Viagem para a Rússia

Dicas de São Petersburgo – Rússia

Bela e Majestosa

Encontre aqui nesse post todas as dicas de São Petersburgo – Rússia. Como chegar, onde ficar (melhores hotéis, como o Kempinski Hotel Moika 22), melhores restaurantes, o que fazer (passeios imperdíveis), roteiros, guias que falam português, clima, melhor época para ir, história e muito mais.

São Petersburgo, ou apenas Peters, como é carinhosamente chamada, é o lugar que mais me fez dizer “UAU” por metro quadrado.

A cidade ainda transpira o período do Imperialismo Russo, e tem a cara e a alma dos Czares. Imagine todas as cidades “pomposas” que você já visitou: Paris, Viena, LondresBudapeste… Some tudo e multiplique a quantidade e a altura dos palácios por 10. hehehe. Assim você terá uma ideia aproximada do que é São Petersburgo.

dicas de são petersburgo - rússia - Praça do Palácio

dicas de são petersburgo - rússia

dicas de são petersburgo - rússia - palacio de inverno
Os dois russinhos (eu e papi) em frente ao Palácio de Inverno

A cidade nasceu das ideias do Czar Pedro, O Grande, que reinou de 1682 a 1725 (por isso, o nome “PETERsburgo”). A frente de seu tempo, Pedro foi primeiro czar a viajar para o exterior, a aprender diferentes línguas, a ter ideias consideradas “revolucionárias” para seu tempo, e estava realmente empenhado em transformar a cara da Rússia, que na época, era muito mais vista como um país remoto no “fim do mundo”, do que um país Europeu. E uma das estratégias que usou para conseguir esse feito, foi construir uma nova capital para o país na entrada do Golfo da Finlândia, nas margens do icônico Rio Neva, muito mais próxima dos vizinhos ocidentais. O czar transferiu a corte de Moscou para essa nova cidade, que passou a ser “a janela da Rússia para a Europa”. Peters foi a capital russa por mais de 200 anos, até o “título” ser transferido novamente para Moscou, após a Revolução Russa de 1917.

Além de criar uma cidade mais européia, ele também queria um povo mais europeu. Exigiu que os cidadãos russos tirassem a barba, que as roupas fossem modificadas (de longas e largas batas para vestidos rodados) etc. Antes de Pedro O Grande, a sociedade russa se assimilava muito mais às culturas árabes e asiáticas do que com a Europa. No post de introdução a Rússia contei com mais detalhes essa mudança de estilo, com fotos e tudo mais. Clique aqui para ler.

Se modernizar o Império era o que Pedro queria, podemos dizer que ele conseguiu. A Rússia nunca mais foi a mesma depois de seus feitos, sem falar de todas as suas vitórias militares. O país passou a ser “temido” e respeitado. Pedro foi o maior governante russo de todos os tempos (eu prefiro a Catarina II rsrs 😀 – já falei dela aqui), era inteligente e corajoso, e não a toa, recebeu o título de “O Grande” (Catarina também recebeu!!! Eeee o/).

Apesar de parecer um imperador cheio de caprichos, conhecendo São Petersburgo você verá que Pedro, O Grande, era extremamente humilde (na medida do possível para quem era o “dono” de um império com mais de 17 milhões de quilômetros quadrados, né?! hehe). Mas os responsáveis pelo glamour e opulência da cidade foram seus descendentes, principalmente sua filha, a Czarina Elisabeth (ou Izabel), que nunca estava satisfeita com os palácios que já existiam e era fã de rococó com muito dourado. Mandava reformar tudo o que via, e construía novos palácios incansavelmente. Até que veio a sucessora, Catarina, A Grande, que detestava esse exagero todo, e mandava pintar de cores sóbrias tudo o que brilhava.

A sensação que eu tive após visitar São Petersburgo era de que os reis daquele país eram simplesmente os mais ricos do muuuundo! Era MUITO LUXO!

dicas de são petersburgo - rússia - palacio de inverno - hermitage
Entrando no Palácio de Inverno – São Petersburgo
dicas de são petersburgo - rússia - palacio de inverno - hermitage
Um dos salões do Palácio de Inverno
dicas de são petersburgo - rússia - peterhof
Peterhof – Um outro palácio no Golfo da Finlândia

/// Para DICAS GERAIS SOBRE A RÚSSIA, com tudo o que você precisa saber antes de visitar o país (história, clima, quando ir, idioma, dinheiro, transportes, segurança, roteiro ideal, souvenirs etc.) LEIA ESTE POST AQUI. ///


Sobre o lugar

São Petersburgo é a segunda maior cidade da Rússia, com 5 milhões de habitantes (atrás apenas de Moscou, que tem mais de 12 milhões), e um importante porto para o país, pois tem acesso ao Mar Báltico. A cidade está nas margens do Rio Neva, um rio bem largo e extremamente charmoso, cheio de pontes gigantescas (inclusive uma que é símbolo da cidade, que se abre ao meio durante a madrugada para permitir a passagem de grandes navios). Peter é chamada de “Veneza do Norte”, ou “Veneza Russa”, pois a cidade é composta por dezenas de ilhas, e para uni-las, existem centenas de pontes que cruzam seus muitos canais e rios.

MAPA RUSSIA SAO PETERSBURGO MOSCOU

PONTE SAO PETERSBURGO RUSSIA DICAS DE VIAGEM
Palace Bridge, sobre o Rio Neva | foto: openspb.com

A cidade, que passou a ser chamada de Petrogrardo em 1914, e de Leningrado em 1924, e voltou a ter seu nome original em 1991, após o colapso da União Soviética, é conhecida como a Capital Cultural da Rússia, pois ali nasceram e viveram dezenas de autores e pensadores respeitados em todo o mundo, como Fiódor Dostoievski. Outra razão para ter esse título, é possuir o 3º maior museu do mundo, o Hermitage, localizado no antigo (e maravilhooooso!) Palácio de Inverno (e em outros edifícios anexados).

A dica que dou é: por favoooor, não vá a São Petersburgo sem ter lido estes livros:

Eu parecia criança na Disney após assistir a um filme de princesa… Ficava “olha, foi aqui que a Catarina fez isso”, “e foi por aqui que a Anastásia passeou com o Guéorgui”, “e foi aqui que…” etc etc. Muito bacana ter ido com tanta história e conteúdo prévio na cabeça!! 😉

Livros recomendados - e eu me transformando na Catarina...
Livros recomendados | E eu me transformando na Catarina por tanto estudá-la… 😀 hehehe

*** CLIMA – Quando ir? ***

É muito importante escolher bem a época para visitar a Rússia para evitar aquele frio intenso pelo qual o país é tão conhecido (de novembro a março).

A segunda quinzena de junho é muito procurada por causa do fenômeno “NOITES BRANCAS”, no qual o sol praticamente não se põe e não há noite. Nessa época, as cidades ficam lotaaadas de turistas, e a hospedagem também pode sair bem mais cara.

