Roteiro Vietnã - Parte 1

Tudo sobre o Vietnã + Hanoi

Capital caótica e acolhedora

Quem me acompanha pelo instagram [@lalarebelo] e pelo snapchat [lalarebelo] já sabe que acabei de voltar de uma viagem maravilhosa pelo Vietnã (+ Filipinas & Hong Kong). E a empolgação é tanta que já vim logo contar tuuudo aqui, para ajudar quem vai em breve ou inspirar e convencer quem tá na dúvida! 🙂

Sou apaixonada pela Ásia. Continente que reúne riqueza cultural, caos, serenidade (sim, as duas coisas ao mesmo tempo), comida boa, bom custo-benefício e praias paradisíacas. Pena que é tão longe da América, né?! hehe [clique aqui para acessar todos os posts sobre a Ásia]

Hoje é o dia de dar início à série VIETNÃ. Antes de começar a falar de Hanoi, a capital, vou fazer uma booooa introdução sobre o país como um todo, e depois, mais ao final deste post, falarei da cidade especificamente. O Vietnã é cheio de peculiaridades, então é importante entendê-lo como um todo. 

DICAS ROTEIROS VIETNA

Pelos campos de arroz entre Hoi An e Cua Dai Beach
Pelos campos de arroz entre Hoi An e Cua Dai Beach

Nosso roteiro teve duração de 10 dias, e o chamei de “Vietnã: destaques do Norte, Centro e Sul”:

  • Norte: Hanoi (capital) & Halong Bay (4 noites – 3 em Hanoi e 1 no barco em Halong Bay)
  • Centro: Hoi An (3 noites)
  • Sul: Ho Chi Minh City – antiga Saigon (3 noites)

>> Ao final, acrescentamos 4 dias (4 noites) em El Nido, nas Filipinas e + 1,5 dia (2 noites) em Hong Kong. <<

MAPA-roteiro-vietna-cidades-praias

Gostaria muito de ter conhecido também:

  • SAPA – região montanhosa no noroeste do Vietnã, perto da fronteira com a China. Famosa pelo visual lindíssimo proporcionado pelos verdes terraços de plantações de arroz. Veja U Sapa Hotel.  
  • HUE – no centro do país (próximo a Hoi An), antiga capital da dinastia Nguyen. Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Hotel lindo em Hue: Pilgrimage Village.
  • PRAIAS – três regiões de praia me chamam a atenção no Vietnã:
    • PHU QUOC: uma ilhotinha no Golfo da Tailândia, perto do litoral do Camboja. Vários hotéis lindos aqui;
    • NINH VAN BAY: próximo à cidade de Nha Trang, no centro-sul do país. É onde está o maravilhoooooso hotel Six Senses Ninh Van Bay;
    • CON DAO: outra ilha no sul do Vietnã, a 1 hora de Ho Chi Minh City em vôo direto. Mais um hotel belíssimo da rede Six Senses fica por lá: Six Senses Con Dao.

ROTEIRO-VIETNA-PRAIAS

Mas agora vamos falar sobre as minhas impressões! 🙂

Na minha opinião, 6 palavras definem o Vietnã: arroz, mercadoschapéubambumotocicletas e superação. Uma palavra define o meu sentimento em relação a esse país: DESLUMBRAMENTO. Impossível ir ao Vietnã e ficar indiferente. É uma cultura que realmente me tocou. Acho que foi justamente porque ali você vê a vida real, sabe?! Mesmo que seja um povo educado e receptivo, e já preparado e acostumado com o turismo, a vida deles simplesmente SEGUE. Não mudam o cotidiano por causa de você que está ali passeando. E essa sensação de estar realmente em contato com algo completamente diferente dos meus costumes e rotina, me fascina. Me senti ENVOLVIDA, no real sentido da palavra.

Escolhi essas 6 palavras para “explicar” o Vietnã pelos seguintes motivos:

.ARROZ – não é só a “base” da culinária vietnamita, mas sim a culinária praticamente por inteira! hehehe. Noodles de arroz, arroz no vapor, arroz frito, papel de arroz, vinho de arroz… Arroz, arroz, arroz. Sem falar que a imagem típica do Vietnã é aquela, claro, das plantações de… ARROZ. 

