África do Sul

Stellenbosch e Franschhoek – Vinícolas do Cabo – África do Sul

Duas coisas que amo na vida: viajar & tomar um bom vinho. E quando um destino, além de sua beleza, te cerca de vinícolas incríveis, é paixão na certa!! Assim foi com Sonoma & Napa Valley, na Califórnia [leia post aqui], e com Mendoza, na Argentina [leia post aqui]. Com Stellenbosch & Franschhoek, pertinho da Cidade do Cabo, na África do Sul, não seria diferente.

Ambas as cidades estão a 50-80km de distância de Cape Town (fica uma do ladinho da outra, portanto você acabará conhecendo as duas na mesma viagem). Muitos passam apenas o dia por lá, fazendo um bate-volta, visitando algumas vinícolas… Mas eu recomendo MUITO que você durma ao menos uma noite na região. Os hotéis são charmosíssimos, a comida é deliciosa, os vinhos (já falei deles, né?! hehe) são excelentes e as paisagens são de tirar o fôlego.

Para ler todas as dicas sobre a Cidade do Cabo e todas as informações que você precisa saber antes de viajar para a África do Sul, clique aqui

Delaire Graff Restaurant - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Restaurant – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Piscina principal do Delaire Graff Lodges and Spa - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Piscina principal do Delaire Graff Lodges and Spa – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo

Sobre o lugar

Stellenbosch é a segunda cidade mais antiga da África do Sul, depois da Cidade do Cabo, e tem mais de 150 mil habitantes (sem contar os estudantes, que são muitos, pois a Stellenbosch University é considerada excelente).  Tem mais de 150 vinícolas, museus, galerias de arte e lindas paisagens.

Franschhoek é uma cidade bem menorzinha, com apenas 15 mil habitantes (mas não pense que o número de vinícolas é pequeno não!!! Há muitas! E ainda são as mais antigas da região. Uma melhor que a outra). O nome Franschhoek significa “French Corner” (algo como “cantinho francês”), porque, no passado, o local recebeu muitos refugiados franceses, apesar de ter sido colonizada pelos holandeses (assim como Stellenbosch). E ali, os franceses se estabeleceram, criaram suas fazendas (por isso, não estranhe tantas propriedades com nomes françaises), e começaram a produção de vinhos com seu legítimo savoir-faire. O resultado não seria outro que não vinhos maravilhosos e admirados em todo o mundo. Franschhoek faz parte do município de Stellenbosch.

Apesar de ser possível se comunicar em inglês facilmente, o principal idioma da população é o africâner. Stellenbosch e Franschhoek estão a 50km e a 80km de Cape Town, respectivamente.

localizacao-stellenbosch-franschhoek
Cidade do Cabo, Stellenbosch e Franschhoek marcadas no mapa | Créditos: Google Maps

<div class=”separa”><span> CLIMA – Quando ir? </span></div>

Não há uma época certa para ir para a África do Sul, principalmente para a Cidade do Cabo e a região de vinícolas. Depende mesmo de que tipo de clima você quer pegar. De junho a agosto faz BASTANTE frio. Nós fomos na segunda quinzena de setembro e pegamos dias maravilhosos, com muito céu azul, zero chuva e uma temperatura amena, perfeita para passear e para curtir as piscininhas do hotel sem morrer de frio (eram aquecidas – ficamos horas dentro delas!!!). Mas é nos meses mais quentes, de outubro a março, que chove menos em Cape Town, historicamente.

Dias lindos em Stellenbosch - set/2016 | Delaire Graff Estate Lodges
Dias lindos em Stellenbosch – set/2016 – Delaire Graff Lodges | Créditos: Lala Rebelo

tomada-voltagem-eletricidade-idioma-moeda-dinheiro-fuso-horario-africa-do-sul

*A tomada tipo M (3 pinos redondos – ver figura) é a mais comum por lá. Na verdade, nem vi dos outros tipos citados (C e D), mas dizem que também podem existir. 