O verão como um todo (junho, julho e agosto) é uma época boa, porque as temperaturas são mais amenas, quase sempre perto dos 20ºC, e os dias são bem mais longos. O problema é que as cidades ficam muito muito cheias.

Nós escolhemos ir no outono, que na Rússia começa em 1º de setembro. Fomos na segunda quinzena de setembro e foi PERFEITO. Quando programei a viagem, mal sabia que era uma época tão boa! Segundo nossa guia, trata-se do “verão da mulher”, quando o calor faz um “flashback” após ter ido embora no final de agosto… E depois se vai de vez no fim do mês, quando as temperaturas caem absurdamente. O bom dessa época que fomos foi que a cidade não estava muito cheia de turistas. Achei tudo bem tranquilo e os preços mais baixos do que na alta temporada do verão.

Dizem que os meses de abril e maio (primavera) também são bons para visitar o país, mas cuidado com o gelo do inverno que ainda está derretendo.

Uma NOITE durante o fenômeno das Noites Brandas | foto: privet-russia.com
Uma NOITE durante o fenômeno das Noites Brancas | foto: privet-russia.com
Essa foto é típica durante as Noites Brancas pois essa ponte só se abre a noite. | foto: saint-petersburg.com
Foto típica nas Noites Brancas, pois essa ponte só se abre a noite. | foto: saint-petersburg.com
dicas de são petersburgo rússia lala rebelo palácio de inverno
Um dos dias lindos que pegamos em São Petersburgo na 2ª quinzena de setembro (outono)
dicas de são petersburgo rússia lala rebelo catedral de sao isaque
Catedral de São Isaac – São Petersburgo (eita céu azul!!)

*** SEGURANÇA ***

Gente, muuuita atenção com bolsas e bolsos! NADA de colocar carteira no bolso de trás ou em lugar visível, nem ande com coisas de muito valor. Bolsas com zíper e à vista SEMPRE, please! A Rússia é mundialmente famosa pelos “pick pockets”. Os caras são ninjas… Não são violentos, roubam sem você perceber. Mas criam situações para facilitar o roubo. Presenciamos um assalto bem na Nevsky Prospekt lotada (a avenida principal da cidade). Rodearam um turista (desses com câmera no pescoço – um senhorzinho mexicano, coitado!) e arrancaram a carteira dele do bolso, na cara dura, no meio de todo mundo. É muito comum você ver um tumulto repentino, criado para te distrair e depois te roubar. Roubaram minha carteira de dentro da minha bolsa em Moscou. “Sorte” que eu tinha visto esse assalto um dia antes em St. Peters, e tinha tirado os documentos e cartões mais importantes.

Mas sem nóia, gente! Ande por lá com o mesmo cuidado que você andaria por pontos turísticos brasileiros, ou latinos em geral.

tomada-voltagem-dinheiro-moeda-fuso-horario-idioma---RUSSIA---dicas-de-viagem-moscou-sao-petersburgo

↑ Voltar ao começo do post


Como chegar / Onde ficar

Muita gente começa a viagem por Moscou e depois vai para São Petersburgo. Nós fizemos o contrário e sinto que foi a melhor decisão que tomamos. São Petersburgo tem cara de Europa. É Rússia, mas com um pé no mundo ocidental. As placas e cardápios estão em cirílico, mas muitos também estão no nosso alfabeto. A cidade é cosmopolita, muita gente fala inglês… Já Moscou é RÚSSIA mesmo hehehe (aquela Rússia do estereótipo). Portanto, começando por Moscou, o choque seria maior e talvez você precisaria de mais tempo para se adaptar e começar a curtir de verdade, sem perrengues. Melhor começar por “Peters” para ir se familiarizando, e depois ir para a capital Moscou. Recomendo!

*** VÔOS ***

Copy+Paste do post de introdução!!

[Sempre procuro minhas passagens pelo Skyscanner. Clique aqui para acessar.]

Para chegar na Rússia, saindo do Brasil, o melhor jeito é pegar um vôo que faz 1 conexão em alguma cidade européia, e depois vai diretamente para São Petersburgo (ou Moscou).

Nós voamos KLM, conectamos em Amsterdam, e chegamos em São Petersburgo.

Outras cias: Lufthansa (conexão em Munich), Air France (conexão em Paris), British Airways (conexão em Londres) e Swiss (conexão em Zurich). Pesquise aqui.

Você também pode voar Aeroflot, que é a cia aérea nacional russa. Ainda não tem vôos partindo do Brasil, mas dá pra chegar na Rússia saindo de várias cidades européias, dos Estados Unidos e até mesmo do Caribe (Havana, Punta Cana e Cancún).

Para ir embora do país, voamos o trecho Moscou – Budapeste de Aeroflot, e achei excelente. Faz parte da SkyTeam, a mesma aliança da KLM e AirFrance.

*** TRENS ***

O melhor jeito para ir de São Petersburgo a Moscou (ou ao contrário) é de trem de alta velocidade SAPSAN, que faz o trajeto de mais de 700km em menos de 4 horas. Compre sua passagem pelo site RussianTrains.com.

Para ir do aeroporto ao hotel, recomendo solicitar um carro previamente, ou chamar um Uber. O aplicativo funciona super bem lá. Já a estação de trem é super central, bem na Nevsky. Sem erros, dá pra chegar tranquilamente por conta própria. 😉

Para mais dicas sobre transportes e documentos necessários para entrar no país, clique aqui.

*** HOTÉIS ***

O ideal em São Petersburgo é se hospedar nos arredores da Av. Nevsky Prospekt, que é a principal avenida da cidade. A avenida é enorme, portanto, se hospede de preferência na parte que está mais próxima ao Rio Neva, ao Palácio de Inverno e ao Rio Moika, que é onde tudo acontece, e você poderá fazer muita coisa a pé!

Um pouquinho da Nevsky Prospekt em timelapse:

Atenção!
A maioria dos hotéis oferecem café da manhã a parte, e geralmente os valores são absurdos (de 25 a 40 dólares por cabeça). Não há NENHUMA necessidade de escolher uma tarifa mais cara que inclua o breakfast, pois a cidade é CHEIA de cafés charmosos, espalhados por todos os lugares, principalmente nos arredores dos hotéis que recomendarei aqui abaixo. O nosso hotel cobrava US$25 por pessoa pelo café da manhã, e nós tomávamos o nosso todos os dias em locais charmosos na Nevsky por US$25 dólares as 4 PESSOAS! (vou recomendar esses locais abaixo, na parte de “Comes & Bebes”).

Minhas sugestões:

Esse foi o nosso escolhido em São Petersburgo. Gostei bastante e recomendo, pois o hotel oferece um ótimo custo-benefício. Está super bem localizado, pertinho do Palácio de Inverno (dá até pra ver uma pontinha dele da janela do quarto), e tem decoração clássica. Achei já um pouquinho “velho”, mas nada a ponto de reclamar. O quarto é espaçoso, assim como o banheiro. Ao chegarmos, uma BAITA SURPRESA da janela!! Quase chorei quando vi!! A Igreja do Sangue Derramado, com suas cúpulas coloridas dando “sopa”?!!? hehe. É de se emocionar mesmo. Lindíssimo.

