhor).

Esse Wine Connection tem 3 opções: Bar de Tapas, Cheese bar e outro tipo de restaurante mais para jantar. Só escolher em qual deles quer ficar. Todos fofos! Escolhemos o de Tapas e amamos!

Lá perto fomos numa lojinha para casa “Home to life”… Fofinha!

  • Chijmês

Esse é outro lugar delicioso que indico para jantar. Um antigo convento de 1841 que virou concentração de bares e restaurantes. Super fofo! Tem happy hour tipo drinks buy 1 get 1 também. Passear e escolher 1 para ficar curtindo.

o que fazer singapura - chijmes
Chijmês – o convento de 1841 que virou centro gastronômico em Singapura | foto: @natripdaju
o que fazer singapura - chijmes
Chijmês – espaço aberto com vários bares e restaurantes | foto: @natripdaju
  • Show noturno das águas

Todos os dias às 20h e 21h, em frente ao The Shoppes at Marina Bay. É tipo um deck, como um calçadão de frente pra baía, onde todos ficam assistindo ao show sentados no chão organizadamente (impressionante!). É  de graça e bem famosinho, mas confesso que achei meio bobo. As crianças costumam curtir bastante!

show noturno aguas singapura
Todas as noites tem show das águas em frente ao The Shoppes – Singapura | foto: @natripdaju
  • Gardens by the Bay

Show das luzes todos os dias às 19:45 e 20:45h. Esse é um passeio imperdível de Singa! É um complexo de jardins high-tech, gostoso para caminhar e curtir o visual. Você pode ir caminhando do Marina Bay Sands pela Ponte Dragonfly e já vai se encantando com o visual da baía de Singapura. Os jardins tem 2 grandes estufas com temperaturas controladas, a Flower Dome (Cúpula das Flores) e a Cloud Forest (com a maior cachoeira indoor). E também as famosas Super Trees (Super Árvores). Essas são pagas. Porém você pode passear livremente de graça pelos jardins. E se estiver com crianças, tem um parquinho de água e um pequeno aquário com peixes grandes no caminho também. Tudo colorido, limpo e moderno!

Sugiro ir no Gardens by the Bay no fim do dia para depois já assistir ao show de luzes que começa 19:45 e é lindo!

gardens by the bay singapura
As Super Árvores do Gardens by the Bay. É possível caminhar por essa ponte suspensa também! | foto: @natripdaju
gardens by the bay singapura
O parquinho de águas que é a alegria refrescante da criançada. | foto: @natripdaju
gardens by the bay singapura
O Floral Clock (relógio das flores) e, ao fundo, a cachoeira indoor Cloud Forest. | foto: @natripdaju

Ah! Se você for do tipo esportista, leve roupa e tênis para correr. A cidade, à noitinha, com tudo iluminado, é demais para uma corridinha! E toda hora passa uma galera correndo em grupo tipo aula, sabe? Vai te dar uma baita vontade de se juntar a eles!!!

E mais: se quiser experimentar uma forma lúdica de conhecer Singapura, alugue uma patinete elétrica. Por ser uma cidade cara, andar de táxi é caro e ter um carro é caríssimo para o cidadão… Então muitos vão para o trabalho de patinete. Uma delícia, né? Você encontra facilmente nas ruas lojas para alugar.

CURIOSIDADES DE SINGAPURA: 

Proibido: mascar chiclete, jogar lixo na rua e comer durian na rua (uma fruta asiática que tem cheiro muito forte). Proibido casamento gay e demonstração de carinho na rua (socorroooo!). São as chamadas leis “anti-sociais”, para não incomodar o próximo. Loucura essas últimas, né?!

Você vai voltar encantado por Singapura, mas prepare o bolso. Não é uma cidade barata nem para comer e nem para se locomover, mas vale cada centavo!! É uma excelente opção de parada se estiver indo para um outro destino da Ásia. A maioria dos turistas passam por lá indo ou voltando de algum outro país do Sudeste Asiático, como Tailândia, Vietnã, Camboja e Filipinas, por exemplo.

Espero ter despertado em você uma vontade para conhecer Singa (como Singapura é carinhosamente chamada) e ter transmitido um pouquinho da beleza desse país.

Beijos, Ju

Instagram: @natripdaju
Email: contatonatripdaju@gmail.com


Mas nem só de Marina Bay Sands vive Singapura. Vai viajar e gostaria de se hospedar em um outro hotel incrível no destino? Quase todas as redes internacionais de hotéis de luxo estão presentes no país.

HOTÉIS EM SINGAPURA QUE RECOMENDO:

(além do famoso Marina Bay Sands)

six senses duxton singapore
Fachada do hotel Six Senses Duxton em Singapura | foto: divulgação
six senses duxton singapore
Pearl Suite do Six Senses Duxton em Singapura | foto: divulgação

Comentários