Viagem de Carnaval

Dicas de Porto Rico

Pedaço dos EUA no Caribe

Hora de escrever sobre minha mais recente descoberta caribenha: Puerto Rico! Estive lá com amigos no Carnaval e voltei cheia de dicas imperdíveis! Engraçado como pouquíííssimos brasileiros consideram este destino. A maioria que vai está fazendo cruzeiro (por lá passam boa parte das rotas daqueles navios gigantescos).


Sobre o lugar

Antes do Carnaval, não tinha muita ideia do que encontraria em Porto Rico. Que a ilha é uma “partezinha” dos Estados Unidos, isso eu já sabia. Na verdade, trata-se de um “território não-incorporado dos EUA” (nome oficial: Estado Livre Associado de Puerto Rico), que na prática significa que quem nasce lá é norte-americano, tem todos os benefícios da “Obama’s Land”, mas o território tem sua própria constituição, elege seu Governador, mas não vota nas eleições presidenciais dos Estados Unidos (apesar de ser Obama o chefe de estado), nem tem voto no Congresso. Parece um tema bem confuso por lá… Parte da população quer seguir do jeito que está (um “nem-lá-nem-cá” que, na minha opinião, parece bem conveniente), parte quer ser 100% um país independente e outra parte quer ser de fato o 51º estado americano. Saiba mais aqui.

Mas… Por ser Caribe, por ter sido colonizado pelos espanhóis, pelos porto-riquenhos serem considerados cidadãos americanos há apenas 100 anos (desde 1917. E desde 1898 PR é um território autônomo dos EUA), e por TANTOS CANTORES de salsa e reguetón terem vindo de lá (Menudos/Ricky Martin, Jennifer Lopez…) imaginava que o destino seria muuuuuito mais LATINO do que de fato é… Mas o lugar é mesmo a terra do Tio Sam. Em alguns momentos você vai até achar que está em Miami. Tudo super organizado, sinalizado, avenidas e estradas largas e impecáveis, muuuitas regrinhas, um serviço de “tirar o chapéu”, muitas bandeiras dos EUA e lojas/outlets com preços tentadores. No aeroporto mesmo você já sentirá o peso do “U.S. Customs and Border Protection” e da longa fila para imigração (sem visto americano não entra, heim?!). Poxa, não ouvi nenhum “Ueeepa! Un, dos, trés, un pasito p’adelante, Maria…” lá 🙁

Bandeiras de Porto Rico e dos Estados Unidos, no Castillo San Felipe del Morro
San Juan, capital de Porto Rico – fala se não tem a maior cara de Miami??

Porto Rico, cuja capital se chama San Juan, é na verdade um arquipélago, formado pela ilha principal de mesmo nome, outras ilhas menores e cayos (ilhotas), como Culebra, Vieques, Mona, Icacos, Palomino, Culebrita, Luis Peña, Palominitos… Vou escrever sobre algumas delas aqui. Fica no Mar do Caribe e os países/territórios mais próximos de lá são a República Dominicana, Haiti, Ilhas Virgens Americanas (como St. Thomas e St. John) e Ilhas Virgens Britânicas (como Virgin Gorda). Tem quase 4 milhões de habitantes, a moeda é o dólar americanoe os idiomas oficiais são espanhol e inglês. Sim, os dois… E essa mistura é bem engraçada! Acho que não ouvi nenhuma frase que tenha começado e terminado na mesma língua! rsrs.

Porto Rico e países vizinhos | mapa: worldatlas.com
A ilha principal e outras que formam o arquipélago | mapa: worldatlas.com

infos praticas - PORTO RICO2

↑ Voltar ao começo do post


Como chegar / Onde ficar

VÔOS & ALUGUEL DE CARRO

[Sempre procuro minhas passagens pelo Skyscanner. Clique aqui para acessar.]

Assim como boa parte dos destinos no Caribe, não existem vôos diretos do Brasil para Porto Rico (SJU). Fazendo 1 conexão, as melhores companhias para chegar no destino são:

American Airlines (com conexão em Miami, Estados Unidos)
Avianca (com conexão em Bogotá, Colômbia)
Copa Airlines (com conexão na Cidade do Panamá)
Delta (com conexão em Atlanta, Estados Unidos)

Para entrar, brasileiros precisam ter passaporte e visto norte-americano válidos (clique aqui para mais informações sobre o visto).

O aeroporto internacional (Luis Muñoz Marin – SJU) fica a apenas 9km da maioria dos hotéis do bairro de Condado e a aproximadamente 13km do centro histórico, Viejo San Juan.

Recomendo MUITO alugar um carro nesta viagem. A ilha principal tem 161km x 56km, e as praias lindas não ficam pertinho de San Juan, o melhor lugar para se hospedar. Tendo um carro lá, seu tempo renderá muito mais e com certeza você conhecerá mais coisas.

Na saída do aeroporto (1º andar do prédio-garagem) você verá várias locadoras de automóveis (Avis, Budget, Hertz…). Melhor reservar online com antecedência. Veja a lista com algumas delas aqui. Mas, as locadoras que oferecem as tarifas mais econômicas não ficam no próprio aeroporto, e sim em frente (oferecem serviço de transporte para clientes). São elas: Dollar, Enterprise, Thrifty, Sixt, entre outras. Nós sempre alugamos o carro através da Rentalcars e sempre funcionou perfeitamente. Pesquise aqui. Com todas as taxas, ficou em US$170 para 4 dias de aluguel (carro mais básico). Atenção! A reserva pelo site ficava em US$96, e na hora é que foram somados os impostos.

Não se preocupe quanto às rotas/caminhos. Tudo é muito bem sinalizado e Google Maps e Waze funcionam muito bem por lá. Baixe a rota no hotel, enquanto estiver conectado no WiFi. Depois, mesmo sem sinal de internet, o Waze continua funcionando. Fique tranquilo em relação à conta do celular! Se você tiver desabilitado os dados, eles não serão usados, pois o Waze funciona por GPS quando não está conectado à internet. Ele só precisa do WiFi/3G para traçar a rota.