Clique aqui para ler mais dicas da Cidade do Cabo, seus arredores, e também dicas gerais da África do Sul.

↑ Voltar ao começo do post


Como chegar / Onde ficar

<div class=”separa”><span> VÔOS </span></div>

Para chegar em Stellenbosch/Franschhoek, primeiro você tem que voar para a Cidade do Cabo (aeroporto CPT).

Não há vôos diretos entre Brasil e Cidade do Cabo, mas sim há para Joanesburgo, de South African Airways e de LATAM. O vôo São Paulo (GRU) – Joanesburgo (JNB) dura aprox. 9h e de lá você pode pegar um vôo de 2h para Cape Town (CPT) com a própria cia aérea que você fez o trecho Brasil-África do Sul ou de alguma cia aérea local, como Mango, FlySafair e Kulula, caso isso saia mais barato. 

Fizemos a simulação das duas maneiras e comprando o 2º trecho com a Mango saiu muito mais barato. Achei o aeroporto de Joanesburgo bem tranquilo para desembarcar, imigrar, retirar malas e fazer novo check-in (só não compre o vôo com pouco tempo de conexão pois o vôo que vem do Brasil pode atrasar. O nosso atrasou quase 1 hora devido a uma mudança de rota para fugir de uma tempestade. 3 a 4 horas de “intervalo” é o ideal.).

No post sobre a Cidade do Cabo eu expliquei tudo sobre vôos e sobre toda a documentação que você precisa para entrar na África do Sul (validade do passaporte, vacinas etc.), entre outras informações úteis. Clique aqui para ler.

<div class=”separa”><span> ESTRADAS – Aluguel de carro </span></div>

O melhor jeito de ir da Cidade do Cabo para as “Winelands” (região de Stellenbosch e Franschhoek) é de carro alugado. Nós alugamos um carro da locadora Hertz pelo site da Rentalcars. Clique aqui para pesquisar e alugar o seu. A estrada é LINDÍSSIMA!!! Impossível não querer tirar foto o tempo todo. Sem falar que, com um carro alugado, você pode explorar as vinícolas que quiser, no seu próprio tempo. GPS, Waze e Google Maps funcionam super bem por lá. Mas também dá para se virar no old style, com um mapa em mãos.

<div class=”separa”><span> HOTÉIS </span></div>

Como já comentei, muitos que estão hospedados na Cidade do Cabo fazem apenas um passeio de um dia para a região dos vinhos, mas acho um BAITA desperdício estar nesse lugar incrível e não dormir ao menos uma noite por lá. São tantos hotéis boutique, charmosíssimos, que fica até difícil escolher onde ficar. Pra mim, o ideal é estar em uma propriedade que seja também vinícola (e não apenas hotel), seja em Stellenbosch ou em Franschhoek (são cidades vizinhas) e assim estar rodeado de verde, para relaxar muito. De verdade, os dias e a noite que passamos em Stellenbosch foram os momentos mais prazerosos da viagem (ficamos 1 diária).

Este hotel esteve por muitos anos na minha lista de desejos. Não havia como ir a África do Sul e não dormir ao menos uma noite lá! E assim foi! 🙂 E juro… É ainda mais lindo do que nas fotos. Ele faz parte da vinícola Delaire Graff Estate, que produz alguns dos melhores vinhos da região. Apesar de ter uma área enorme, com vista para as montanhas e os vinhedos (fazendo a gente se sentir dentro de um quadro), só há apenas 10 quartos. Super exclusivo! A propriedade faz parte do portfólio da Relais & Châteaux.

Os quartos são muito amplos, com cozinha, sala e banheiro, super equipados e bem decorados (decor contemporânea. Muito elegante e discreta!). Além disso, cada um dos quartos possui deck privativo com piscina aquecida (aí ganhou meu coração!!! Moraria facilmente nesse quarto rsrs. Aliás, só nessa varanda, com essas duas espreguiçadeiras, já estaria bom!). Vinho, sucos, castanhas, bolachinhas e jujubas infinitas e o mini-bar inteiro (e recheado) de cortesia são alguns dos mimos do Delaire.