A rua do hotel é super tranquila, de frente para o Rio Moika, a poucos passos da Nevsky Prospekt e do Hermitage (Palácio de Inverno).

O restaurante do hotel localizado no 9º andar, Bellevue Brasserie, é imperdível. Além de ter uma super vista da cidade (a noite fica tudo iluminado, é maravilhoso!) tem comida DELICIOSA (russa e internacional), além de um serviço impecável. Reserve sua mesa assim que chegar. Aberto também para não hóspedes. Vou falar mais da nossa experiência nesse restaurante na parte de Comes & Bebes (abaixo).

Kempinski Hotel Moika 22 ST PETERSBURG onde ficar hotéis russia

Kempinski Hotel Moika 22 ST PETERSBURG onde ficar hotéis russia 02
A tranquila rua do nosso hotel Moika 22 Kempinski, em São Petersburgo
Kempinski Hotel Moika 22 ST PETERSBURG onde ficar hotéis russia 03
Lobby do Hotel Moika 22 Kempinski – São Petersburgo
Kempinski Hotel Moika 22 ST PETERSBURG onde ficar hotéis russia
A vista surpresa da janela do quarto!! ♥♥♥
Kempinski Hotel Moika 22 ST PETERSBURG onde ficar hotéis russia
Nosso quarto – bem velhinho (precisando de uma renovada), mas bem ok e espaçoso. | Hotel Moika 22 Kempinski
Kempinski Hotel Moika 22 ST PETERSBURG onde ficar hotéis russia bellevue brasserie restaurante
Restaurante Bellevue Brasserie no 9º andar do Hotel Moika 22 Kempinski

Na minha opinião, o mais bem localizado, em uma esquina da Nevsky com o Rio Moika. Um hotel membro das coleções The Leading Hotels Of The World e Virtuoso. Está em um edifício do século XVIII super clássico bonitão (antigo e muito bem cuidado). Possui piscina coberta.

Taleon Imperial Hotel, na Nevsky Prospekt com a Moika
Taleon Imperial Hotel, na Nevsky Prospekt com a Moika
Interior do Taleon Imperial Hotel | foto: lhw.com
Interior do Taleon Imperial Hotel | foto: lhw.com

Hotéis em outra região, mais próxima à Catedral de Santo Isaac, porém não muito longe do início da Nevsky Prospekt. É também uma área bacana para ficar:

Este hotel se destaca entre todos que recomendo aqui, pois é super MODERNO. Adorei o design! Possui spa e uma linda piscina coberta. O bar que está no rooftop é bem bacana e tem uma baaaita vista. Vale a pena a passadinha mesmo se não estiver hospedado lá. É ao ar livre, portanto melhor que não seja no inverno. 😉

Quarto "Mega Room" do Hotel W St. Petersburg | foto: kiwicollection.com
Quarto “Mega Room” do Hotel W St. Petersburg | foto: kiwicollection.com
Piscina do Hotel W St. Petersburg | foto: kiwicollection.com
Piscina do Hotel W St. Petersburg | foto: kiwicollection.com

Four Seasons é sempre Four Seasons em qualquer lugar do mundo. Super luxuoso (estilo clássico) e bem localizado.

Four Seasons Hotel de São Petersburgo e o monumento de Pedro, O Grande | foto: hotelsandstyle.com
Four Seasons Hotel de São Petersburgo e o monumento de Pedro, O Grande | foto: hotelsandstyle.com
Four Seasons Hotel Lion Palace St. Petersburg | foto: kiwicollection.com
Four Seasons Hotel Lion Palace St. Petersburg | foto: kiwicollection.com

Este hotel é um clááássico na cidade. Dizem que Hitler já tinha reservado uma suíte nele para comemorar a vitória sobre a Rússia. Ops! Caiu do cavalo! 😛 Fica bem de frente para a Catedral de São Isaac. Estilo clássico e mega luxuoso.

rocco forte astoria hotel st petersburg russia

Linda vista do Astoria Hotel São Petersburgo | foto: hotels.com
Linda vista do Astoria Hotel São Petersburgo | foto: hotels.com

Opção + budget:

buy me a coffee

↑ Voltar ao começo do post


Comes e Bebes

Como comentei no 1º post, comemos MUITO BEM na Rússia, tanto pratos típicos como gastronomia internacional (ao contrário do que esperávamos. Muita gente fala mal… Mas acho não estão indo nos restaurantes certos! hehehe). São Petersburgo também colaborou com as nossas boas experiências! 🙂 Foi nosso primeiro contato com a comida russa de verdade, e gostamos muito.

Para almoçar e jantar: 

  • TZAR (ЦАРЬ) – cozinha tradicional russa
    Endereço: 12 Sadovaya st. (uma travessinha da Nevsky Prospekt) 

Esse restaurante é bem “temático” mas achei bacana ter ido, principalmente na primeira refeição da viagem!! Brindamos o início da Russia Trip em estilão bem russo! 🙂 É no Tzar que você vai provar de uma vez só todos os pratos russos que comentei aqui: strogonoff de carne, sopa borscht, caviar, vodka… Não deixe de pedir de sobremesa o layer honey cake (medovik).

A decoração do local remete ao período czarista da Rússia. Tem fotos de vários czares nas paredes, coroas, tronos, lustres… Ao ir no banheiro do restaurante você vai morrer de rir. Nunca tinha me sentado em um vaso sanitário tão chique como esse. Me senti uma rainha!! hahahaha.

Reserve pelo site.

TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat 01

TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat 02

TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat 03

TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat 05

TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat strogonov
O Strogonoff original russo! | Restaurante TZAR – São Petersburgo
TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat medovik layer honey cake
O delicioso Layer Honey Cake (Medovik) | Restaurante TZAR – São Petersburgo
TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat vodka
Shot de vodka! | Restaurante TZAR – São Petersburgo
TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat 07
E esse TRONO, minha gente?! hahaha. Só para maiores de 18 anos, por causa das fotos na parede!! OMG!
TZAR Restaurant st petersburg russia where to eat 08
Czarina Larissa 😀
  • Bellevue Brasserie – cozinha francesa & pratos tradicionais russos
    Endereço: Kempinski Hotel Moika 22 

Restaurante no último andar do hotel que nos hospedamos. Tem uma vista linda da cidade! A noite, todos os monumentos de São Petersburgo ficam iluminados, e o local é todo de vidro. Foi nosso último jantar na cidade, e parece que, para fechar com chave de ouro, resolveram soltar uns fogos de artifício por ali… rsrs. Nem preciso dizer o quanto foi lindo, né?!