Recomendo pedir um carro com “Auto Expreso“, que é como um “Sem Parar” deles (sistema de pagamento automático). Várias rodovias são pedagiadas e isso vai facilitar muito. Nos custou US$15,80 uso ilimitado durante todos os dias.

HOTÉIS

[Bairro/Distrito: CONDADO, San Juan]

Diferente do que diziam muitos sites e blogs de viagem que li antes de ir pra lá, pra mim, o melhor lugar para se hospedar em Porto Rico é no bairro de Condado. A localização é a ideal porque é mais central. De lá, é super fácil chegar no centro histórico (apenas 6km), o acesso às rodovias que levam às praias e a outras atrações turísticas é bem prático, a avenida principal (Ashford Avenue) é cheia de lojas e restaurantes legais, que ficam abertos até mais tarde, a região tem um certo “agito”, e os hotéis oferecem estacionamento.

Apesar de Condado em si não ter nada de tão turístico, em San Juan você não ficará tanto no hotel (até porque as praias da cidade nem são tão bonitas como as mais distantes). Então, melhor ficar em um lugar de onde seja fácil “sair” e mais perto de tudo. Os hotéis que estão na beira-mar tem uma vista linda.

Radisson Ambassador Plaza Hotel & Casino
Escolhemos este hotel principalmente pelo preço e localização (ótimo custo-benefício). Está na Ashford Avenue, perto de vários restaurantes, lojas, farmácias (Walgreens e CVS)… O hotel em si está meio velhão (tem um casino decadente no lobby rs), não está na beira do mar e a piscina não é tão bonita. Mas os quartos são grandes e confortáveis e, considerando que estivemos no hotel praticamente só para dormir, foi uma excelente escolha. A concierge (Mariella) foi EXTREMAMENTE educada e prestativa. Fez o impossível para nos ajudar com alguns passeios que não estavam dando certo por conta própria.

Radisson Ambassador na Ashford Ave em Condado
Radisson Ambassador na Ashford Ave em Condado
Quartos antigos, porém confortáveis
Quartos antigos, porém confortáveis

Opção ainda mais econômica: Holiday Inn Express San Juan Condado.

Outras opções de hotéis em Condado que me pareceram excelentes (mais luxuosos, mais charmosos e bonitos e claro, mais caros):

La Concha Renaissance Resort
Muito lindo por fora e por dentro. Super piscinas e vista top do mar.

Infinity Pool | foto: laconcharesort.com
Infinity Pool | foto: laconcharesort.com

O:Live Boutique Hotel
Esse sim é muuuuuito charmoso. Menorzinho, cheio de detalhes… 🙂 Adoro hotéis com este estilo!

foto: oliveboutiquehotel.com
foto: oliveboutiquehotel.com

[Bairro/Distrito: VIEJO SAN JUAN, San Juan]

Eu normalmente adooooro ficar no centrinho histórico das cidades, em hotéis instalados em casarões antigos, rodeados de restaurantes bacaninhas, casas coloniais coloridas, pessoas andando a pé… Mas achei os valores de VSJ (Viejo San Juan) muito altos 🙁 O lugar é lindo, tudo muito conservado, tem um clima incrível (achei até mais legal do que Cartagena!). Mas as desvantagens de se hospedar lá é ficar “preso” (fica em uma pontinha). O acesso é feito por poucas avenidas… Nos fins de semana tem bastante trânsito e você não tem para onde “fugir”. Se tiver vindo de alguma praia, por exemplo, vai ser difícil chegar no hotel. Mas se sua visita a San Juan for durante a semana, VSJ pode ser sim uma ótima opção.

Pelas ruas de Viejo San Juan...
Pelas ruas de Viejo San Juan…

The Gallery Inn
No início do planejamento da nossa viagem a Porto Rico, era neste hotel que ficaríamos. Chegamos a reservar mas cancelamos. Me pareceu o melhor custo-benefício de VSJ. Tem charme, uma piscininha (bem inha rs), umterraço com vista bonita do mar, do centrinho e dos fortes/castelos, e uma ótima localização. Fui conhecê-lo pessoalmente e achei um pouco caro para o que de fato é. É que não gosto NADA de aves e tenho um pouco de pavor de estátuas hahaha. E esse hotel é lotado de araras e pássaros soltos e bustos por todos os lados. kkkkkkk. Um pouco macabro.

The Gallery Inn San Juan Viejo Old Puerto Porto Rico 01

The Gallery Inn San Juan Viejo Old Puerto Porto Rico 02

The Gallery Inn San Juan Viejo Old Puerto Porto Rico 04

The Gallery Inn San Juan Viejo Old Puerto Porto Rico 05

Hotel El Convento
De todos os hotéis que vi em VSJ, este era o mais lindo. Faz parte da coleção “Small Luxury Hotels of the World”, então não tem como não ser bacana. Está instalado em um casarão restaurado de mais de 350 anos (um antigo convento de 1651). Tem piscina e jacuzzi no terraço e alguns restaurantes charmosos fazem parte da estrutura do hotel, que tem um pátio bem amplo no centro de tudo.