Recomendo optar pelos tipos de quarto: LUXURY LODGE (vila luxo), PRESIDENTIAL LODGE (vila presidencial) ou THE OWNER’S LODGE (vila superior). Nós ficamos em um “Luxury Lodge” e foi PERFEITO, com suuuuper vista (como vocês podem ver pelas fotos!). É que o DELUXE LODGE (villa deluxe), apesar de ter também todas as regalias dos outros quartos, inclusive a piscina privativa, não tem “A VISTA”. Pois essa categoria de quarto não fica no alto da montanha e está de frente para o jardim (e não de frente para os vinhedos, como os outros quartos). Já que você vai até lá e topou se hospedar no Delaire, que seja para ter a experiência completa, né?!

Enquanto estive no Delaire, fiquei o tempo todo com um dúvida: em qual piscina ficar? hehehe. No quarto ou na piscina principal? 😀 É que a piscina que é comum para os 10 quartos + clientes do Spa (aberto também para não-hóspedes), também é linda, possui uma jacuzzi quentinha e tem a melhor vista do pôr do sol. Para quem gosta de malhar nas férias, a academia é bem completa (eu não testei!! rs). No hotel há também uma sala de cinema privativa, que pode ser reservada só pra você.

Outro ponto alto do Delaire é a gastronomia. Seus dois restaurantes, Delaire Graff Restaurant e Indochine (onde também é servido o café da manhã – incluído na tarifa), são excelentes. Vou falar mais deles na parte de “comes & bebes”. A degustação de vinhos (wine tasting) é gratuita para hóspedes.

Para os que não tem carro alugado, o hotel oferece serviço de shuttle gratuito para o centrinho de Stellenbosch.

De verdade, uma das melhores (e mais lindas) experiências da viagem! Valeu a pena me hospedar lá! Reserve sua estadia no Delaire Graff clicando aqui.

delaire-graff-stellenbosch_0592
Piscina privativa do Luxury Lodge – Delaire Graff Estate | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-luxury-lodge_0426
Piscina privativa do Luxury Lodge – Delaire Graff Estate | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-luxury-lodge_0335
Quarto do Luxury Lodge – Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-luxury-lodge_0341
Sala do Luxury Lodge – Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-luxury-lodge_0338
Banheiro do Luxury Lodge – Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-luxury-lodge_0360
Muitos mimos no quarto! Delaire Graff Lodges | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-luxury-lodge_0345
Deck privativo – Luxury Lodge – Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-stellenbosch_0331
Bela vista do quarto! Luxury Lodge – Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-stellenbosch_0389
Piscina privativa do Luxury Lodge – Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Piscina privativa do Luxury Lodge - Delaire Graff Estate - Stellenbosch
Piscina privativa do Luxury Lodge – Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-luxury-lodge_0582
Luxury Lodge – Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-lobby_0652
Lobby do Delaire Graff Lodges – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-stellenbosch_0583
Jardins do Delaire Graff Lodges – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-stellenbosch_0466
Piscina principal do Delaire Graff Lodges and Spa – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-stellenbosch_0447
Piscina principal do Delaire Graff Lodges and Spa – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-stellenbosch_0483
Piscina principal do Delaire Graff Lodges and Spa – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
delaire-graff-graff-piscina-spa_0508
Pôr do sol lindo na piscina do Delaire Graff – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo

Esse hotel também ganhou meu coração! ♥ Por pouco não ficamos lá, mas me apaixonei pelas fotos que vi. Decoração moderninha, piscina linda ao ar livre com baita vista das montanhas e dos vinhedos, restaurantes bem avaliados (e fofos!) com super vinhos locais e quartos amplos, lindamente decorados (cada categoria tem nome de uma uva diferente).