Além da vista, vale a pena ir a este restaurante pela comida: o melhor pelmeni de toda a viagem (e o strogonoff também estava ótimo). Apesar de muitos dizerem que os vinhos russos não são bons, aí tomamos um branco que estava delicioso.

Reserve ligando para +7 812 335 9111 ou escreva para fb.coordinator@moika22.com (chegando cedo, antes das 20:30, geralmente dá pra conseguir mesa sem reserva).

bellevue brasserie restaurant st petersburg kempinski moika 22 hotel russia 01

bellevue brasserie restaurant st petersburg kempinski moika 22 hotel russia 02

bellevue brasserie restaurant st petersburg kempinski moika 22 hotel russia 03
Olha ali o Palácio de Inverno iluminado! 🙂 | Bellevue Brasserie – Hotel Kempinski Moika 22
bellevue brasserie restaurant st petersburg kempinski moika 22 hotel russia 04
Pelmenis deliciosos!! – Bellevue Brasserie
bellevue brasserie restaurant st petersburg kempinski moika 22 hotel russia 05
Sobremesa linda! E gostosa!
bellevue brasserie restaurant st petersburg kempinski moika 22 hotel russia 06
Show de fogos pra fechar com chave de ouro nossa passagem por São Petersburgo | Bellevue Brasserie
  • Jamie’s Italian – cozinha italiana
    Endereço: 2 Konyushennaya Square (próximo da Igreja do Sangue Derramado)

Cansou de comida russa? De vez em quando, nada como uma massinha, né?! O restaurante do chef pop britânico Jamie Oliver também está na Rússia. O lugar é todo bonitinho e a comida estava impecável.

jamies italian restaurante sao petersburgo dicas da russia onde comer 01

restaurante jamie italian sao petersburgo russia dicas onde comer

jamies italian restaurante sao petersburgo dicas da russia onde comer 02

jamies italian restaurante sao petersburgo dicas da russia onde comer 03

  • Rustaveli – cozinha georgiana
    Endereço: nab. Reki Moyki, 9 (próximo da Igreja do Sangue Derramado)

A culinária do país vizinho, Geórgia (ex-URSS), é adoraaada por todos que já a provaram. Enquanto você não vai até a Geórgia, aproveite sua ida a Rússia para prová-la. O melhor restaurante de comida georgiana de São Petersburgo é o Rustaveli.

Reserve ligando para +7 921 598-16-22 (ou peça para seu hotel ligar pra você). O lugar é pequenininho (bem fofinho, estillo casinha) e lota.

rustaveli restaurant st petersburg russia onde comer comida georgiana - georgian food

rustaveli restaurant st petersburg russia onde comer comida georgiana - georgian food 03

rustaveli restaurant st petersburg russia onde comer comida georgiana - georgian food 02

Nós não reservamos pois achamos que não precisava, e olha o que sobrou pra gente comer antes de ir no ballet… Hahaha! Mó estilo pra comer hot dog! =P

restaurantes sao petersburgo onde comer dicas da russia

Para o café da manhã: 

  • Biblioteka 
    Endereço: 20 Nevsky Prospekt (esquina com a Rua Bolshaya Konyushennaya)

Restaurante gracinha bem no meio do “buchicho” da Nevsky Prospekt. Ideal para tomar café da manhã, pois tem de tudo (comemos lá em duas manhãs). Não deixe de provar o layer honey cake (medovik) desse lugar!! O melhor do mundo… Maravilhoso!

BIBLIOTEKA RESTAURANT ST PETERSBURG RUSSIA NEVSKY PROSPEKT 01

BIBLIOTEKA RESTAURANT ST PETERSBURG RUSSIA NEVSKY PROSPEKT 02

BIBLIOTEKA RESTAURANT ST PETERSBURG RUSSIA NEVSKY PROSPEKT 03

O famoso LAYER HONEY CAKE - Medovik!! O melhor :) | No BIBLIOTEKA
O famoso LAYER HONEY CAKE – Medovik!! O melhor 🙂 | No BIBLIOTEKA
A devoradora de Medovik - bolo de mel com smetana | BIBLIOTEKA
A devoradora de Medovik – bolo de mel com smetana | BIBLIOTEKA

BIBLIOTEKA RESTAURANT ST PETERSBURG RUSSIA NEVSKY PROSPEKT 05

  • Marketplace
    Endereço: 24 Nevsky Prospekt (um pouquinho depois do Biblioteka)

Outra ótima opção de café da manhã. Fica um pouquinho depois do Biblioteka, também na Nevsky. O lugar é bonitinho e funciona como um “self-service”. As comidas ficam expostas e você vai pegando e colocando na bandeja, para pagar no final. Mais fácil para os que estão com dificuldade de comunicação. hehehe.

MARKETPLACE RESTAURANT ST PETERBURG RUSSIA 01

MARKETPLACE RESTAURANT ST PETERBURG RUSSIA 03

MARKETPLACE RESTAURANT ST PETERBURG RUSSIA 02

Para drinks e comidinhas:  

Ambiente jovem e animado, quase sempre ao som de um DJ. O lugar tem uma vista maaara, da Catedral de São Isaac e outros monumentos da cidade. Como o local é todo aberto (rooftop do Hotel W), não sei se fica aberto nos meses mais frios (imagino que não, mas melhor conferir a programação no site).

W BAR TERRACE ST PETERSBURG HOTEL RESTAURANT RUSSIA 01

W BAR TERRACE ST PETERSBURG HOTEL RESTAURANT RUSSIA 02

↑ Voltar ao começo do post


O que fazer / Roteiros

Recomendo 3 dias inteiros em São Petersburgo. Mas quem tem o passo um pouco mais apressado, consegue fazer tudo em 2 dias e meio.

Quando viajo, gosto muito de ter um GUIA LOCAL para entender melhor ainda as peculiaridades do lugar. Em São Petersburgo, contratamos:

Fala português, espanhol e inglês fluentemente e nos explicou suuuper bem todos os locais pelos quais passamos. Encontramos a Anastasia via uma agência de turismo local, a Excursiones Catalina. Trabalho impecável, porém achei o preço muito acima da média. Montou o roteiro (ordem das visitas) conforme minha preferência, e só fomos mesmo onde eu pedi para ir previamente (nada de lojinha hehe). Escreva para catalina@excursionescatalina.com.

* A leitora Maria Antonieta Oliveira recomendou uma outra guia que fala português: Olga (amel84@yandex.ru).

Vamos ao nosso roteiro: 

*** DIA 1 ***

  • Passeio panorâmico e vista da Ilha Vasilyevsky

Se você contratar uma guia com carro/motorista, como nós, vale a pena começar o primeiro dia em São Petersburgo fazendo um tour panorâmico pelos principais pontos da cidade, para ter um entendimento mais amplo.