HOTEL EL CONVENTO San Juan Viejo Old Puerto Porto Rico 01

One Bedroom Suite | foto: elconvento.com
One Bedroom Suite | foto: elconvento.com
Piscina e jacuzzi no terraço | foto: elconvento.com
Piscina e jacuzzi no terraço | foto: elconvento.com

[Bairro/Distrito: FAJARDO]

Se você quiser curtir um tempo SÓ DE PRAIA E PISCINA, descanso, longe da cidade e tudo mais, recomendo ficar uns diazinhos em Fajardo (eu ficaria 2), uma pequena cidade que está no leste de Porto Rico, bem na costa, a 60km de San Juan. A cidade em si não tem absolutamente nada, mas é de lá que saem osbarcos/balsas para as ilhas próximas (aquelas que têm água azul turquesa e areia branquinha, como a da 1ª foto deste post rsrs). Estando em San Juan, fomos 2 dias seguidos a Fajardo para conhecer “o que há de mais bonito no quesito praias em Porto Rico”, ou seja, 1h para ir e 1h para voltar, cada dia. E em Fajardo existe um hotel que me pareceu fantástico: El Conquistador.

Waldorf Astoria El Conquistador Resort
Que hotel gigante! Tem até funicular para subir e descer a montanha rsrs. São diversas piscinas, 23 restaurantes/bares/cafés e barco de ida e volta para a Palomino Island, ilha privada do hotel, que fica a 15min da costa. Palomino é uma dessas ilhotinhas com o mar bem bem turquesa… Bem Caribe 🙂 Na ilha, está o Iguana’s Café, o restaurante de praia do hotel.

WALDORF-ASTORIA-puerto-porto-rico-el-conquistador

Palomino - ilha privada do resort | foto: visaluxuryhotelcollection.com
Palomino – ilha privada do resort | foto: visaluxuryhotelcollection.com

dicas de viagem onde ficar hotel porto rico

↑ Voltar ao começo do post


Comes e Bebes

Não vale ir a Porto Rico e não provar um pouco da culinária local.

O prato mais típico de PR (e também de vários lugares do Caribe) é o MOFONGO. Nossa, que nome feio, né?! A aparência também não é das mais lindas… kkk. É um purê de banana com “torresmo” (chicharrón) e alho, e pode ter recheios variados, como camarão, carne, vegetais, frango, peixe e outros. Confesso que não me animei muito a provar, mas meu marido e meus amigos provaram e aprovaram. Já a bebida típica é a PIÑA COLADA com rum porto-riquenho Bacardí. Nessa eu “caí de boca” hahaha. Adoooro! 😀

Reverenciando o inventor da Piña Colada!
Reverenciando o inventor da Piña Colada!

Vamos às recomendações…

Restaurante Raíces
Calle Recinto Sur, #315, VIEJO SAN JUAN

Este restaurante no centro histórico de Porto Rico, Old San Juan (ou Viejo San Juan), é hoje uma das melhores opções para se provar da culinária local. O lugar é uma graça, tooodo temático. Não é à toa que vive LOTADO! Mas vale a pena a espera 😉 Lá você poderá provar o tal do mofongo. Obs.: do outro lado da rua existe um edifício-garagem. O melhor lugar para estacionar seu carro em VSJ.

foto: Jessica Ausier
foto: Jessica Ausier
Prato e bebida típica do Caribe: Mofongo e Piña Colada | fotos: Jessica Ausier
Prato e bebida típica do Caribe: Mofongo e Piña Colada | fotos: Jessica Ausier

The Parrot Club
Calle Fortaleza, #363, VIEJO SAN JUAN

Se você tiver tempo para apenas uma refeição típica em San Juan, escolha o Raíces. Mas se tiver mais dias disponíveis ou se o Raíces estiver extremamente lotado, com uma lista de espera muito longa, o The Parrot Club é uma ótima segunda opção. Não deixe de provar a piña colada e/ou martini de coco de lá. Foram os melhores que tomei em toda a viagem!

THE PARROT CLUB restaurante Viejo San Juan Old Puerto Porto Rico blog LalaRebelo 01

THE PARROT CLUB RESTAURANTE 2 Viejo San Juan Old Puerto Porto Rico blog LalaRebelo

THE PARROT CLUB restaurante Viejo San Juan Old Puerto Porto Rico blog LalaRebelo 04

La Taberna Lupulo
Calle San Sebastian, #151, VIEJO SAN JUAN

Eu AMEI esse barzinho no centro histórico de San Juan (aliás, VSJ é fantástico! Lindo, enorme e cheio de restaurantes/bares legais.). O La Taberna Lupulo, para quem gosta de cerveja, é imperdível. Só o que contei de draft beer no cardápio deu 51 (tipo um Delirium Cafe porto-riquenho rsrs). E ainda tem dezenas de opções de cervejas de garrafa. Achei o ambiente super cool. A parede onde ficam os taps é um quadro negro (lousa), para apagar e escrever os nomes das cervejas disponíveis naquele dia 🙂 Recomendo! A Calle San Sebastian, onde fica o Lupulo, é cheia de barzinhos e restaurantes… O lugar mais animadinho de Viejo San Juan.

LA TABERNA LUPULO BAR RESTAURANTE Viejo San Juan Old Puerto Porto Rico blog LalaRebelo 03

LA TABERNA LUPULO BAR RESTAURANTE 1 Viejo San Juan Old Puerto Porto Rico blog LalaRebelo

Quadro negro com as cervejas disponíveis
Quadro negro com as cervejas disponíveis

Budatai
Ashford Avenue, #1056, CONDADO

Primeiro (e único) restaurante da minha lista que não está em Viejo San Juan. Este fica na avenida da maioria dos hotéis do bairro de Condado que indiquei aqui, a Ashford (quase em frente ao Renaissance La Concha). Restaurante simplesmente FANTÁSTICO e, sem dúvidas, um MUST na sua viagem a Porto Rico. Quem já foi ao Buddakan ou ao TAO de Nova York vai saber do que eu estou falando (clique aqui para ler o post de NY). O Budatai parece ter sido inspirado nesses dois lugares 😉 Fica no 2º andar de um edifício, com uma vista linda de um parque chamado “La Ventana al Mar” e a decoração é toda chique e oriental (um clima exótico, misterioso… muito uau!), com Budas por todos os lados. Mas a comida com certeza é o mais “uau” de tudo. O menu, do Chef Roberto Treviño, é oriental com influências da culinária porto-riquenha. Sério, comemos MUITO BEM! Não é barato, mas juro que vale cada centavo. É bom reservar aqui pelo Open Table antes de “aparecer”. Nós fomos em uma segunda-feira e estava beeeem tranquilo, mas imagino que em outros dias deva ser bem mais concorrido.