Reserve sua estadia no Mont Rochelle clicando aqui

Mont Rochelle Vineyards Hotel | Créditos: divulgação
Mont Rochelle Vineyards Hotel | Créditos: divulgação
Piscina do Mont Rochelle Vineyards Hotel | Créditos: divulgação
Piscina do Mont Rochelle Vineyards Hotel | Créditos: divulgação

lalarebelo-hoteis-booking

↑ Voltar ao começo do post


Comes e Bebes

Os restaurantes dessa região são muuuuito bons!!! Muitos ficam em vinícolas, então espere estar sempre rodeado de paisagens lindas. Sugestões:

Este é o restaurante principal da vinícola Delaire Graff, onde também fica o hotel onde nos hospedamos, e é imperdível. O menu é composto por pratos clássicos de bistrô com toques sul-africanos, que mudam conforme a estação. O Chef preza muito pelo uso dos ingredientes mais frescos e pela beleza dos pratos. E é verdade… Os pratos são LINDOS. Quis tirar foto de tudo! O ambiente é muito agradável, principalmente se for nos meses mais quentes e puder sentar na área aberta, que tem uma bela vista. Considerado um dos melhores restaurantes de Stellenbosch. Reserve sua mesa escrevendo um email para reservations@delaire.co.za. 

Delaire Graff Restaurant - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Restaurant – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Restaurant - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Restaurant – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Lindo!!! Meu prato no Delaire Graff Restaurant - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Lindo!!! Meu prato no Delaire Graff Restaurant – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Salada para comer com os olhos! Delaire Graff Restaurant - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Salada para comer com os olhos! Delaire Graff Restaurant – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Sobremesa de chocolate - Delaire Graff Restaurant - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Sobremesa de chocolate – Delaire Graff Restaurant – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Restaurant - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Restaurant – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
  • Indochine [Vinícola Delaire Graff Estate; Stellenbosch]

Também na vinícola Delaire Graff, aberto para almoço e jantar, este restaurante é de cozinha asiática. O ambiente é muito aconchegante e é possível sentar na área interna ou externa. Repare na escultura que há no teto do restaurante! Reserve sua mesa escrevendo para reservations@delaire.co.za.

É no Indochine que é servido o café da manhã para os hóspedes do Delaire Graff Lodge.

Restaurante Indochine - Delaire Graff - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Indochine – Delaire Graff – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Olha que teto lindo!! Restaurante Indochine - Delaire Graff | Créditos: Lala Rebelo
Olha que teto lindo!! Restaurante Indochine – Delaire Graff | Créditos: Lala Rebelo
Prato do Indochine, restaurante na Delaire Graff Estate | Créditos: divulgação
Prato do Indochine, restaurante na Delaire Graff Estate | Créditos: divulgação
Área externa do Restaurante Indochine - Delaire Graff - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Área externa do Restaurante Indochine – Delaire Graff – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Café da manhã do Delaire Lodge servido no Restaurante Indochine | Créditos: Lala Rebelo
Café da manhã do Delaire Lodge servido no Restaurante Indochine | Créditos: Lala Rebelo
Café da manhã do Delaire Lodge servido no Restaurante Indochine | Créditos: Lala Rebelo
Café da manhã do Delaire Lodge servido no Restaurante Indochine | Créditos: Lala Rebelo

Escolhemos almoçar no restaurante Pierneef, que fica na vinícola La Motte, em Franschhoek, devido à beleza do local e seu ambiente tranquilo. Os pratos também são deliciosos, assim como o vinho dessa vinícola. Recomendo a costela! Para reservar sua mesa, escreva para
pierneef@la-motte.co.za. Peça uma mesa na área de vidro (glass area) ou na parte aberta, perto do riacho. 

Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Couvert fofo! Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Couvert fofo! Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Costela (prato do marido) - Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Costela (prato do marido) – Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Cordeiro (meu prato) - Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Cordeiro (meu prato) – Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Sobremesa (dos dois!!) - Restaurante Pierneef - Vinícola La Motte - Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo
Sobremesa (dos dois!!) – Restaurante Pierneef – Vinícola La Motte – Franschhoek | Créditos: Lala Rebelo

Não conheci esse restaurante (tive vontade, mas não deu tempo!), mas é tão bem falado que resolvi colocá-lo aqui no post. Fica no hotel Le Quartier Français, um Relais & Châteaux. O menu é degustação (como diz o nome do local) e é totalmente surpresa, com muitos pratos. A experiência toda no restaurante pode durar umas 3 horas. Vá sem pressa. É bem badalado, portanto é preciso reservar com antecedência pelo site. Considerado o melhor restaurante de Franschhoek.

Prato do The Tasting Room - Le Quartier Français - Franschhoek | Créditos: divulgação
Prato do The Tasting Room – Le Quartier Français – Franschhoek | Créditos: divulgação

↑ Voltar ao começo do post


O que fazer / Roteiros

Recomendo ficar no mínimo 2 dias/1 noite na região de Stellenbosch & Franschhoek. Se você é um super apreciador de vinhos, sugiro 1 noite a mais.

<div class=”separa”><span> VINÍCOLAS </span></div>

O que fazer em um lugar com centenas de vinícolas??? Tomar muuuuito vinho, claro!! 🙂 Sei o quanto é difícil escolher algumas entre as centenas de propriedades da região, portanto, aqui vão algumas sugestões:

Já falei desse lugar na parte de hotéis (pois foi onde nos hospedamos), na parte de restaurantes e agora na parte de atividades! Você pode visitar a Delaire apenas para conhecer o local, dar uma andada no jardim e fazer degustação de seus maravilhosos vinhos, sem reserva prévia. Agora para se hospedar, para fazer tratamentos no Spa ou para almoçar/jantar, é preciso reservar com antecedência (clique aqui). Os melhores vinhos dessa vinícola, os imperdíveis na minha opinião, são: Cabernet Franc Rosé (ahhh os rosés… amo!), Chenin Blanc e Botmaskop (um blend tinto). Vale a pena trazer uma garrafa pra casa!

Entrada da Delaire Graff Estate - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Entrada da Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Estate - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Estate - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Estate - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Degustação de vinhos na Delaire Graff Estate - Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo
Degustação de vinhos na Delaire Graff Estate – Stellenbosch | Créditos: Lala Rebelo

Gostei muito dessa vinícola onde fomos almoçar no restaurante Pierneef. O local é lindo, super agradável e o tasting room, para fazer a degustação dos vinhos locais, é bem tradicional. Vale a pena dar umas voltinhas pelos vinhedos e pelos jardins, pois a paisagem é maravilhosa.

Vinícola La Motte - Franschhoek - África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte – Franschhoek – África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte - Franschhoek - África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte – Franschhoek – África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte - Franschhoek - África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte – Franschhoek – África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Adega da Vinícola La Motte - Franschhoek - África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Adega da Vinícola La Motte – Franschhoek – África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte - Franschhoek - África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte – Franschhoek – África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte - Franschhoek - África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte – Franschhoek – África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte - Franschhoek - África do Sul | Créditos: Lala Rebelo
Vinícola La Motte – Franschhoek – África do Sul | Créditos: Lala Rebelo

Muitos me indicaram conhecer essa vinícola, que fica em Franschhoek, devido à beleza do seu entorno e também pela qualidade dos vinhos. Infelizmente, não tive tempo de conhecê-la, mas pude experimentar alguns dos seus vinhos em um outro restaurante e gostei muito (prove o Pinot Noir!). Dizem que o bacana de ir nessa vinícola é quando os dias estão mais quentes e o terraço ao ar livre está aberto (no dia que íamos, a parte aberta estava fechada). Deve ser lindo na hora do almoço ou em um fim de tarde. Reserve sua mesa no “Haute Cabrière Terrace & Restaurant” pelo site.