Como contei, Peters é formada por várias ilhas e a maior delas é a Vasilyevsky (a marquei no mapa que está no fim do post). Esta ilha tem uma vista cenográfica, pois de lá você fica de frente para o Palácio de Inverno e também para a Catedral e Fortaleza de São Pedro e São Paulo, que está em outra ilha, a Zayachy (a menor de todas). Alguns dos atrativos da Ilha Vasilyevsky, além da vista: as Colunas Rostrais, que têm cor vermelha e foram construídas como faróis, e as Esfinges do século XV a.C. encontradas em Tebas, no Egito em meados do século XIX.

Palácio de Inverno visto da Ilha Vasilyevsky
Palácio de Inverno visto da Ilha Vasilyevsky
As esfinges do Antigo Egito na Ilha Vasilyevsky, em São Petersburgo
As esfinges do Antigo Egito na Ilha Vasilyevsky, em São Petersburgo

palacio de inverno - dicas de viagem russia sao petersburgo 01

O State Museum Hermitage é um museu giganteeeeesco (o 3º maior do mundo, ficando atrás apenas do Louvre de Paris e da National Gallery de Londres). Dizem que se um visitante olhar 1 minuto para cada obra, ele ficaria 11 anos dentro do museu!!

O complexo do Hermitage é formado por vários edifícios. Entre eles, os mais icônicos são: o Palácio de Inverno (residência dos Czares Russos até a chegada do regime comunista), o Pequeno Hermitage (um anexo do Palácio, acrescentado por Catarina A Grande), o Grande (Velho) Hermitage (também construído por Catarina A Grande para abrigar a biblioteca do palácio; é onde estão as famosas Raphael Loggias) e o Novo Hermitage (já construído por Nicolau I para abrigar a coleção do museu). Os prédios estão interligados, e você acaba nem percebendo que está passando de um para o outro.

O museu abriga uma das maiores e mais importantes coleções de arte do mundo, exibindo diversos Rembrant, Rubens, Matisse, Picasso (…) e até mesmo 3 Leonardo da Vinci. (tem até múmias do Antigo Egito lá!!!)

A grande responsável pelo nascimento do museu Hermitage foi a Czarina Catarina II (“A Grande”), que reinou de 1762 a 1796. Era uma admiradora e foi quem comprou as primeiras obras. Comprar arte em seu reinado virou norma. Os embaixadores russos deveriam montar a coleção da imperatriz, comprando lotes de famílias aristocratas de outros países.

O mais legal do museu, na minha opinião, é estar em um lugar REAL que foi a residência da monarquia russa, até o último czar Nicolau II. Quem leu livros e viu filmes da história, vai se sentir parte. Eu fiquei em êxtase.

Para mim, os destaques são:

.A fachada do Palácio de Inverno (edifício central);
.A escadaria principal (The Jordan Staircase) no Palácio de Inverno;
.Os salões de baile giganteeeeescos e magníficos;
.O trono do czar;
.O Peacock Clock localizado no Pavilion Hall do Pequeno Hermitage (esse relógio é maravilhoso!! Um pavão perfeito, que chega a arrepiar. Vê-lo funcionando no vídeo é demais, parece até 3D);
.Raphael Loggias – uma galeria que copia perfeitamente os afrescos do Vaticano. Fica no Grande (Velho) Hermitage.

Os vários edifícios do Museu Hermitage vistos da Ilha Vasilyevsky
Os vários edifícios do Museu Hermitage vistos da Ilha Vasilyevsky
O edifício principal do Museu Hermitage - PALÁCIO DE INVERNO
O edifício principal do Museu Hermitage – PALÁCIO DE INVERNO
O Palácio de Inverno - edifício principal do Museu Hermitage - São Petersburgo
O Palácio de Inverno – edifício principal do Museu Hermitage – São Petersburgo
1-StPeters_0401
A escadaria principal do Palácio de Inverno – The Jordan Staircase
1-StPeters_0425
O Grande Salão de baile e outras recepções – Palácio de Inverno – São Petersburgo
1-StPeters_0410
O trono dos Czares, no Palácio de Inverno
1-StPeters_0446
O absurdamente lindo Relógio de Pavão – Peacock Clock – Pavilion Hall – Pequeno Hermitage

Veja que MARAVILHOSO o relógio em funcionamento neste vídeo abaixo:

<iframe width=”680″ height=”360″ src=”https://www.youtube.com/embed/-q0FAYE0_1Y” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

1-StPeters_0455
Pavilion Hall – no Pequeno Hermitage
1-StPeters_0508
Raphael Loggias no Grande Velho Hermitage
1-StPeters_0511
Galerias do Grande – Velho – Hermitage
1-StPeters_0467
Leonardo da Vinci, no Hermitage – “Madonna with a Flower”

Uma das melhores coisas de contratar um guia local em Peters é que ele pode reservar seu ticket do Museu Hermitage com antecedência e ainda permitir que você ingresse por uma entrada especial, com menos fila. Outra coisa boa de ter o guia é que a visita fica muito mais interessante!! Ter tudo explicadinho por quem sabe MUITO das obras que tem lá faz tudo ter mais sentido.

Você também pode reservar seu ingresso online por conta própria com antecedência (recomendo muuuuuito) e evitar filas absurdas. Sugiro que você vá ao Museu de manhã, quando está mais vazio. Fica aberto de 10:30 às 18:30, e até às 21h nas quartas e sextas. Atenção: fechado nas segundas. Confirme aqui se o museu estará aberto na sua data.

1-StPeters_0390
Entrada lotaaaada do Hermitage, já no meio da tarde. Melhor ir de manhã!!
  • Catedral e Fortaleza de São Pedro e São Paulo

Essa fortaleza está localizada na menor ilha de São Petersburgo, chamada Zayachy. Foi construída no ano de fundação da cidade, 1703, para defender a região dos suecos. Foi usada como cárcere para presos políticos por muitos anos. Dentro da igreja estão os túmulos de todos os czares da dinastia Romanov, e suas famílias, a partir de Pedro O Grande.

Os restos mortais do último czar, Nicolau II, e de sua família, também foram levados para lá há pouco tempo. Mas há controvérsias quanto aos ossos de uma de suas filhas (Anastásia ou Maria) e de seu filho Alexei, pois dizem que não são deles, já que conseguiram fugir dos Bolcheviques e conseguiram viver por muitos anos anonimamente em algum lugar do mundo.

Fortaleza e Catedral de São Pedro e São Paulo, em São Petersburgo
Fortaleza e Catedral de São Pedro e São Paulo, em São Petersburgo | Vista da Ilha Vasilyevsky
Interior da Catedral de São Pedro e São Paulo, em São Petersburgo
Interior da Catedral de São Pedro e São Paulo, em São Petersburgo
Os túmulos dos Czares e suas famílias da Dinastia Romanov, desde Pedro O Grande - Catedral de São Pedro e São Paulo
Os túmulos dos Czares da Dinastia Romanov, desde Pedro O Grande – Catedral de São Pedro e São Paulo

Catedral de sao pedro e sao paulo sao petersburgo dicas da russia

  • Igreja do Sangue Derramado

Essa igreja é MARAVILHOSA!! E se destaca entre todos os monumentos de São Petersburgo pois foi construída no estilo russo (algo muito mais comum em Moscou). As outras igrejas da cidade são barrocas ou neoclássicas.