BUDATAI RESTAURANTE San Juan Condado Ashford Ave Puerto Porto Rico blog LalaRebelo 01

BUDATAI RESTAURANTE San Juan Condado Ashford Ave Puerto Porto Rico blog LalaRebelo 02

BUDATAI RESTAURANTE San Juan Condado Ashford Ave Puerto Porto Rico blog LalaRebelo 06

BUDATAI RESTAURANTE San Juan Condado Ashford Ave Puerto Porto Rico blog LalaRebelo 07

↑ Voltar ao começo do post


O que fazer / Roteiros

Last but not least… O que fazer em PR 🙂 Deixo essa parte pro final porque é sempre a mais legal (também adooooro a parte dos restaurantes hehehe – GORDA!).

Sugiro aqui um roteirinho de 4 DIAS INTEIROS. Mas quem me conhece sabe que meu ritmo é bem aloprado. Gosto de acordar cedo e aproveitar até o último minuto. “Gasto” sim um bom tempo em restaurantes (acredito que não existe viagem completa sem a experiência gastronômica – nunca se conhece um lugar de verdade sem essa parte), mas não em todas as refeições e nem em todos os dias (alguns restaurantes são trocados por lanches rápidos pelas ruas quando o tempo é curto…) 😉

[Dia 1 | VIEJO SAN JUAN]

O centro histórico de San Juan (Old San Juan ou Viejo San Juan) é uma das principais atrações turísticas do arquipélago. E de verdade, é INCRÍVEL, tanto de dia como de noite. Quando se vai a uma ilha caribenha, sei que muitos esperam que as praias sejam o mais interessante. Mas a cidade, aqui neste caso, é páreo duro para o mar azul turquesa! rsrs. A segunda cidade mais antiga das Américas (a primeira é Santo Domingo, na República Dominicana), fundada em 1521, é Patrimônio Histórico pela Unesco. Todo restaurado, cheio de casinhas coloniais dos séculos 17 e 18 pintadas em diversas cores (muitas transformadas em hotéis, restaurantes e lojas), ruas estreitas, praças arborizadas e agradáveis e dois castelos/fortes que as guardam… Um charme que só!

>> Se não estiver hospedado em VSJ, chegue de manhã cedo e estacione seu carro em um dos edifícios-garagem da Calle Recinto Sur (em frente ao Restaurante Raíces). 

O que não deixar de fazer no local:

– Passeio pelas ruelas e praças
Minha primeira recomendação para se fazer neste lugar não é entrar em nenhum museu ou igreja… É passear sem rumo pelas ruelas do centrinho antigo. É tão lindo! Ande pelas Calles (ruas) FortalezaSan FranciscoSan Sebastiándel Cristo (onde fica o Hotel El Convento), La Luna e Norzagaray… Passando pela Plaza de La Catedral (liiinda! Com uma árvore centenária, enorme!), Plaza de San JoséPlaza de ArmasPlaza del Quinto Centenario, Plaza de Ballajá (super vista) e Plaza Salvador Brau (onde há uma Universidade que fica iluminada a noite, bem bonita). Eu não visitei nenhum museu em VSJ (até porque a cidade em si já é um museu a céu aberto!), mas para quem faz questão, o Museo de Las Américas (no Cuartel de Ballajá / Calle del Morro) e o Museo de San Juan (na Calle Norzagaray) são os mais recomendados.

Teatro e Castillo de San Cristóbal
Teatro e Castillo de San Cristóbal

Viejo San Juan - porto rico - dicas blog lalarebelo DIA01

Viejo San Juan - porto rico - dicas blog lalarebelo DIA10
Fugindo do tsunami… rs!
Plaza Salvador Brau
Plaza Salvador Brau
Plaza de La Catedral
Plaza de La Catedral

noite Viejo San Juan - porto rico - dicas blog lalarebelo 01

Castillo San Cristóbal
VSJ possui dois fortes/castelos, um em cada ponta. O primeiro, vindo de Condado, é o San Cristóbal. Foi construído de 1634 a 1783, para proteger a cidade. Porto Rico era muito visada porque era a primeira ilha “maiorzinha” (com rios de água doce, por exemplo) que estava no caminho de quem vinha da Europa rumo às Américas. Militares americanos ocuparam o forte até 1961. Achei a visita bem interessante (principalmente pela vista lindaaa!!), mas parte do forte foi demolida para facilitar o acesso ao centro histórico.

Castillo San Cristobal - San Juan Viejo - Puerto Rico - blog lalarebelo 12

Castillo San Cristobal - San Juan Viejo - Puerto Rico - blog lalarebelo 09

Castillo San Cristobal - San Juan Viejo - Puerto Rico - blog lalarebelo 08

Castillo San Cristobal - San Juan Viejo - Puerto Rico - blog lalarebelo 18

Castillo San Felipe del Morro
Na outra pontinha do centro antigo está a segunda fortaleza, San Felipe del Morro. Achei esta ainda mais bonita. Para chegar, é preciso fazer um longo caminho pelo gramado, com vistas lindas. A obra deste forte começou em 1539 e foi concluída em 1786, pelos espanhóis. Também foi construída para proteger a cidade. Quando Porto Rico passou para as “mãos” americanas, de 1898 a 1961, o Castillo serviu de base militar dos EUA nas guerras mundiais.

