América do Sul

Dicas do Deserto do Atacama – Chile

Simplesmente UAU!

Neste post você vai encontrar todas as dicas do Deserto do Atacama – Chile. Um guia completo com informações de como chegar, onde ficar (sugestões dos melhores hotéis, como o Explora e o Tierra), os passeios imperdíveis, que roupas levar (arrumar a mala para um destino assim não é fácil não!!), clima e melhor época para ir, dicas de restaurantes em San Pedro de Atacama, quantos dias ficar e muito mais.

dicas do deserto do atacama - chile
Salar de Atacama | foto: Lala Rebelo

Ah o Atacama! Que lugar de paisagens surreais. Não é difícil entender porque esse destino, no norte do Chile, que faz fronteira com a Bolívia e com a Argentina, ficou tão famoso entre os brasileiros. Planícies de sal (salares), vales, montanhas, neve, dunas, lagoas, vulcões, geysers, estrelas, flamingos… Cada foto surpreendente que você já viu no Instagram (postei um montão no @lalarebelo), em revistas ou em blogs não representa nem a metade do que é ver tudo ao vivo. É de arrepiar. De te fazer se sentir em Marte ou na Lua, só que sem precisar viajar para tão longe. E de quebra, ainda é perto do Brasil e fácil de chegar.

valle de la luna - deserto atacama - chile
Valle de La Luna coberto de Sal – Deserto do Atacama – Chile
vale da morte - deserto do atacama - chile - lala rebelo
Lua cheia no Valle de La Muerte – Deserto do Atacama – Chile | foto: Lala Rebelo
Geysers del Tatio Atacama Chile Lala Rebelo
Geysers del Tatio – Atacama – Chile | foto: Lala Rebelo

O deserto mais árido e mais alto do mundo deixa sim a gente sem fôlego, mas cheio de lágrimas nos olhos. Bienvenidos a Atacama! 

*** SOBRE O LUGAR *** 

O Deserto do Atacama ocupa uma área de 105.000km2 no norte do Chile. Destino fácil de chegar, basta voar para Calama via Santiago (mais informações de vôos abaixo). É considerado o deserto mais alto do mundo por ter regiões que ultrapassam os 4.000m, e também o mais árido (seco), porque não chove há centenas de anos em algumas áreas. Mas essa região super árida fica mais ao sul. O entorno de San Pedro de Atacama é considerado um oásis e recebe chuvas principalmente no verão.

dicas-deserto-atacama-chile-onde-fica-como-chegar

Mas não pense que por causa do baixo índice de chuvas, trata-se de uma região morta. Pelo contrário! O Atacama é um deserto VIVO! Na sua viagem você verá muita vegetação (claro que há bastante cactos!), animais como vicuñas e guanacos (da região), llamas e alpacas (trazidos de outras áreas) e também estará em contato com a população atacamenha que tem uma cultura ancestral. A vista mais linda, e que se tem de vários pontos de San Pedro (inclusive de vários hotéis) é a do majestoso Vulcão Licancabur (do outro lado dele já é Bolívia).

Hotel Tierra Atacama Chile piscina Lala Rebelo
Piscina do hotel Tierra Atacama com vista para o Vulcão Licancabur | foto: Lala Rebelo

*** CLIMA – Melhor época para ir ***

Apesar de estar no hemisfério sul, o clima no Atacama é diferente e não segue as estações que estamos acostumados. No verão (dezembro a março) é também a época do inverno boliviano (ou inverno altiplânico). Nessa época costuma chover muito nas regiões mais altas (altiplanos). Em março, essas nuvens baixam e a chuva chega em San Pedro. Porém, para quem não gosta de frio, essa é a melhor época pois faz bastante calor.

Como as chuvas levantam o sal que está no solo, logo após esse período chuvoso nos arredores de San Pedro de Atacama (abril e maio), algumas atrações ficam completamente BRANCAS! É o caso do Valle de La Luna quando fui. Lindíssimo. Peguei 3 dias MUITO ensolarados e quentes e 2 dias MUITO nublados, com frio e vento. Disseram que essa quantidade de nuvens era totalmente inesperada para a época.

deserto do atacama clima quando ir lala rebelo
Dia ensolarado com céu MUITO azul – Salar de Atacama
deserto do atacama chuva clima quando ir
Dia nublado nas Lagunas Altiplânicas – mesmo assim é LINDO, né? | foto: Lala Rebelo

O inverno (meio do ano), apesar do SUPER FRIO,  também é uma época boa para ir porque não chove (mas esqueça entrar nas lagunas e nas piscinas externas dos hotéis, pois ficam geladíssimas).