Se você já achou a igreja linda por fora, com suas cúpulas coloridas e hipnotizantes, imagine então por dentro… É decorada nos mínimos detalhes!! Tá vendo essas imagens perfeitas nas fotos abaixo? É tudo MOSAICO!

Foi construída em 1881 em homenagem ao Czar Alexander II, que morreu assassinado no local, vítima de um atentado (por isso o nome “Sangue Derramado”). Também é chamada de Igreja da Ressurreição, e está bem próxima à Av. Nevsky Prospekt.

Ao visitar um lugar desses, agradeça muuuito! Pois a igreja quase foi destruída (e duas vezes!!). Na primeira vez, pelos soviéticos, que pensaram em demoli-la (como fizeram com várias igrejas russas – contei sobre isso aqui). Que dó! Que dó!! E depois na Segunda Guerra Mundial, quando os alemães jogavam várias bombas sobre São Petersburgo. Uma dessas bombas ficou alojada na cúpula da igreja, sem explodir (ufa!!). Dizem que essa bomba teria destruído TODO o centro da cidade. Passou por um longo período de reformas e só foi reaberta ao público há menos de 20 anos.

A hipnotizante Igreja do Sangue Derramado, em São Petersburgo, vista da janela do nosso quarto
A hipnotizante Igreja do Sangue Derramado, em São Petersburgo, vista da janela do nosso quarto

igreja do sangue derramado sao petersburgo - dicas da russia

igreja do sangue derramado sao petersburgo - dicas da russia

igreja do sangue derramado sao petersburgo - dicas da russia

Por dentro da Igreja do Sangue Derramado
Por dentro da Igreja do Sangue Derramado
Os detalhes do interior da Igreja do Sangue Derramado - tudo MOSAICO!!!
Os detalhes do interior da Igreja do Sangue Derramado – tudo MOSAICO!!!

igreja do sangue derramado sao petersburgo - dicas da russia

igreja do sangue derramado sao petersburgo - dicas da russia

  • Catedral de São Isaac

A 4ª maior catedral de 1 cúpula do mundo (a maior da Rússia) é dedicada ao padroeiro de Pedro O Grande, São Isaac, e levou 40 anos para ser construída (de 1818 a 1858). O arquiteto responsável (o francês Auguste de Montferrand), que dedicou praticamente a vida por este templo, morreu apenas 28 dias após a Catedral ser inaugurada.

Só para cobrir a cúpula foram usados 40 quilos de ouro e suas colunas gigantescas e pesadíssimas são impressionantes. Apenas o trabalho de engenharia para trazer as colunas da Finlândia e erguê-las, já é de ser admirado. A Catedral pesa 300 mil toneladas.

É possível subir na base da cúpula para ter uma super vista de São Petersburgo.

Catedral de São Isaac - São Petersburgo
Catedral de São Isaac – São Petersburgo
Interior da Catedral de São Isaac, São Petersburgo
Interior da Catedral de São Isaac, São Petersburgo
A cúpula (gigaaante!!) da Catedral de São Isaac vista por dentro
A cúpula (gigaaante!!) da Catedral de São Isaac vista por dentro
  • Catedral de São Nicolau

Essa igreja foi um extra no roteiro, pois muitos turistas nem a visitam. É que todas as outras igrejas que citei aqui não funcionam mais como templos, e sim como museu. Estava curiosa para ver uma Igreja Ortodoxa Russa ainda em funcionamento, e assim fomos parar na fofa (e azulzinha) Catedral de São Nicolau, estilo barroco, onde acontecia um culto. Não podia tirar foto do interior.

Catedral de São Nicolas em São Petersburgo - uma Igreja Ortodoxa ainda em funcionamento
Catedral de São Nicolas em São Petersburgo – uma Igreja Ortodoxa ainda em funcionamento
Interior da Catedral de São Nicolas em São Petersburgo | foto: tunliweb.no
Interior da Catedral de São Nicolas em São Petersburgo | foto: tunliweb.no

*** DIA 2 ***

As duas atrações do dia de hoje estão fora da cidade. Não ficam exatamente uma ao lado da outra, mas já que é para sair do centro, que seja para fazer os dois juntos! O melhor jeito de conhecer Peterhof e Palácio de Catarina no mesmo dia é contratando um tour (ou um guia com carro, que foi o nosso carro), pois não é muito fácil ir de um ao outro por conta própria. Escreva para catalina@excursionescatalina.com. Não vai sair barato, mas vai otimizar seu tempo.

Peterhof está nas margens do Golfo da Finlândia e começou a ser construído em 1714, a mando de Pedro O Grande. É mais antigo do que o Palácio de Inverno. A ideia de Pedro era que o local se parecesse com o francês Palácio de Versailles, e por isso tem muitos jardins e fontes (que, pra mim, é o mais bonito do local). O mais impressionante é que as fontes, até essa que jorra a água nas alturas, funcionam 100% por gravidade.

O Palácio principal foi reformado e ampliado a mando da filha de Pedro, a Imperatriz Elisabeth (aquela que gostava dos dourados). Por isso vemos hoje esse edifício com detalhes barrocos e muitas estátuas brilhantes.

É em Peterhof que você vai notar com mais nitidez o estilo humilde e modesto de Pedro O Grande, pois o palácio principal era usado apenas para recepções, enquanto o Czar morava em um edifício chamado “Monplaisir”, bem menorzinho e modesto, em estilo holandês, com tijolinhos à vista e móveis de madeira.

O melhor jeito de chegar a Peterhof é pegando um ferry público (hydrofoil) que sai de trás do Hermitage. A viagem dura apenas 30 minutos. É só chegar, comprar a passagem e embarcar no próximo barco.

1-StPeters_0797
Peterhof – Palácio nas margens do Golfo da Finlândia
1-StPeters_0917
Fontes e jardins inspirados no Palácio de Versailles – PETERHOF

PETERHOF PALACIO SAO PETERSBURGO RUSSIA DICAS

PETERHOF PALACIO SAO PETERSBURGO RUSSIA DICAS
O Palácio principal de Peterhof – usado por Pedro O Grande apenas para recepções

PETERHOF PALACIO SAO PETERSBURGO RUSSIA DICAS

1-StPeters_0862
Palácio Monplaisir em Peterhof – a residência do Czar Pedro, O Grande
monplaisir palace peterhof 02
Interior do Palácio Monplaisir, de Pedro, O Grande – um pouco modesto para um CZAR, né? | foto: ticketsofrussia.ru

No vídeo abaixo, explico um pouquinho do Palácio de Peterhof e do que aconteceu com as suas esculturas durante a ocupação Nazista:

Provavelmente você chegará no Palácio da Catarina com muita fome!! Há vários restaurantes nos arredores. Nós comemos em um que era self-service e estava bem ok, pertinho da entrada do palácio, que se chamava Restaurant Sochi.

restaurant sochi near catherine palace pushkin tsarskoe selo

Ah, eu amei esse lugar! ♥ O complexo do palácio fica em uma cidade que antes era chamada de Tsarskoe Selo, um “vilarejo de palácios reais” (o Alexander Palace também fica na região). Hoje, a cidade se chama Pushkin, em homenagem ao poeta.