Castillo Felipe del Morro - San Juan Viejo - Puerto Rico - blog lalarebelo 04

Castillo Felipe del Morro - San Juan Viejo - Puerto Rico - blog lalarebelo 08

Castillo Felipe del Morro - San Juan Viejo - Puerto Rico - blog lalarebelo 13

>> Em domingos e feriados, a visita aos dois fortes é gratuita, mas não há serviço de guias disponível. Eu acho que isso faria uma baita diferença. Se for visitar nesses dias, acho legal contratar um guia particular aqui

– Puerta de San Juan / Paseo del Morro / Paseo de la Princesa
Na Calle del Cristo, bem em frente a Catedral, está a Plaza de La Catedral (aquela que tem a árvore centenária linda que mencionei acima). Desça a rua lateral desta praça, chamada Caleta de San Juan, que é uma rua charmosíssima, toda arborizada (a mais linda de VSJ)!! Você chegará na Puerta de San Juan, que foi a entrada principal da cidade murada, no período colonial. Passando pelo porta, vire para a esquerda. Você estará em um caminho que bordeia o mar, encostado nas muralhas… O Paseo del Morro. Lindo, lindo! Caminhe tranquilamente por ele até chegar no Paseo de La Princesa… Este lugar dá uma baita sensação de estar na Europa.

Plaza de La Catedral em VSJ | E essa árvore, gente?!
Plaza de La Catedral em VSJ | E essa árvore, gente?!
Caleta de San Juan - a rua mais fofa da cidade!
Caleta de San Juan – a rua mais fofa da cidade!
Puerta de San Juan
Puerta de San Juan
Paseo del Morro
Paseo del Morro
Paseo de Las Princesas
Paseo de la Princesa

>> Aproveite para almoçar/jantar/tomar café e/ou cerveja em Viejo San Juan, em algum dos restaurantes que mencionei acima. O lugar é uma delícia! 🙂

>> Para quem quiser fazer umas comprinhas (ou ao menos dar aquela olhadiiinha), no cruzamento das ruas San Francisco com Del Cristo existem várias lojas legais, algumas até com preços de fábrica, como Coach, Guess e Sunglass Hut

>> Gosta de comprar souvenir dos locais que visita? Recomendo muito a lojinha Mi Pequeño San Juan, que fica na Calle Fortaleza. Tudo é muuuito caprichado, colorido e fofo. Viejo San Juan é conhecido pelas casinhas coloridas. Nesta loja você pode escolher seu quadrinho-casa e personalizá-lo com seu nome, número etc. 🙂

Viejo San Juan | Google Maps

 Para “brincar” com o mapa de Old San Juan, clique aqui.

[Dia 2 | ILHAS ICACOS & PALOMINITOS + BAÍA BIOLUMINESCENTE

Dia de acordar cedo e dirigir 60km até Fajardo, no leste da ilha, caso você não esteja hospedado por lá. É de Fajardo que saem os barcos para as ilhas próximas (e as mais distantes também) e os biobay tours.

– Icacos Island & Palominitos Island
Essas ilhas são, na minha opinião, o que há de mais bonito no quesito PRAIA em Porto Rico. Pois é exatamente isto o que EU amo em uma praia: tranquilidade, areia branquinha, mar azul turquesa (e calmo, de preferência) e muito sol (claro!). Não precisa de bar, barraca, estrutura, música, banheiro… Nada disso! E Icacos tinha todos os “meus” pontos positivos 🙂

Infelizmente não consegui conhecer Palominitos (queeeee triste!!!) pois demos um baita azar e pegamos uns dias de mar de ressaca, com ondas enormes… Nenhum barqueiro queria levar. Quase ficamos sem conhecer Icacos também… Mas ainda bem que deu tudo certo (fomos só a tarde, quando o mar deu uma acalmada, por isso só deu tempo de ir a uma delas), e consegui ter o meu melhor dia de praia em PR.

As duas ilhas são praticamente vizinhas e, por isso, geralmente quem faz este passeio, vai a ambas. São ilhas (cayos) pequenininhas e desabitadas (Palominitos é ainda beeeeeeem menor do que Icacos) e me fizeram lembrar MUITO do Arquipélago de San Blas, no Panamá (um dos lugares que mais amo no mundo – leia post aqui).

CAYO ICACOS ISLAND puerto rico fajardo dicas blog lalarebelo01

CAYO ICACOS ISLAND puerto rico fajardo dicas blog lalarebelo07

CAYO ICACOS ISLAND puerto rico fajardo dicas blog lalarebelo02b

CAYO ICACOS ISLAND puerto rico fajardo dicas blog lalarebelo09

Ao lado das duas também está uma outra ilha linda chamada Palomino. Já falei sobre ela ali em cima na parte dos hotéis. Infelizmente você só poderá conhecê-la caso esteja hospedado no Waldorf Astoria El Conquistador, em Fajardo, pois a ilha é particular do resort.

Para chegar em Icacos/Palominitos é super fácil. Em Fajardo, procure o Parque Las Croabas (tem a direção no Waze). Estacione seu carro lá e vá atrás dos barqueiros. Tem que combinar previamente pois não são muitos os que fazem o trajeto. São 15-20 minutos de barco para chegar e uma experiência incrível de praia paradisíaca!!! Imperdível.

Alguns contatos de barqueiros: 

Mandibula Water Taxi: +1 787-909-0226
Foi o que nos levou. Recomendo muito! O marinheiro é esse da foto abaixo! Fácil de encontrá-lo lá em Las Croabas. O preço era de US$25 por pessoa (mínimo 4 pessoas) ou US$50 por pessoa caso estejam apenas em 2 (que foi o nosso caso – mas choramos um desconto e pagamos US$80 no total).

Mandibula water taxi puerto rico icacos palominitos

– Captain Mingo: +1 787-383-6509
Super bem recomendo no TripAdvisor, mas acabamos não fechando com ele porque achamos seu preço mais caro que o dos outros. Conhecemos o Mingo pessoalmente e nos pareceu gente boa 🙂 Seu barco é o “amarelinho” (o único desta cor que fica em Las Croabas).