Bom, concluindo, os melhores meses para ir para o Atacama são os de estações transitórias: outono (final de março, abril, maio e  junho) e primavera (final de setembro, outubro e novembro), mas não existe uma época “horrível”, em que não se pode aproveitar o destino.

*** MOEDA *** 

A moeda do Chile é o Peso Chileno (CLP). 1 Real é igual a aproximadamente 200 Pesos. Se você se hospedar em um hotel all inclusive (que inclui até mesmo as excursões), você quase não vai precisar de dinheiro em cash. Apesar de muitas lojinhas e restaurantes de San Pedro de Atacama aceitarem cartão de crédito e de haver caixa eletrônico na cidade, recomendo que você tenha dinheiro trocado o suficiente, por ser um destino remoto. Troque Reais por Pesos no Brasil ou em Santiago (mas fuuuuuja das casas de câmbio de aeroporto! Paguei uma FORTUNA no Safra do Guarulhos! Quase o dobro do que a moeda deveria custar). No aeroporto de Calama não há casas de câmbio, mas em San Pedro há (com taxas piores do que em Santiago). Quer entender mais de câmbio/moedas estrangeiras? Acesse esse post aqui.

dicas CHILE voltagem tomada

*A língua oficial é espanhol, mas há tantos brasileiros lá que todos que trabalham com turismo no Atacama já falam português ou “portunhol”. Também é fácil se comunicar em inglês. 

► Vai para o Chile? Então clique aqui para ler outros posts no blog com dicas do destino. 


Como chegar / Onde ficar

*** TRANSPORTES ***

Para ir do Brasil ao Atacama, é preciso voar para Calama (CJC) via Santiago (SCL). A LATAM faz os dois trechos. Mas também dá para fazer Brasil – Santiago de Gol e Santiago – Calama de Sky Airline.

Pegue um lugar na janelinha nos vôos Santiago-Calama e Calama-Santiago. A vista é UAU!!

Se precisar pernoitar em Santiago (meu caso), sugiro ficar no bairro de Lastarria, que é uma delícia, cheio de restaurantes gostosos e ambiente tranquilo para andar a pé! Fiquei no Hotel Luciano K e recomendo! Ótimo custo-benefício!

dicas deserto atacama chile voos chegada em calama lala rebelo
Vista do avião – chegando em Calama – porta de entrada do Deserto do Atacama, Chile | foto: Lala Rebelo

Calama está a 1h15 (100km) de San Pedro de Atacama. Boa parte dos hotéis oferece esse traslado (incluído ou pago a parte). Se não oferecer, você pode contratar um pelo Viator. Esse caminho por si só já é um tour panorâmico! Dá até para ver um pouco do Vale da Lua e da Morte.

aeroporto-calama-atacama-chile
Aeroporto de Calama novinho e super moderno | foto: Lala Rebelo
estrada-calama-san-pedro-atacama-distancia-carro
Indo de Calama para San Pedro de Atacama – visual incrível na estrada! | foto: Lala Rebelo

::: Aproveite sua ida ao Chile para conhecer também a cidade de Santiago e as vinícolas.

*** PASSAPORTE & RG ***

Brasileiros não precisam de visto para entrar no Chile, apenas passaporte válido ou carteira de identidade (carteira de motorista não vale!!).

*** HOTÉIS ***

San Pedro de Atacama é uma cidade MUITO turística, com mais de 150 agências de turismo e dezenas de hotéis e albergues. Oferece estrutura para o turista mais exigente, que busca uma acomodação bem luxuosa (chamo esses de “carry-oneiros“), e também para o turista mochileiro, que quer apenas uma cama barata em um quarto compartilhado. Tem para todos os gostos e bolsos!

Um tipo de acomodação muito procurada no Atacama são os hotéis “full experience”, que têm TUDO incluído mesmo (todas as refeições com bebidas alcóolicas e não-alcóolicas, excursões com guia e motorista, lanches e bebidas durante os passeios etc.). São hotéis nos quais você não precisa pensar em nada além de aproveitar o destino e a sua estrutura (piscina, bar, spa…). Eu achei o máximo!

Os melhores hotéis do Atacama são:

O nome não é por acaso. O Explora é um hotel para quem gosta de EXPLORAR mesmo, conhecer o máximo do destino e não parar um segundo. Como eles mesmos dizem, não são apenas hotéis e sim VIAGENS. No menu de explorações há mais de 40 opções, entre caminhadas, cavalgadas, bicicletas, overland (que é quando se chega de carro à atração e não precisa de muito esforço físico) e alta montanha (para quem deseja, por exemplo, escalar vulcões). Tudo incluído no valor das diárias, assim como os traslados, refeições, bebidas e lanchinhos no meio dos passeios. A comida, tanto no café da manhã, almoço ou jantar, é excelente, e sempre acompanhada por vinhos chilenos de alta qualidade.