Foi construído para a esposa de Pedro O Grande, Catarina I, mas era muito mais simples do que o Palácio e os jardins que vemos hoje. A filha de Pedro, Elisabeth, mandou reformar e ampliar quando subiu ao poder (pra variar), e depois, Catarina II contratou outra reforma, que inclusive pintou de cor mostarda vários elementos que antes eram dourados. Catarina II detestava o barroco e o rococó tão adorados por Elisabeth.

O interior do Palácio é maravilhooooso. As muitas salas de jantar, de recepções, de bailes e as antecâmaras são gigantescas e cheia de ornamentos. O Grande Salão levou mais de 30 anos para ser restaurado.

O grande destaque (muito surpreendente) é o Salão Âmbar. O âmbar é uma resina fóssil, formada pela seiva de árvores antigas, encontradas no fundo do Mar Báltico. As paredes dessa sala são completamente cobertas por painéis de âmbar, feitos na Prússia e ofertados a Pedro O Grande.

Não se sabe onde se encontra hoje o âmbar original, pois foi saqueado pelos Nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. A restauração tentou repetir o feito com base em fotos antigas, e a reforma levou 24 anos para ser concluída. Não é permitido tirar fotos (com ou sem flash) dentro do Salão Âmbar.

Algo que também é muito bonito no Palácio da Catarina são os jardins (eu, sinceramente, achei mais bonito do que o do Peterhof). Há 2: os jardins formais, que são super simétricos, da época de Catarina I e de Elizabeth, e o Catherine Park, que se assemelha mais a um parque urbano, como o Hyde Park em Londres ou o Central Park em NYC, com um grande lago no meio e muitas árvores (da época de Catarina II, A Grande).

Obs.: repare em uma pequena construção na margem do lago que tem o formato de uma mesquita. Catarina II mandou construir após vencer uma guerra contra a Turquia. O local é um banheiro. Que sarcástica essa imperatriz, não?!

1-StPeters_0958
Palácio da Catarina – em Tsarskoe Selo, ou Pushkin – próximo a São Petersburgo
2-StPeters_0010
Grande Salão do Palácio da Catarina, em Tsarskoe Selo – Haja baile!!!
1-StPeters_0995
Uma das antecâmaras do Palácio da Catarina – um exemplo de jantar da época
2-StPeters_0003
Antecâmaras do Grande Salão do Palácio da Catarina – lareiras de azulejos holandeses
amber room catherine palace st petersburg russia 01
Salão Âmbar do Palácio da Catarina | foto: scandi.travel
amber room catherine palace st petersburg russia 02
Todas as paredes da sala revestidas de ÂMBAR. Maravilhoso!! – Palácio de Catarina | foto: russiatrek.org
2-StPeters_0138
Catherine Park – Palácio da Catarina
2-StPeters_0090
Passendo pela Galeria Cameron, entre os bustos de filósofos e pensadores… Lugar preferido de Catarina A Grande

2-StPeters_0107

Palácio da Catarina - Tsarkoe Selo - sao petersburgo

Na ocupação Nazista, Peterhof e o Palácio da Catarina foram usados como “hospedagem” para os alemães. Usavam e abusavam dos palácios e, depois, a mando de Hitler, roubavam tudo o que podiam… O que sobrava, era destruído. Os danos ainda estão sendo reparados até hoje.

  • Passeio noturno

Os monumentos de São Petersburgo estão todos iluminados, portanto um passeio noturno a pé (e a toa) pela cidade é imperdível. Caminhe pela Nevsky Prospekt, pela margem do Neva, cruze a ponte… etc. Só cuidado ao cruzar a Ponte do Palácio (levadiça) ou alguma outra, muito tarde da noite, pois ao se abrirem (lá pela meia noite) só voltam a baixar às 6 da manhã, e para cruzar de volta você terá que fazer um longo caminho de taxi. Mas é interessante ver a Ponte do Palácio (a que está exatamente atrás do Hermitage) se abrindo.

Palácio de Inverno e a Coluna de Alexander
Palácio de Inverno e a Coluna de Alexander
Igreja do Sangue Derramado - de arrepiar!!
Igreja do Sangue Derramado – de arrepiar!!
Em frente ao Palácio de Inverno - Hermitage - iluminado! Ainda mais lindo!!
Em frente ao Palácio de Inverno – Hermitage – iluminado! Ainda mais lindo!!
São Petersburgo by night - nas margens do Rio Neva
São Petersburgo by night – nas margens do Rio Neva

*** DIA 3 ***

  • Passeio de barco pelo Rio Neva e por outros rios e canais

Como São Petersburgo é a “Veneza do Norte”, não pode faltar um passeio de barco pelos rios e canais, né?! Escolha um que passe não só pelos rios mais largos, mas também pelos estreitos canais (é mais charmoso). Em quase todos os canais você encontrará oferta de passeios. Escolha um que tenha audioguide em vários idiomas (confira beeeem, pois nós acabamos entrando em um 100% em RUSSO! hahaha). Pegamos um passeio de 1h30 que partia do Almirantado, e pagamos 600 RUB por cabeça (menos de 10 dólares).

Passeio de barco pelo Rio Neva, em São Petersburgo, com o Palácio de Inverno no fundo
Passeio de barco pelo Rio Neva, em São Petersburgo, com o Palácio de Inverno no fundo
Passeio de barco pelos rios e canais de São Petersburgo, a "Veneza Russa" | foto: palytra.com
Passeio de barco pelos rios e canais de São Petersburgo, a “Veneza Russa” | foto: palytra.com
mapa: anglotourismo.com
mapa: anglotourismo.com
  • Nevsky Prospekt

A Nevsky Prospekt é a “veia pulsante” de São Petersburgo, tudo acontece ali. Tem desde boutiques chiques a camelôs. Algo muito gostoso é passear tranquilamente por ela (e comprar souvenir! hehehe).

No que reparar:

. Palácio Stroganov – antiga residência do conde que deu nome ao nosso querido prato strogonoff. Hoje é um anexo do Museu Russo.

. Catedral de Nossa Senhora de Kazan – uma cópia da Basílica de São Pedro, no Vaticano. Durante o período soviético, foi um Museu do Ateísmo. Repare na grande fila de gente para beijar o ícone da Nossa Senhora de Kazan, o mais venerado da Rússia.

. Igreja Armênia – uma igreja bonitinha no meio da tumultuada avenida, chamada de “a pérola azul da Nevsky Prospekt”. Ficou abandonada no período soviético e foi “devolvida” à sociedade em 1993.