– Captain Domingo: +1 787-299-2830
O Domingo, pelo que entendi, era primo do Mingo. rsrs. Seu barco é o menorzinho de todos, o vermelho, chamado “Chilindrina” (a Chiquinha, do Chaves). Era com o Domingo que tínhamos combinado previamente o passeio a Icacos e Palominitos (nos cobrou US$270 o passeio todo, para 6 pessoas). Só que como o seu barco é bem pequeno, ele cancelou nosso passeio por causa do mar agitado (ainda bem que ele foi super honesto). Foi aí que achamos o Mandibula para o outro dia (no dia seguinte, o mar já estava melhor. Alguns barqueiros estavam fazendo o trajeto mas o Domingo ainda achava arriscado. Por isso procuramos alguém com barco maior).

– Mini Boat Tour: +1 787-244-2828
Uma outra maneira de fazer o passeio a Icacos e a outros cayos é de MINI BOAT. Eu tinha visto essa recomendação previamente mas não achei que seria tão legal. Mas enquanto estávamos em Icacos, chegou uma turma nesse tour de mini boat guiado e achei o máximo!!! Cada pessoa tem seu próprio bote motorizado e tem também um guia que vai na frente. Fiquei com vontade de ter feito! A empresa que oferece o passeio é a Mini Boat Adventures e o preço é de US$85 p/p para ir em 2 no bote, de US$72 p/p para ir em 3 e de US$65 p/p para ir em 4.

Diferente dos barqueiros acima, este Guided Mini Boat Tour não sai do Parque Las Croabas, e sim de Puerto Chico Marina. Também tem no Waze a direção!! 😉

Grupo de guided mini boat tour indo embora de Icacos
Grupo de guided mini boat tour indo embora de Icacos

Aperte o PLAY no vídeo abaixo e curta um pouco da paaaz que é a Isla Icacos:

>> Como contei, as ilhas são praticamente desertas. O que quer dizer que não há nada de comida e bebida para comprar por lá! Leve seu cooler (ou sacolas de plástico do próprio supermercado, como nós! rs) com o que deseja consumir. Ao lado dos hotéis de Condado existem vários mercadinhos que vendem de tudo, e abrem super cedo. 

– Bioluminescent kayak tour
Essa foi uma das experiências mais “diferentes de tudo” que já fiz na vida. Chegamos no Parque Las Croabas, em Fajardo (mais uma vez! rs! É o mesmo lugar onde ficam os barqueiros durante o dia) por volta das 17h, pois às 18h estávamos ouvindo as instruções para o tour das 18:30.

A bioluminescência é o fenômeno de emissão de luz por parte de organismos vivos. No caso daslagoas bioluminescentes (biobays), este microorganismo é o dinoflagelado, um tipo de plâncton. Essa luz é, na verdade, uma reação química que só aparece se for estimulada. Este estímulo pode ser sua mão sacudindo a água, seu remo batendo… Ou até mesmo um peixe pulando (demais!!). Achei completamente fascinante. Porém, estamos falando de um “leve brilho” e só é possível vê-lo a noite. Quanto mais escuro, melhor. O calendário lunar é super importante e as melhores noites são as com a lua praticamente invisível, após um dia de sol. A razão do sol, neste caso, é porque esses microorganismos “se alimentam” da luz, que os fazem “brilhar” ainda mais a noite.

Esse fenômeno não acontece só em Porto Rico (há biobays na Jamaica, na Austrália… E em outros lugares), mas é lá onde estão as lagoas com maior concentração de bioluminescência do mundo! Em PR, existem biobays: Laguna Grande/Fajardo (a que conheci), a de Lajas (que dizem não ser das mais legais) e aMosquito Bay/Vieques, a número 1 do planeta. Queria ter conhecido esta última, mas Vieques é uma ilha que fica a quase 2h de ferry de Fajardo e só é possível fazer o passeio se hospedando uma noite por lá.

Escolhemos fazer um tour de kayak porque achamos mais interessante! Saindo do mar, você e seu par devemremar cerca de meia-hora por um mangue até chegar na Laguna Grande. TUDO COMPLETAMENTE ESCURO. Achei bem sinistro… Remando sem luz, no mangue… Me senti entrando na floresta encantada, por um túnel formado por árvores (coisas de quem viu muito filme da Disney!! rsrs)… Mas aos poucos, você vai se acostumando com a baixa luminosidade e começa a enxergar melhor. Pra quem acha que os braços não vão aguentar a remada toda, há passeios em barcos elétricos também.

Fizemos o tour com a Enchanted Island Eco Tours e a recomendo M-U-I-T-O. Depois de ter visto tudo de perto, entendi porque eles cobram mais caro que a média (US$68 vs. US$45 por pessoa). Enquanto todas as outras fazem 2 turnos de passeios express (às 18:30 e às 20:30), a nossa faz apenas UM por noite, muuuito mais longo, muuuuito mais explicado. A maioria dá apenas uma voltinha na lagoa, vê a bioluminescência e já volta para a terra firme. Nós ficamos mais de meia hora parados, “brincando” com a água e ouvindo explicações sobre o fenômeno. A Enchanted (e o guia, super gente boa, Mike) foi a primeira empresa a realizar a atividade na ilha, portanto acredito que sejam os mestres no assunto!

Olha, a maioria das fotos de bioluminescência que você vai achar no Google é photoshop puro (o brilho NÃO É AZUL!! E sim branquinho, como purpurina… Parece até uma jacuzzi ligada!!). É muito muito difícil fotografar, ou diria, IMPOSSÍVEL (e por isso, para vender mais, ficam colocando esses brilhos de neon em volta dos kayaks-tunados nas fotos da internet rsrs – veja aqui). Eu que AMO tirar foto de tuuuudo, e levei câmera, celular com capa à prova d’água e GoPro, não consegui NADA. O pessoal da empresa foi quem fotografou a gente, mas foram sinceros dizendo que colocariam uns “brilhinhos” digitalmente e nos mandariam rsrs. Vejam abaixo! Brilhinhos super fake!