As excursões são feitas em vans novas e confortáveis, sempre com guias treinados + motoristas. São em grupos, mas, se por algum motivo, seus interesses não coincidirem com os de outra família, eles farão o possível para arranjar um passeio exclusivo.

O hotel conta com 4 piscinas, 2 jacuzzis, spa, observatório próprio, um quincho (onde se faz churrascos ao som de música andina, com danças típicas, em algumas noites) e estábulo de cavalos (é o único hotel do Atacama que tem os próprios cavalos). Como o Explora tem a concessão da área onde estão as Termas de Puritama, uma das oito piscinas quentinhas é de uso exclusivo dos hóspedes do hotel.

O lodge está localizado bem próximo ao centrinho de San Pedro de Atacama, em uma área de 17 hectares, onde habitou uma antiga comunidade atacamenha. Com um estilo rústico, está fortemente comprometido com a sustentabilidade e em preservar as construções que já estavam no local. Foi o primeiro hotel a abrir as rotas turísticas, as travessias… Tem até uma escola de guias!

São 50 acomodações, divididas em 3 categorias: Quartos Tulur, com vista para a Cordilheira do Sal, Quartos Yali, com vista para a vegetação, e Suítes Catur, que são mais espaçosas e têm varandas, com vista para o campo. A cama é extremamente confortável.

O hotel está NOVÍSSIMO, porque esteve fechado por 14 meses (por causa de um incêndio) e reabriu em janeiro desse ano!

Site do hotel: explora.com
::: Reserve aqui a sua estadia no explora Atacama.

[clique aqui para ler o post com o review completo do explora Atacama]

Quarto Yali super aconchegante no Explora Atacama | foto: Lala Rebelo
Banheiro do quarto Yali – Explora Atacama | foto: Lala Rebelo
Área dos quartos com Vulcão Licancabur ao fundo | foto: Lala Rebelo
Área comum do Explora – bar dos exploradores | foto: Lala Rebelo
Livros e mesinhas para conversar e relaxar – Explora Atacama | foto: Lala Rebelo
Nessa salinha os guias explicam sobre o destino a mostram as excursões | foto: Lala Rebelo
As mesas do lobby têm mapas para rabiscar e planejar os passeios dos dias seguintes – Explora Atacama | foto: Lala Rebelo
hotel explora atacama chile lala rebelo
Almoço no hotel Explora Atacama com vista para o Vulcão Licancabur | foto: Lala Rebelo
Almoço no Explora Atacama | foto: Lala Rebelo
Uma das 4 piscinas do Explora Atacama | foto: Lala Rebelo
Estábulo do hotel – o único com os próprios cavalos. E que cavalos lindos! Uma das 4 piscinas do Explora Atacama | foto: Lala Rebelo
Snacks no lobby para levar nas excursões | foto: Lala Rebelo
Lounge para apreciar a vista do Vulcão Licancabur (acompanhado de um pisco?!) | foto: Lala Rebelo
Quincho do Explora – para churrascos com músicas e danças típicas | foto: Lala Rebelo

O Tierra Atacama é um hotel boutique com 32 quartos, localizado próximo ao centrinho de San Pedro de Atacama. A arquitetura é contemporânea, com ambientes espaçosos e aconchegantes. Janelões de vidro do chão ao teto te deixam “cara a cara” com o Vulcão Licancabur. De todos os quartos também se tem essa vista. São dois tipos: Oriente, que têm varanda de frente para o nascer do sol, e Poniente, que tem terraço para o pôr do sol e janelão com vista para o vulcão. Ambos espaçosos, com decoração clean.

Os destaques do Tierra ficam com a piscina externa, que é linda na foto e mais ainda ao vivo, e com o spa, que além das salas de tratamento, conta com uma deliciosa piscina interna aquecida com jatos d’água. O hotel tem um quincho para a realização de churrascos típicos.

O Tierra também é um hotel “full experience”, que inclui todas as refeições com bebidas alcóolicas e não-alcóolicas (excelente gastronomia), traslados e excursões em grupo (com guia + motorista). A filosofia do Tierra é a de “Spa Aventura” – incentivam que hóspedes saiam para descobrir o destino e voltem para relaxar nas comodidades do hotel.

O Tierra faz parte do portfólio da SUL Hotels, um selo que reúne vários hotéis charmosos na América Latina.

Site do hotel: tierrahotels.com
::: Reserve aqui a sua estadia no Tierra Atacama.