. Estátua de Catarina A Grande – sou fã! Tive que ir até lá ver sua estátua (a única na cidade). Além de Catarina II, o monumento também traz as pessoas que estiveram envolvidas no seu governo, amigos, parceiros políticos, amantes etc.

. Mercadinho de souvenirs da Igreja do Sangue Derramado (pertinho da Nevsky) – logo em frente à Igreja, na margem do canal, nos fins de tarde é montado um mercadinho com boas opções de souvenirs.

A famosa Nevsky Prospekt, em São Petersburgo - onde tudo acontece!!
A famosa Nevsky Prospekt, em São Petersburgo – onde tudo acontece!!
Nevsky Prospekt - São Petersburgo
Nevsky Prospekt – São Petersburgo
Palácio Stroganov na Nevsky Prospekt | foto: panoramio.com
Palácio Stroganov na Nevsky Prospekt | foto: panoramio.com
Catedral Nossa Senhora de Kazan, na Nevsky Prospekt - São Petersburgo
Catedral Nossa Senhora de Kazan, na Nevsky Prospekt – São Petersburgo
Dentro da Catedral de Nossa Senhora de Kazan
Dentro da Catedral de Nossa Senhora de Kazan
A fila para beijar o ícone mais venerado da Rússia, da Nossa Senhora de Kazan
A fila para beijar o ícone mais venerado da Rússia, da Nossa Senhora de Kazan
Igreja Armênia - a pérola azul da Nevsky Prospekt
Igreja Armênia – a pérola azul da Nevsky Prospekt
Estátua de Catarina A Grande, na Nevsky Prospekt
Estátua de Catarina A Grande, na Nevsky Prospekt

Quer saber mais sobre as religiões na Rússia? Afinal, qualquer religião foi proibida durante o período soviético, e o país se tornou ateu. Porém, o que há de mais lindo por lá são as Igrejas Ortodoxas. Expliquei tudo aqui.

  • Ballet

Não dá pra ir a Rússia sem ir a um espetáculo de ballet, né?! O mais famoso do país é o Bolshoi de Moscou. Mas o melhor e mais famoso de São Petersburgo não fica atrás não… TEATRO MARIINSKY, mais conhecido por Ballet Kirov, seu nome durante o período soviético. Também considerado um dos melhores do mundo! O teatro por si só já é um ponto turístico, inaugurado em 1860. Os espetáculos de ballet russo são tão maravilhosos que vale a pena ir a um diferente em cada cidade.

Teatro Mariinsky - o melhor ballet de St. Petersburg (antigo Kirov) | foto: saint-petersburg.com
Teatro Mariinsky – o melhor ballet de St. Petersburg (antigo Kirov) | foto: saint-petersburg.com
Interior do Teatro Mariinsky (ex Ballet Kirov) | foto: blueskygallery.org
Interior do Teatro Mariinsky (ex Ballet Kirov) | foto: blueskygallery.org

Quando estivemos na cidade (2ª quinzena de setembro) o Mariinsky estava em recesso. Perguntamos a várias pessoas qual seria então o SEGUNDO melhor, e a resposta foi unânime: TEATRO MIKHAILOVSKY. Realmente maravilhoso! De arrepiar. Valeu muito a pena ter ido.

O Mikhailovsky é uma das casas de espetáculo (ópera e ballet) mais antigas da Rússia, aberto em 1833. Por fora o edifício não é “pomposo” como os “concorrentes” Kirov ou Bolshoi, mas por dentro, não deixa nada a desejar: lindíssimo. Compre seu ingresso pelo site.

Atenção:

. Pode tirar fotos antes, nos intervalos e depois do espetáculo, mas durante, nem tente! Vão te repreender. Vi acontecer muito.

. Tente chegar com pelo menos meia hora de antecedência.

. Dentro do teatro tem uma lanchonete com comidinhas e drinks gostosinhos. Se chegar com fome, não se preocupe.

. O teatro pede para ir bem vestido (homens de sapato e camisa; mulheres de vestido social curto ou longuete e sapato “arrumadinho” – pode ser de salto ou sapatilha) mas a verdade é que nesse teatro tinha um monte de turista de tênis. Achei a maior falta de respeito, porque isso é um programa que os russos também vão, se programam, se arrumam etc. Mas vá arrumadinho sim, pois era só a minoria que estava “zoada” (não sei se no Mariinsky é assim também. Minha experiência em St. Peters é apenas no Mikhailovsky).

. Se for de casacão grosso tipo sobretudo, vai ser obrigado a deixar na chapelaria. É gratuito, mas se seu vestido for mais cavado, pode ser que você passe frio no teatro. Portanto vá com algo por baixo que tenha manguinha, ou leve uma pashmina.

Entrada do Mikhailovsky Theater, em São Petersburgo
mikailovsky ballet swan lake st petersburg 09
Cartaz do Swan Lake no Mikhailovsky Theater em São Petersburgo – Setembro/2015
mikailovsky ballet swan lake st petersburg 04
Mikhailovsky Theater, São Petersburgo, Rússia

Mikhailovsky Theater, São Petersburgo, Rússia

Mikhailovsky Theater, São Petersburgo, Rússia

mikailovsky ballet swan lake st petersburg 01
O grande final do ballet SWAN LAKE no Mikhailovsky Theater, em São Petersburgo – SONHO!!!!

*** COMO SE LOCOMOVER ***

Se você ficar hospedado na região que recomendei, não vai precisar de carro pra quase nada, nem mesmo do metrô, pois estará super central (fácil para conhecer tudo a pé). Para ir um pouco mais longe, use o metrô, que é super eficiente, ou chame um UBER. O aplicativo funciona super bem na Rússia! Ninguém recomenda pegar taxi na rua, portanto eu nem arrisquei.

*** ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL ***

Já tem seguro de saúde internacional? Sempre fecho o meu pela REAL Seguros, que compara preços de diversas seguradoras. Já precisei usar uma vez, e deu tudo certo. Clique aqui para fazer uma cotação. Após compra online, a apólice chega por email em minutos.

separador-polka-dots

No mapinha abaixo, marquei tudo o que foi citado aqui, para facilitar a sua localização na cidade: hotéis, restaurantes, pontos turísticos, teatros, aeroporto, estação de trem etc. (clique nos ícones para ver o que é cada coisa).

Espero que tenham se encantado por São Petersburgo assim como eu! Foi emocionante quando o avião aterrizou, foi emocionante quando vi o Palácio de Inverno pela primeira vez, foi emocionante quando me deparei com as cúpulas coloridas da imponente Igreja do Sangue Derramado. São Petersburgo emociona mesmo! 🙂

Ficou com vontade de conhecer a Rússia? Não deixe de ler os outros posts:

Beijos e obrigada pela visita!!
Лариса
Ah, nos posts da Rússia quero assinar tudo em cirílico pra ficar mais no clima! hehehe 😀

↑ Voltar ao começo do post

Comentários