Instruções antes de embarcar
Instruções antes de embarcar
A foto mais parecida com a realidade que achei
A foto mais parecida com a realidade que achei

bioluminescencia bio bay tour puerto rico las croabas kayak

bioluminescent bio bay kayak tour puerto rico las croabas

Trajeto de kayak até a lagoa
Trajeto de kayak até a lagoa

>> Leve repelente. A Enchanted oferece gratuitamente, mas acho melhor levar o seu próprio para garantir, pois será necessário!! Quanto à roupa, vá com algo que possa molhar e sujar, mas não apenas biquini. Acho ideal, mesmo com calor, estar de legging e uma blusa (fina) de manga longa (pois de tanto se molhar, você sentirá um friozinho). Nos pés, chinelo está bem ok. Mas talvez seja mais confortável colocar papetes de borracha ou sapatilhas aquáticas. Não esqueça da toalha para se secar no final!! 

>> O Bioluminescent Kayak Tour é a atividade turística mais procurada de Porto Rico. LOTA! Reserve seu passeio com antecedência 😉

>> Bem em frente ao Parque Las Croabas existem 2 restaurantinhos com a cara ótima, menu bem variado e ambiente agradável. Aproveite para jantar lá entre as ilhas e o biobay, ou no final de tudo!

[Dia 3 | ISLA CULEBRA

Chegamos a Porto Rico com a ideia de que conhecer Isla Culebra era o que mais queríamos fazer na viagem. Tudo o que você pesquisa na internet sobre o destino traz Culebra como top attraction de lá. A ilha fica a apenas 1h(ou 1:30h… depende da balsa que pegar!) de Fajardo. Uma ilha maiorzinha, com cerca de 2.000 habitantes e uma certa estrutura (suuuuper básica). Alguns restaurantinhos, pousadas, taxis… E várias praias pra você conhecer.

MAPA ISLA CULEBRA BLOG LALAREBELO PORTO RICO

– Playa Flamenco
Essa praia foi considerada a 2ª mais bonita do Caribe por algumas listas (não sei dizer a fonte) e a 8ª mais bonita do MUNDO pelo Travelers’ Choice 2015 do TripAdvisor (a mesma lista que colocou a Baía do Sancho, em Fernando de Noronha, em 1º lugar). Apesar de não conhecer Noronha ainda, tenho certeza de que a escolha foi certeira… Mas não concordei com Flamenco na 8ª posição 🙁 Sei que o conceito de beleza é muuuuuito subjetivo, mas será que essas pessoas que votaram nunca foram a Anguilla, por exemplo??! Ou até mesmo a Curaçao?! Shoal Bay e Kenepa Grandi, que nem entraram na lista, ultrapassam a Flamenco numa olhadinha só. rsrs. É verdade que demos um BAITA azar com o clima e com o mar. Céu nublado e com um vai e vem de chuvas horríveis e um montão de algas que o mar, pós-ressaca, deixou na areia. A praia é muito bonita sim, mas torça para fazer um baaaatcha sol, assim você poderá vê-la pessoalmente exatamente como nas fotos que encontrei no Google. As minhas parecem até de outro lugar!

O tempo não ajudou muito...
O tempo não ajudou muito…

Playa Flamenco Isla Culebra Porto Rico dicas blog lalarebelo04

Em um dia de sol... Outra praia?! | foto: TripAdvisor
Em um dia de sol… Outra praia?! | foto: TripAdvisor
Barzinhos na Playa Flamenco | Dá-lhe piña colada!
Barzinhos na Playa Flamenco | Dá-lhe piña colada!

– Playa Tamarindo
O atrativo dessa praia está unicamente DENTRO do mar. FANTÁSTICO e valeu nossa ida a Culebra! Se você gosta de ver tartarugas marinhas, não deixe de ir a Playa Tamarindo 🙂 A praia em si é estreitinha mas em um brevemergulho de snorkel você verá dezenas delas! Dica: ao entrar no mar, nade para a esquerda… Elas estão concentradas por lá, se alimentando.

Playa Tamarindo tartarugas Isla Culebra Puerto Rico dicas blog lalarebelo 03

Playa Tamarindo tartarugas Isla Culebra Puerto Rico dicas blog lalarebelo 04

A natureza é incrível! Que coisa mais linda vê-las nadando assim 🙂 Dê PLAY no vídeo abaixo:

Para chegar a Culebra, o jeito mais fácil é ir de balsa/ferry. Os passeios em catamarans e outros tipos de barcos (a empresa SS Tobias é a mais recomendada) também me pareceram legais… O problema é que se o mar estiver ruim (como no dia que fomos), a balsa sai de qualquer forma, enquanto os outros podem ser cancelados. O ferry sai do porto (buscar no Waze por “Ferry Culebra” ou no Google Maps por “Fajardo Ferry Terminal”) às 9h da manhã (chegue umas 3h antes para pegar a 1ª balsa. A segunda, que sai às 9:30 e DE VEZ EM QUANDO, é beeeem menorzinha, balança mais e a viagem é 30 minutos mais demorada. Mas não é sempre que sai essa 2ª viagem). Você deve comprar as passagens de ida e volta lá mesmo, por apenas US$4,50. A balsa da volta sai de Culebra às 17h. De lá também saem os ferries para Vieques. É possível ir a Isla Culebra e a Vieques de avião, com a Cape Air.