[clique aqui para ler o post com o review completo do Tierra Atacama]

Quartos Poniente do Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
Vista da janela do quarto Poniente – Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
Interior do quarto Poniente – Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
Lounge & Lobby – Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
Bar e restaurante – Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
A área do restaurante do Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
Café da manhã no Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
Lounge externo, com fogueira e vista para o Vulcão Licancabur | foto: Lala Rebelo
A belíssima piscina do Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
A belíssima piscina do Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
Jacuzzi externa – Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
Piscina interna aquecida e com hidromassagem – Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo
No pôr do sol a piscina fica ainda mais linda! | foto: Lala Rebelo

► Clique aqui para pesquisar outras opções de hospedagem em San Pedro de Atacama e arredores.

↑ Voltar ao começo do post


Comes e Bebes

Muitos hotéis tem o sistema all inclusive, então não há muito motivo ($$$) para sair e comer fora. Mas mesmo assim, no passeio por San Pedro de Atacama, aproveite para conhecer alguns barzinhos, tomar um sorvete ou quem sabe se animar para comer algo diferente! 🙂 Caso você seja um dos que se hospedarão em hotéis que não têm refeições incluídas, opções para almoçar e jantar não faltam! Sugestões:

Um dos mais antigos restaurantes “turísticos” de San Pedro. Tem um ambiente bem aconchegante e nas sextas e sábados há um DJ tocando. No menu, um pouco de tudo… Até mesmo sushis, crepes e vários pratos vegetarianos.

Restaurante La Estaka - San Pedro de Atacama foto Lala Rebelo
Restaurante La Estaka – San Pedro de Atacama | foto: Lala Rebelo

Tem pizzas e muitos pratos típicos, mas nada “contemporâneo”. Ali os pratos são bem tradicionais, como os chilenos comem. Também é conhecido pelas tortas de limão, maçã e nozes.

Las Delicias de Carmen - San Pedro de Atacama
Restaurante Las Delicias de Carmen – San Pedro de Atacama | foto: Lala Rebelo
  • Adobe (Calle Caracoles, 211)

É um dos mais conhecidos de San Pedro. Tem um espaço grande aberto, para que todos comam em volta de uma fogueira. Comida chilena e internacional (conhecido pelas pizzas e pelas carnes).

Restaurante Adobe - San Pedro de Atacama
Restaurante Adobe – San Pedro de Atacama | foto: Lala Rebelo
Restaurante Adobe - San Pedro de Atacama
Interior do Restaurante Adobe – San Pedro de Atacama | foto: Lala Rebelo

Em um ambiente bem tradicional e aconchegante, com música ao vivo em algumas noites, o La Casona serve pratos chilenos e uma famosa parrillada (carnes). Lugar gostoso para tomar um bom vinho.

Restaurante La Casona - San Pedro de Atacama foto Lala Rebelo
Restaurante La Casona – San Pedro de Atacama | foto: Lala Rebelo

Sorveteria simples mas conhecida por ter os melhores sorvetes do Atacama! Tudo artesanal. Sabores diferentões, bem típicos da região, e sabores “normais”.

Sorveteria Tierra del Sol - San Pedro de Atacama foto Lala Rebelo
Sorveteria Tierra del Sol – San Pedro de Atacama | foto: Lala Rebelo

↑ Voltar ao começo do post


O que fazer / Roteiros

Senti que fiquei o tempo ideal no Atacama: 5 noites. Claro que há muito mais atividades para fazer além das que eu fiz, mas achei 5 dias um tempo bom para aproveitar o melhor do destino!

Um item muito importante que DEVE ser levado em consideração na hora de escolher os passeios (e a ordem deles) é a ACLIMATAÇÃO. Por se tratar de uma zona de altitude, o corpo precisa ir se adaptando. Comece por atividades que estão a 2.500m e deixe as que ultrapassam os 4.000m para o final. Os dois hotéis que me hospedei (Explora e Tierra) estão sempre atentos a isso na hora de sugerir as excursões aos hóspedes. Respeite os limites do seu corpo. Parece brincadeira, mas em uma viagem que fiz ao Machu Picchu (Peru), passei mal de verdade. Já no Atacama, me senti super bem (importante beber muuuuita água e descansar nas horas vagas).

Excursões que fiz: 

  • Vale da Lua & Vale da Morte (Cordillera de La Sal) – 2.500m

Os dois vales ficam bem pertinho de San Pedro de Atacama, a apenas 15 minutos de carro. Ali você encontrará algumas das paisagens mais fabulosas de toda a viagem, as que te farão achar que você está em outro planeta. Um lugar cheio de esculturas naturais formadas pela erosão fluvial, do vento, da chuva e das temperaturas extremas.

Logo após a época de chuvas, o sal que está no solo do Vale da Lua vem à tona e tudo fica completamente branco! Estava assim na minha visita. Muito lindo! Caminhamos por várias trilhas curtas dentro do complexo, passamos pelos principais pontos e subimos uma duna para ter uma vista linda do vale.