Fazendo papel e noodles de arroz no mercado de Hoi An
Fazendo papel e noodles de arroz no mercado de Hoi An
Papel de arroz no Delta do Rio Mekong - e a casca do grão é usada como combustível!!
Papel de arroz no Delta do Rio Mekong – e a casca do grão é usada como combustível!!

.MERCADOS – o vietnamita não compra comida aos montes para estocar em casa. Os ingredientes dos pratos que serão cozinhados naquele dia são comprados frescos nos mercados locais. Carnes, peixes, verduras, frutas, ervas… Os mercados fazem parte da rotina do povo do Vietnã, e você, provavelmente, visitará mercados em todas as cidades do país pelas quais passar. 

05-HoiAn-Vietna_0630

05-HoiAn-Vietna_0207

05-HoiAn-Vietna_0619

.CHAPÉU – antes de ir, eu achava que o chapéu vietnamita, chamado Nón Là, era “coisa de turista”. Mas não. Praticamente TODO vietnamita usa (em maior número nas zonas afastadas dos grandes centros urbanos). Serve para proteger do sol (o ideal de beleza lá é pele branca – e nós aqui torraaaando na praia pra pegar um bronze! hehehe) e da chuva. É super leve e confortável (juro!). Não resistimos e compramos também (mas teve que ficar por lá 🙁 ). 

05-HoiAn-Vietna_0120

Vietnamitas almoçando no mercado em Hoi An
Vietnamitas almoçando no mercado em Hoi An
Eu também entrei na onda!!
Eu também entrei na onda!!

.BAMBU – material versátil e imprescindível, usado para fazer praticamente tudo no Vietnã! Utensílios de cozinha, paredes, tetos, armas (na época das guerras), embarcações, chapéus e muito mais. Há bambu em abundância no país, e também trata-se de uma planta que cresce rapidamente. O material é super prático e durável. 

Eu fazendo papel de arroz com varinha de bambu, na aula de culinária Red Bridge em Hoi An
Eu fazendo papel de arroz com varinha de bambu, na aula de culinária Red Bridge em Hoi An

.MOTOCICLETAS – se você acha que São Paulo é um lugar com muitas motos, você não faz ideeeeia do que é o Vietnã. Esqueça os tuc-tuc’s da Tailândia, eles são quase inexistentes no país. O transporte oficial vietnamita é a MOTOCICLETA. São aproximadamente 40 milhões de motos, para uma população de 90 milhões de habitantes. E prepare-se para ver praticamente de tudo em cima delas: 1, 2, 3, 4 ou 5 pessoas de uma vez, cachorro, gaiolas, geladeiras, pneus… Eles poderiam levar uma mudança inteira em uma única motinho. 

01-Hanoi-Vietna_0237

07-Saigon-Vietna_0305

01-Hanoi-Vietna_0152 

 .SUPERAÇÃO – ao longo de uma viagem ao Vietnã você ficará se perguntando o tempo todo “meu Deus… Mas POR QUEEEE logo o Vietnã??? Por que??”. Invasões chinesas, dominação francesa (o país foi colônia da França, juntamente com Laos e Camboja, formando o território da Indochina), ocupação americana, guerras, guerras e mais guerras… Resultando em, obviamente, MUITO SOFRIMENTO para a população local (ainda visível nos dias de hoje – MUITO TRISTE). Mas apesar disso, o Vietnã é um país que transmite alegria, está em pleno desenvolvimento e é extremamente forte e batalhador. Aliás, é muito menos pobre do que eu imaginava (claro que a população é humilde, mas não é MISERÁVEL). Desejo só coisas boas para esse povo, que sempre conseguiu se levantar dos destroços, se tornando ainda mais forte e unido. 