A balsa da IDA (menorzinha)
A balsa da IDA (menorzinha)

ferry fajardo-isla culebra porto rico dicas blog lalarebelo04

Clique PLAY no vídeo abaixo para ver como foi nosso “tranquilo” caminho de Fajardo a Culebra… rsrs.

Ao desembarcar em Culebra, você pode pegar um taxi (haverão vários) e pedir para que te leve a alguma praia específica. A maioria vai pra Flamenco mesmo… Ou alugue previamente um carrinho de golf ou jeep (na hora estava esgotado) para ficar mais livre, rodando pelas praias. Duas opções: Jerry’s Jeep Rental (tel: 787 742 0526) e Carlos Jeep Rental (tel: 787 742 3514).

Na volta, nossa balsa era “da grande”, muuuuito melhor. Ufa! Por isso, chegue cedo.

Ferry da volta: maior, mais estável e mais rápido!
Ferry da volta: maior, mais estável e mais rápido!

>> Nunca passei taaanto frio como nessa balsa. AR CONDICIONADO CONGELANTE!!! Leve um casaco reforçado. 

>> Se você fica enjoado facilmente, tome um Dramin ou similar antes de embarcar. Ainda mais se disserem que o mar não está dos melhores… Pegamos um dia no estilo do filme Mar em Fúria. Tenso!!! Sinceramente, foi uma loucura ter arriscado ir para Culebra em um dia feio assim. Mas fique tranquilo, isso não é frequente. 

[Dia 4 | FÁBRICA DA BACARDÍ & COMPRINHAS

Casa Bacardí | visita à destilaria de rum
Quem é que nunca tomou um drink com rum Bacardí? Piña Colada… Mojito… Humm!!! A empresa,originalmente cubana (fundada em 1862), se mudou oficialmente para Porto Rico, quando em 1960 quando Fidel Castro expropriou a empresa, junto com outras mais de 300 empresas privadas. Ainda bem que os donos tinham uma baita visão estratégica e, desde 1937, já possuiam uma destilaria de rum em PR. Em 1980, a Bacardí foi a responsável por dois terços de venda de rum em todo o mundo. Como já tínhamos feito o tour da Havana Club em Cuba (leia post aqui), decidimos não ir a este. Mas nossos amigos foram e recomendaram MUITO. Além do passeio, drinks também estão incluídos 🙂 Veja horários dos tours e direções no site.

Casa Bacardí | foto: Chico Paladas
Casa Bacardí | foto: Chico Paladas

[Dia EXTRA em Porto Rico]

Se ficar por mais um dia em Porto Rico e gostar de atividades ligadas a natureza/ECOTURISMO, recomendo fazer algum dos passeios abaixo:

El Yunque National Forest
É a maior floresta tropical do Caribe, com 114km2, e possui muitas trilhas para caminhadas, passando por diferentes vegetações, cachoeiras e animais (principalmente aves). Várias empresas oferecem passeios a El Yunque (inclusive a Enchanted Eco Tours, do nosso biobay tour), mas você também pode ir por conta própria.

El Yunque Rainforest | foto: yukiyuresort.com
El Yunque Rainforest | foto: yukiyuresort.com

Parque Las Cavernas del Río Camuy
São 220 cavernas, das quais 16 podem ser visitadas. É o terceiro maior sistema de cavernas do mundo.

Las Cavernas del Río Camuy | foto: Jessica Ausier/Arthur Amaral
Las Cavernas del Río Camuy | foto: Jessica Ausier/Arthur Amaral

La Cueva Ventana
La Cueva Ventana (“Janela da Caverna” em português) é uma caverna que fico no topo de um penhasco em Arecibo, com vista para o vale do Rio Grande de Arecibo. É possível vê-la da estrada PR-123 mas para chegar nela, é preciso dirigir pela PR-10 até o km 75 e depois fazer uma longa caminhada. A visita toda vale pela BAITA VISTA INCRÍVEL.

La Cueva Ventana | foto: ign.com
La Cueva Ventana | foto: ign.com

Mas se o seu “negócio” for SURF, neste dia extra, não deixe de conhecer:

Rincón
Fica no oeste da ilha (ou seja, lado totalmente oposto a Fajardo, a 150km de San Juan) e combina praias com ondas (chegam aos 12m de altura), beleza rústica, um por do sol de tirar o fôlego e uma vida noturna animada. A região foi super recomendada por amigos porto-riquenhos mas, infelizmente, não tínhamos esse dia extra e ficava bem longinho para fazer nos outros 4 primeiros.

Dogmans Beach, Rincón | foto: rincon.org
Dogmans Beach, Rincón | foto: rincon.org

turquesometro porto rico

Melhor época para visitar Porto Rico?

Faz calor o ano todo na ilha. Porém, evite os meses de junho a novembro por causa da temporada de furacões. A alta temporada é de meio de dezembro a meio de abril. Nós fomos em fevereiro, o mês com menor incidência de chuvas, mas não demos sorte em 1 dia (os outros estiveram lindos, como vocês viram nas fotos).

acerte na roupa porto rico

ocean park san juan porto rico 03

E aí, o que achou de Porto Rico? Foi muuuuuito além do que EU esperava. E pra você? Entrou na sua lista de lugares para conhecer no Caribe? Porto Rico é, como dizem na região, “Chévere!!!”, que quer dizer “Bacana! Muito bacana!!” hehehe. Adorei!

Hoje gostaria de agradecer especialmente aos meus colaboradores-amigos, que neste post me ajudaram com fotos extras, opiniões e muito mais!!! Jessy, Rê, Arthur e Chico… Suuuper obrigada! E as colaboradoras porto-riquenhas, que me enviaram muuuuitas dicas incríveis, Flor y Laura, muchas gracias!

Beijos,
Lala

(acompanhe também minhas viagens pelo Instagram, com dicas “ao vivo” de cada lugar: @lalarebelo_travelblog)

 

↑ Voltar ao começo do post

Comentários