O Vale da Morte na verdade deveria se chamar Vale de MARTE, devido a sua possível semelhança ao planeta vermelho. Mas um padre belga chamado Gustavo Le Paige, que tem enorme importância na história da região, acabou sendo mal entendido ao nomear o lugar de Marte, e então ficou “muerte”. Fomos ao Vale da Morte para assistir ao pôr do sol.

Fizemos os dois vales em apenas uma excursão de meio dia, pois ambos estão na Cordilheira do Sal, mas é possível fazer passeios distintos para visitar cada um com mais calma. Dá até para explorá-los de bike ou a cavalo. *Excursão de meio dia realizada com o hotel Explora. 

vale da lua deserto atacama chile lala rebelo
Vale da lua completamente coberto de sal | foto: Lala Rebelo

vale da lua deserto atacama chile lala rebelo

vale da lua deserto atacama chile lala rebelo
Formações chamadas Três Marias, no Vale da Lua | foto: Lala Rebelo
vale da lua deserto atacama chile lala rebelo
O ultra fotogênico Vulcão Licancabur visto do Vale da Lua | foto: Lala Rebelo

vale da lua deserto atacama chile lala rebelo

 

vale da lua deserto atacama chile lala rebelo
Subimos tudo isso para ter uma vista UAU de lá de cima! Vale da Lua | foto: Lala Rebelo
vale da lua deserto atacama chile lala rebelo
Vista linda do Valle de La Luna – Atacama – Chile | foto: Lala Rebelo
vale da morte deserto atacama chile lala rebelo
Valle de La Muerte (ou de Marte) | foto: Lala Rebelo
vale da morte deserto atacama chile lala rebelo
Excursão para o Vale da Lua e da Morte (foto) com o hotel Explora | foto: Lala Rebelo
vale da morte deserto atacama chile lala rebelo
Que céu mais lindo no Vale da Morte!!! | foto: LalaRebelo
vale da morte deserto atacama chile lala rebelo
E para fechar o dia, lanchinho no pôr do sol no Vale da Morte | foto: Lala Rebelo

mala-atacama-o-que-levar-vestir-lala-rebelo-valle-de-la-luna-muerte

 

  • Salar de Atacama (Laguna Chaxa – Reserva Nacional Los Flamencos) – 2.500m

O Salar de Atacama é enorme e, com mais de 3.000km2, é o 3º maior do mundo (atrás apenas do Salar de Uyuni, na Bolívia, e das Salinas Grandes, na Argentina). Dentro desse Salar há diversas atrações, entre elas a Laguna Chaxa, lugar perfeito para avistar os flamingos (faz parte da Reserva Nacional Los Flamencos). Ali também é possível fazer passeios pelos caminhos abertos no meio de uma imensidão de sal.

Esse setor do Salar de Atacama não fica muito distante de San Pedro. Bastam apenas 30 minutos de carro para chegar ao pacato vilarejo de Toconao para ver a pracinha, a igreja e lojinhas com artesanato local (tinha até uma lhama dentro de uma loja! rsrs). Depois, são mais 20 minutos até o Salar. Fizemos esse passeio em um fim de tarde, para assistir ao pôr do sol MARAVILHOSO. Não atrase nem um minuto para chegar, pois o sol desaparece muito rápido e é apenas em um instante que os altiplanos ficam ROSA. *Excursão de meio dia realizada com o hotel Explora. 

Caminhos entre as pedras de sal do Salar de Atacama | foto: Lala Rebelo
Eu e a Ale Leite – Salar de Atacama | foto: Lala Rebelo
Laguna Chaxa e seus flamingos – Salar de Atacama | foto: Lala Rebelo
Lua cheia já aparecendo durante o pôr do sol no Salar de Atacama
Lua cheia no pôr do sol – Salar de Atacama | foto: Lala Rebelo
Pôr do sol no Salar de Atacama | foto: Lala Rebelo
Igrejinha do vilarejo de Toconao, no caminho para o Salar de Atacama | foto: Lala Rebelo
Interior da igreja de Toconao | foto: Lala Rebelo
O campanário que sobrou da igreja destruída pelo terremoto de 1920 | foto: Lala Rebelo
O pacato vilarejo de Toconao e suas lojinhas | foto: Lala Rebelo
Llama em Toconao | foto: Lala Rebelo

mala-atacama-o-que-levar-vestir-lala-rebelo-salar-de-atacama

  • Tour astronômico – observação de estrelas, lua e planetas 

O Atacama tem o céu mais claro da Terra, por três motivos: altitude, ausência de poluição de luz e ausência de nuvens (em boa parte do ano). Portanto, é o melhor lugar do mundo para observar as estrelas, a lua e planetas. Foi construído lá o Observatório ALMA, que abriga o maior complexo de radiotelescópios do mundo, que buscam pistas sobre a origem do universo.