Vinícola Haute Cabrière - Franschhoek - África do Sul | Créditos: divulgação
Vinícola Haute Cabrière – Franschhoek – África do Sul | Créditos: divulgação

Outra vinícola maravilhosa em Stellenbosch que merece sua visita, seja para um wine tasting ou para um refeição em seu super restaurante (reserve pelo site). A vinícola oferece várias atividades interessantes, como tours exclusivos e passeios a cavalo. A Waterkloof é toda “bio” e tem uma enorme preocupação com o meio ambiente. Pratica a agricultura biodinâmica (que não utiliza adubos químicos, venenos, herbicidas, sementes transgênicas, antibióticos ou hormônios, e  procura a integração e harmonia entre as várias atividades da propriedade como horta, pomar, criação animal e florestas nativas.). 

Waterkloof Wine Estate - Stellenbosch - África do Sul | Créditos: divulgação
Waterkloof Wine Estate – Stellenbosch – África do Sul | Créditos: divulgação

<div class=”separa”><span> OUTRAS ATIVIDADES </span></div>

O foco é de fato as vinícolas (eu não quis saber de outra coisa! rs), mas se você tiver tempo disponível, há outros atrativos em Stellenbosch, Franschhoek e arredores:

  • Centrinho de Stellenbosch – vale a pena caminhar um pouquinho pelo centro da cidade de Stellenbosch, conhecendo seus cafés, museus, galerias de arte e sua universidade.
  • Franschhoek Wine Tram – um tour hop-on/hof-off feito em um trem aberto, perfeito para explorar o vale de Franschhoek, suas paisagens e vinícolas.
Franschhoek Wine Tram | Créditos: divulgação
Franschhoek Wine Tram | Créditos: divulgação

<div class=”separa”><span> COMO SE LOCOMOVER </span></div>

Para mim, o melhor jeito é alugando um carro [pesquise e alugue pela Rentalcars] para percorrer e curtir as vinícolas por conta própria, no seu próprio tempo.

Se não gosta da ideia de dirigir, você pode contratar uma empresa de shuttle ou um motorista particular.

Recomendação da minha irmã (que usou seus serviços lá e também na Cidade do Cabo):
. Isako Shivuri (também conhecido como John) – é de Moçambique e por isso fala português perfeitamente. Cel/WhatsApp: +27 60 354 3482 /// Email: info@saluxurytravel.co.za

Empresas que vi em um folder de Stellenbosch, mas não testei:
. Bettina Shuttle – info@bettinashuttle.co.za
. CapeAgri Tours – eugene@capeagritours.co.za
. Hildegard Kidd – hildegardkidd@hotmail.com

No mapinha abaixo você encontrará marcado tudo o que foi citado aqui no post. Hotéis, vinícolas, restaurantes etc.:

<iframe src=”https://www.google.com/maps/d/embed?mid=1oyYD_o74P1dsd5ynQcRSoXt6UFE” width=”680″ height=”480″></iframe>

<div class=”separa”><span> ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL </span></div>

Já tem seguro de saúde internacional? Pela primeira vez, precisei usar o meu em uma viagem, e foi na Cidade do Cabo/Stellenbosch. Fui super bem atendida pelo call center do seguro, e depois, no hospital que me indicaram. Fechei o da Assist-Card pela REAL Seguros. Clique aqui para fazer uma cotação. Após compra online, a apólice chega por email em minutos. 

Espero que tenham amado Stellenbosch & Franschhoek como eu!! 🙂 Que lugar lindo, gostoso e cheio de boas energias! Se tiver dúvidas ou precisar de dicas extras, por favor, escreva no espaço para comentários abaixo.

Gostou desse destino? Então acho que você também vai gostar de ler estes posts:

Beijos, Lala

Siga-me também no instagram @lalarebelo

↑ Voltar ao começo do post

Comentários