Senhorinha fofa em um mercado no Delta do Rio Mekong - sul do Vietnã
Senhorinha fofa em um mercado no Delta do Rio Mekong – sul do Vietnã
Crianças visitando o Mausoléu de Ho Chi Minh
Crianças visitando o Mausoléu de Ho Chi Minh
Vendedora de velinhas em Hoi An
Vendedora de velinhas em Hoi An


Sobre o lugar

<div class=”separa”><span> HISTÓRIA & POLÍTICA </span></div>

Geeente, eu adoro história. Tentei resumir, mas ainda assim ficou longo!! São muitos fatos importantes. Se não gostar de se aprofundar nessa área, passe para a parte de “Clima – Quando ir?” rs. Mas garanto que é fundamental chegar no país tendo alguma base disso!! Lembrando que isso é apenas um resumo feito por MIM, uma pessoa interessada porém não-profissional no assunto. Também não tive a intenção de “puxar sardinha” para nenhum lado. Coisas que li, aprendi e absorvi antes, durante e depois da viagem. 😉

Quando se fala em VIETNÃ, muita gente logo pensa na Guerra (que aliás, lá não é chamada de Guerra do Vietnã, e sim, Guerra Americana CONTRA o Vietnã – faz todo o sentido!), mas o país é muuuuito mais do que a ocupação dos Estados Unidos. 

A história do Vietnã começou há quase 3000 anos… O país passou por dominações chinesas, invasões mongóis e quando se tornou independente, não durou muito, pois passou a ser colônia francesa (fazia parte da Indochina, junto com Laos e Camboja). Durante a Segunda Guerra Mundial, quando ainda era parte da França, foi ocupado pelo Japão.

Houve muitas revoltas do exército comunista (liderado por Ho Chi Minh) para acabar com o domínio francês. Após o Acordo de Genebra de 1954, o país se tornou independente (ou melhor, oS paíSES, pois foi dividido em dois: Vietnã do Norte e Vietnã do Sul). Mas com promessas de eleições democráticas que reunificariam o país (que não aconteceram naquele momento). 

Em épocas de Guerra Fria, esse país dividido originou uma outra guerra, conhecida como “Guerra do Vietnã” (eles se recusam a chamá-la assim), que durou 20 anos (1955-1975). A grande potência socialista, União Soviética, apoiava o Vietnã do Norte, e a maior potência capitalista do mundo, Estados Unidos, apoiava o Vietnã do Sul.

O norte, socialista, queria reunificar o país, e para frear o crescimento desse sistema político pelo mundo, os EUA entraram em conflito com o Vietnã. E claro, como muitos sabem, de maneira brutal. Enviaram tropas e tropas, lançaram 14.300.000 toneladas de bombas (para você ter uma ideia, “apenas” 5.000.000 toneladas de bombas foram usadas na 2ª Guerra Mundial), e espalharam o maldito Agente Laranja (um desfolhante químico) sobre o território vietnamita, destruindo plantações, florestas e, infelizmente, pessoas. 4.8 milhões de pessoas foram expostas a essa substância, e outras milhões foram infectadas de maneira indireta, causando deformações SÉRIAS em várias gerações. Até hoje há milhares de crianças e adultos completamente deformados, e muitos não resistem, morrendo precocemente (prepare-se para CHORAR na sala do Agente Laranja no Museu das Reminiscências da Guerra em Ho Chi Minh City). 

Porém, apesar de todos os super armamentos, brigar com o Vietnã não foi nada fácil. O exército local estava bem treinado e adotava técnicas de guerrilha (vocês verão quando visitarem os Cu Chi Tunnels, perto de Ho Chi Minh City). O clima, geografia e vegetação também não foram favoráveis aos “gringos”. Mesmo que o número de mortes de soldados americanos tenha sido muito menor do que dos vietnamitas (algo como 58 mil vs. 2 milhões), a guerra não fazia mais sentido (algum dia teve?!). Com soldados desmotivados, cansados e uma cobrança interna e externa enorme (afinal, 676 bilhões de dólares americanos já tinham sido gastos no conflito), os Estados Unidos recuaram e em 1975 a guerra chegou ao fim

Em pouco tempo, em 1976, o Vietnã foi reunificado e passou a adotar oficialmente um regime socialista. Ho Chi Minh foi o grande herói dessa história toda (desde a briga pela independência da França até a reunificação do país – apesar de ter morrido antes do Vietnã ter virado um só). O líder é adorado e considerado um herói para o seu povo. O nome da cidade de Saigon, no sul, foi alterado para Ho Chi Minh City, há estátuas dele por todo o país, fotos nas paredes dos aeroportos, das escolas, das casas das pessoas, nas notas de dinheiro, milhares fazem fila diariamente para ver seu corpo no Mausoléu e por aí vai.