O tour astronômico mais famoso é o da SPACE, realizado pelo francês Alain Maury, que dura cerca de 2h30. Reserve pois ele é super disputado. Como o hotel Explora tem o próprio observatório, fizemos a observação do céu lá mesmo. Era noite de lua cheia, o que dificulta a atividade (já que fica super claro). Mesmo assim, achei o máximo! (obs.: look para tour astronômico da Space? Muuuuita roupa de frio! Pois é de madrugada, ao ar livre!).

dicas atacama chile observatorio hotel explora lala rebelo
Observatório do hotel Explora Atacama | fotos: Lala Rebelo
  • Termas de Puritama & Vale de Guatin – 3.500m

É possível chegar até essas termas de van, mas para os que preferem caminhar, há um trekking muito bacana (nível intermediário) com 2 horas de duração, passando por paisagens incríveis, com pedras, quedas d’água e vegetação do Vale de Guatin. Eu que não sou uma pessoa muito esportista, gostei muito de ter feito a caminhada. Pro meu nível não foi nada fácil (hehehe), até porque já estávamos a 3.500m de altitude, mas valeu!!

Ao chegar nas termas, que delícia… Uma piscininha de água quente só para nós! Como o Explora tem a concessão da área, uma das 8 piscinas fica reservada para os hóspedes. Não se preocupe em ir com maiô por baixo da roupa de trilha, pois lá há banheiros para se trocar. O Explora fornece roupões e prepara um lanchinho leve. *Excursão de meio dia realizada com o hotel Explora. 

Vale do Guatin Termas de Puritama Deserto do Atacama Chile Lala Rebelo
Trekking pelo Vale do Guatin para chegar nas Termas de Puritama – Atacama
Vale do Guatin Termas de Puritama Deserto do Atacama Chile Lala Rebelo
Não foi fácil não!!! Vale do Guatin | foto: Lala Rebelo
Vale do Guatin Termas de Puritama Deserto do Atacama Chile Lala Rebelo
Paisagens lindas no caminho – Vale do Guatin – Atacama | foto: Lala Rebelo
Vale do Guatin Deserto do Atacama Chile Lala Rebelo
Paradinha para a foto e para respirar!!! Trekking no Vale do Guatin, Atacama
Vale do Guatin Termas de Puritama Deserto do Atacama Chile Lala Rebelo
Ufa! Chegando nas termas! Com a Ale Leite, da Hotelnews (companheira de viagem!)
Termas de Puritama deserto do atacama chile hotel explora lala rebelo
Piscinas quentinhas deliciosas – essa é exclusiva do hotel Explora
Termas de Puritama deserto do atacama chile hotel explora lala rebelo
Lanchinho preparado pelo hotel Explora nas Termas de Puritama | foto: Lala Rebelo

Termas de Puritama deserto do atacama chile hotel explora lala rebelo

  • Lagunas Altiplânicas & Piedras Rojas – 4.200m

Altiplano é toda a área que está no alto das montanhas, acima dos 4.000 metros. As paisagens mudam MUITO de San Pedro até lá! Inclusive vamos vendo várias vicuñas no caminho. São 2 horas de carro para chegar. Lá em cima, já nas lagunas, faz muito frio e, se estiver ventando, você vai congelar! Mas o visual compensa!! E como! Um lugar que te faz sentir pequeno perto da imensidão das montanhas.

As lagoas mais visitadas são: Tuyajto, Miscanti, Miñiques e Águas Calientes. Nessa última é onde está o setor das Piedras Rojas (ou Pedras Vermelhas, em português). O nome verdadeiro desse lugar é Salar de Talar, mas como o nome era muito parecido com outro atrativo da região, Salar de Tara, acharam mais fácil e mais comercial usar Piedras Rojas. As pedras tem essa cor por causa do mineral ferro em sua composição, que com a luz do sol fica vermelho.

A caminho das Lagunas Altiplânicas – Atacama | foto: Lala Rebelo
Uma das lagoas nos Altiplanos que visitamos: Tuyajto | foto: Lala Rebelo
Laguna Águas Calientes – Atacama | foto: Lala Rebelo
Piedras Rojas (ou Salar de Talar) – tour das Lagunas Altiplânicas | foto: Alessandra Leite (Hotelnews)
Altiplanos – Atacama – Chile | foto: Lala Rebelo
A van do hotel Tierra Atacama – excursão: Lagunas Altiplânicas | foto: Lala Rebelo

Como essa é uma excursão de dia todo, a ideia original é fazer um almoço-piquenique na beira de uma laguna. Mas como o vento estava muito forte, o plano B foi almoçar no vilarejo de Socaire, que fica no caminho de volta. Uma experiência bem bacana também.