Perguntamos para alguns vietnamitas amigos o que eles achavam disso, se Ho Chi Minh era tudo isso mesmo, e 100% deles o defendeu “com unhas e dentes”. Mas há controvérsias… Dizem que durante sua liderança houve muita repressão, nenhum livro que não falasse bem de Ho Chi Minh poderia ser escrito (então como as pessoas cresceriam pensando diferente, né?!), e houve duras punições contra os críticos de seu regime. Never know. Alguns chegam a compará-lo até mesmo com Mao Tsé-Tung (China) e Kim Il-Sung (Coreia do Norte). :O

Em 1986, o Vietnã mudou sua política econômica e se “reabriu”. Hoje vive um bom crescimento econômico, mas como os guias mencionaram, há bastante corrupção no país. Ainda hoje, a República Socialista do Vietnã é um país socialista (como está no nome, né?! hehe). Só que beeem aberto economicamente, com políticas bem capitalistas, a meu ver. Tem um único partido, o Partido Comunista, que comanda todos os órgãos do governo, política e sociedade. Não há eleições diretas para presidente. 

Fotos da guerra no Museu das Reminiscências da Guerra em Ho Chi Minh
Fotos da guerra no Museu das Reminiscências da Guerra em Ho Chi Minh

07-Saigon-Vietna_0217

Alguns dos armamentos, tanques e aeronaves utilizadas pelos EUA na guerra
Alguns dos armamentos, tanques e aeronaves utilizadas pelos EUA na guerra
Cu Chi Tunnels - umas das estratégias dos Viet Congs
Cu Chi Tunnels – umas das estratégias dos Viet Congs
Altar com foto de Ho Chi Minh na casa de uma moradora do Delta do Rio Mekong
Altar com foto de Ho Chi Minh na casa de uma moradora do Delta do Rio Mekong
Olha o Ho Chi Minh aí na parede dos Correios de Saigon!!
Olha o Ho Chi Minh aí na parede dos Correios de Saigon!!

<div class=”separa”><span> CLIMA – Quando ir? </span></div>

O clima do Vietnã é bastante instável, principalmente no norte do país. Evite ir de setembro a dezembro, que é quando chove mais. Nós fomos no final da primavera (final de março/primeira semana de abril), e fazia frio em Hanoi e Halong Bay (e dias nublados). Mas pegamos dias liiiindos, ensolarados e de MUITO calor em Hoi An e Ho Chi Minh City. Zero chuva em TODA a viagem. 

Queria muuuito ter ido pra Halong Bay com céu azul. Me disseram que as chances são maiores em JULHO. Mas que há mais chances de chover também. Será que vale arriscar?!?! 😀

Dia lindo e de céu azul em Hoi An /
Dia lindo e de céu azul em Hoi An / Cua Dai Beach
Dias nublados em Halong Bay
Dias nublados em Halong Bay (deveria estar de jaqueta pelo friozinho e sem óculos de sol hahaha – foi pose pra foto!!!)

<div class=”separa”><span> RELIGIÃO </span></div>

Ao contrário da Tailândia, o povo vietnamita não é ULTRA religioso. Apesar de 85% da população se dizer budista, a grande maioria não é praticante, e muitos são, na verdade, ateus. Taoísmo e Confucionismo também estão entre as religiões mais alegadas. Há também católicos, protestantes e caodaístas (Cao Dai é uma religião que surgiu no Vietnã em 1926 e tem mais de 7 milhões de adeptos). Você visitará muitos templos e verá pessoas religiosas, mas ao meu ver, isso não chega a ser um dos “pilares” da imagem do país nos dias de hoje. 

<div class=”separa”><span> ROUPAS </span></div>

A vestimenta tradicional vietnamita, para as mulheres, é composta por uma longa bata (com mangas e golas, porém colada ao corpo) sobre uma calça no estilo pantalona. Vi muitas mulheres vestidas assim na “vida real”, mas há muita gente com roupa “ocidental” também. 