Povoado de Socaire | foto: Lala Rebelo
Restaurante típico que almoçamos em Socaire | foto: Lala Rebelo
Almoço preparado pelo Tierra Atacama | foto: Lala Rebelo

Também passamos pelo Trópico de Capricórnio na estrada voltando para San Pedro. Pausa para fotos, claro! *Excursão de dia inteiro (8h – 16h) realizada com o hotel Tierra. 

Trópico de Capricórnio

mala-atacama-o-que-levar-vestir-lala-rebelo-lagunas-altiplanicas-piedras-rojas

  • Geysers del Tatio – 4.500m

UAU UAU UAU! Eu nunca tinha visto um gêiser antes, e esse lugar tem vários! Fica muito muito muito alto (leia-se MUITO frio – mas por sorte, peguei 5ºC lá. O normal é pegar -10ºC!) e a 2 horas de carro de San Pedro de Atacama. O fenômeno acontece porque a água de rios subterrâneos encontra o magma dos vulcões, ferve, e precisa “fazer buracos” na terra para sair, lançando uma coluna de água quente e vapor no ar. No local, há uma piscina quente (sem custo adicional). Leve traje de banho se quiser nadar.

geysers del tatio atacama chile lala rebelo
Geysers del Tatio – Atacama – Chile | foto: Lala Rebelo
geysers del tatio atacama chile lala rebelo
Colunas de água quente e vapor que saem do chão! Sensacional!! Geysers del Tatio
geysers del tatio atacama chile lala rebelo
Muita fumaça! Geysers del Tatio, Atacama

No caminho de volta passamos pelo Lago Putana, que é lindo, cheio de vida (aves, vicuñas, lhamas…) e pelo vilarejo de uma rua só chamado Machuca, interessante para observar a arquitetura de pedra e palha das casas e da igrejinha.

laguna putana atacama chile lala rebelo
Lago Putana – Atacama – Chile | foto: Lala Rebelo
machuca pueblo atacama chile lala rebelo
Vilarejo de Machuca – no caminho de volta para San Pedro | foto: Lala Rebelo

mala-atacama-o-que-levar-vestir-lala-rebelo-geysers-del-tatio

  • San Pedro de Atacama

Uma cidade pequenininha de ruas de terra e casas de adobe, no coração do deserto, com aproximadamente 3.000 habitantes. Há um “extra” considerável de população estrangeira ou chilena de outras regiões, que veio para trabalhar em negócios relacionados ao turismo. Mesmo que você esteja hospedado em um hotel mais afastado, vale a pena passear pelas ruelas da cidade (mais animada no fim da tarde. A rua onde “tudo acontece” é a Calle Caracoles), restaurantes, bares, lojinhas de artesanato e muitas muitas agências de turismo… A igrejinha também é bem fofa. Visite também o Museu arqueológico Padre Le Paige (o mesmo que fez a confusão dos nomes “marte” e “muerte”), que mostra a cultura atacamenha ao longo de 11.000 anos de história. San Pedro tem o apelido de “San PERRO”, por causa da quantidade de cachorros pelas ruas da cidade. A empresa Tour4Tips oferece walking tours.

San Pedro de Atacama - Chile - lala rebelo
Pelas ruas de San Pedro de Atacama – Chile
San Pedro de Atacama - Chile - lala rebelo
Igreja de San Pedro de Atacama | foto: Lala Rebelo
San Pedro de Atacama - Chile - lala rebelo
Moradores da cidade de San Pedro de Atacama | foto: Lala Rebelo

Excursões que não fiz mas que gostaria de ter feito (vou voltar!): 

  • Lagunas Escondidas de Baltinache – 2.400m

Infelizmente não consegui fazer esse passeio, mas parece incrível! Voltaria só para conhecer! São um conjunto de 7 lagoas salgadas que ficam próximas ao Salar de Atacama (duas delas são próprias para banho). Algumas tem uma tonalidade azul turquesa impressionante, que contrasta com branco do sal que está em volta (claro que um dia bem ensolarado ajuda a deixar ainda mais lindo!). *Não conheci pessoalmente, mas uma grande amiga recomendou os serviços da FlaviaBia para essa excursão. 

Lagunas Escondidas de Baltinache – Explodem o Turquesômetro, heim? | foto: FlaviaBia Expediciones
  • Laguna Cejar – 2.300m

Experiência parecida à das Lagunas Escondidas de Baltinache (muitas vezes os dois tours são feitos juntos). A Laguna Cejar está dentro do Salar de Atacama e dizem ter uma concentração de sal maior do que a do Mar Morto. Impossível afundar! Lagoa propícia para banho (e para boiar! rs). *Não conheci pessoalmente, mas uma grande amiga recomendou os serviços da FlaviaBia para essa excursão. 

Flutuando na água salgada da Laguna Cejar | foto: FlaviaBia Expediciones
  • Cavalgadas

Andar a cavalo faz parte da cultura atacameña. Portanto, tem TUDO A VER explorar o deserto assim. O Explora é o único hotel da região que possui os próprios cavalos e estábulos dentro do hotel. São 20 animais criados e treinados em uma fazenda no centro do Chile, pertencente à família Ibáñez, donos dos Explora. E tem também diversas opções bacanas de cavalgadas. Eu QUASE fiz, cheguei a montar e tudo… Mas meu medo de cavalos me impediu. 🙁 Outros hotéis também oferecem passeios com cavalos de terceiros. Também deve ser bacana.

cavalgada deserto atacama explora lala rebelo
Excursão a cavalo do Explora Atacama pela Cordilheira do Sal – Dunas de la Chula | foto: Alessandra Leite (Hotelnews)
cavalgada deserto atacama explora lala rebelo
Cavalos do Explora Atacama – eu tentei ir, mas depois desisti. Ficou pra próxima!
  • Passeio de balão

Desde que fiz um passeio de balão no Serengeti, fiquei maluca e disse que faria sempre que desse. Mas, infelizmente, não foi possível fazer no Atacama, apesar da vontade enorme (vôos de balão são extremamente sensíveis ao clima). Os vôos partem no amanhecer, sobrevoam o Vale da Lua e aterrizam 45 minutos depois (valor de US$250, incluindo transporte hotel-balão, lanchinhos e taça de champagne). A empresa mais conhecida é a Balloons Over Atacama. Deve ser fantástico!

Vôo de balão sobre o Deserto do Atacama | foto: © Balloons Over Atacama

*** MALA ***

Além dos looks acima para as excursões de dia, a roupa do jantar é muito tranquila. Muitos jantam direto dos passeios mesmo. Se você estiver em um hotel mais sofisticado, uma calça jeans, com blusinha, colete, casaco e bota já é suficiente. A noite faz frio, então melhor levar pijama de inverno. Não esqueça dos trajes de banho e chinelo (para as piscinas dos hotéis, termas e lagunas). Eu tinha levado saídas de praia, mas nem precisei usar, pois sempre havia roupão (no quarto ou nos passeios que envolviam água). De qualquer forma, essas são apenas dicas com base na minha experiência vivida em MAIO (outono). Confira sempre a previsão do tempo antes de arrumar a mala.

Não esqueça de levar protetor solar (sério… Queima muito!!), protetor labial (não adianta apenas “hidratante”, tem que ter fator de proteção porque racha mesmo!), hidratante para corpo e rosto, colírio (mais de um frasco caso você use lentes de contato, pois vão ficar secas!), solução nasal e um squeeze/garrafinha de água para levar nos passeios (ganhei uma do hotel Explora e outra do Tierra, mas nem todos os hotéis e empresas de excursão dão esse brinde). Estamos falando do deserto mais árido do mundo! Como vocês viram nas fotos, eu não gosto muito de usar boné e gorro, mas caso você se incomode com sol ou frio na cabeça (e orelhas), acho importantíssimo levar também.

*** SAÚDE ***

Eu nunca viajo sem seguro de saúde internacional. Sempre faço o meu pela REAL Seguros e recentemente precisei usar e fui super bem atendida (mesmo tendo cartão de crédito que oferece seguro, sempre faço esse da REAL, por ser mais eficiente). Após compra online, a apólice chega por email em minutos. Quando você faz seu seguro por aqui, eu ganho uma pequena comissão (você paga a mesma coisa). 

Localize tudo o que foi citado aqui post no mapinha abaixo:

E aí, vamos JÁ para o Atacama?? Estou louca para voltar!
Muitos fazem também o Salar de Uyuni, na Bolívia, na mesma viagem. Leia post aqui.

Vai pro Chile? Leia também:

::: Viña Vik – hotel-vinícola fabuloso perto de Santiago
::: Hotéis e restaurantes em Santiago
::: Hotel Explora Atacama
::: Hotel Tierra Atacama

Beijos, Lala
(siga minhas viagens ao vivo pelo instagram @lalarebelo)

*Nessa viagem tivemos o apoio do Explora, Tierra Hotels e Sul Hotels. 

lala-veste
Maiô: Adoro Mar 
Óculos: Prada /// Bota: Timberland

roteiros personalizados viagem lala rebelo

↑ Voltar ao começo do post

Comentários