Ao contrário também da Tailândia ou da Índia, não há restrições para turistas. Nem mesmo nos templos, ninguém pede para você cobrir ombros e joelhos, ou tirar os sapatos. Mas saiba que o povo local anda completamente coberto, no frio ou no calor, para se proteger do sol (simplesmente por isso), além de serem pessoas super simples. Então fica a seu critério escolher o que usar! 🙂

<div class=”separa”><span> IDIOMA </span></div>

Ao ver as letrinhas do idioma vietnamita, muuuito similares às do nosso alfabeto (à parte dos acentos muito loucos) NÃO SE ENGANE. Esse idioma não tem NADA de parecido com qualquer outro que você conheça. rsrs. Mas fique tranquilo, em todos os lugares que passamos encontramos gente falando inglês. Porém o sotaque é beeem carregado, e às vezes fica difícil entender 100% do que estão falando.

No passado, a escrita vietnamita já usou caracteres chineses (aliás, de todos os países do Sudeste Asiático que já visitei, o Vietnã é o que tem mais influências chinesas visíveis – a aparência das pessoas, a meu ver, também tem muitas semelhanças).

Por causa da colonização francesa, muitos também falam francês. Bom chegar sabendo: “obrigado” em vietnamita é “Cam On”

Idioma vietnamita a esq. X e inglês a direita. Letrinhas similares, porém impossííível de entender uma palavara!
Idioma vietnamita a esq. X e inglês a dir. Letrinhas similares, porém impossííível de entender uma palavra!

<div class=”separa”><span> DINHEIRO </span></div>

A moeda do Vietnã é chamada de Vietanamese Dong (VDN) ou simplesmente “DONG”. 1 Dólar Americano equivale a aproximadamente 22.000 Dongs. Tudo no Vietnã é MUITO barato (hotel, comida, souvenirs, entradas de pontos turísticos, passagens aéreas das cias low cost, meios de transporte…). Mas mesmo assim, é OBRIGATÓRIO negociar. Qualquer preço já é passado muuuito acima do valor correto, e se você não negociar, vai estar sendo “enganado”. No final, eu já estava com bastante preguiça de ficar discutindo e “blefando” pra comprar qualquer porcaria. Meu marido, pechinchador mór, adorava o “jogo”. Eu saía da loja, e deixava ele lá. hehehe. 

<div class=”separa”><span> CULINÁRIA </span></div>

Oba!! Uma das melhores partes!! Come-se MUITO BEM no Vietnã. É considerada uma das culinárias mais saudáveis e frescas do mundo. Concordo! A base, como já falei acima, está no arroz. Tudo é praticamente feito com: arroz, vegetais, temperos e alguma carne (que pode ser bovina, frango, porco, peixes, frutos do mar…). Ah, e a comida é muito “molhada” também. Muita sopa e molhos. 

A maioria dos pratos é preparada com muito capim-limao (lemongrass), gengibre, menta e chili. Uma das coisas mais diferentes é que a comida no Vietnã NÃO é apimentada (mais um ponto que o difere e MUITO da Tailândia). Nem mesmo o chili deles é picante! Segundo o chef que nos deu aula de cozinha em Hoi An, se a comida é picante significa que o chef não soube colocar sabor nos ingredientes e “maquiou” a comida com pimenta… Faz sentido!

O que você não pode deixar de provar:

  • Spring Roll (Nem Cuon): rolinhos de salada e camarão no papel de arroz. Podem ser fritos ou, mais comum, crus e frios.

05-HoiAn-Vietna_0743

01-Hanoi-Vietna_0243

  • Pho: a sopa que eles tomam o tempo todo! No café da manhã, almoço e jantar. É um caldo de carne/frango/porco, que vem com noodles e vegetais dentro. Uma delícia!
Meu marido Ricardo comendo Pho no café da manhã em Hanoi!!
Meu marido Ricardo comendo Pho no café da manhã em Hanoi!!
  • Dumplings ou Ravioles Vietnamitas (Banh Bot Loc): para quem conhece de comida asiática, isso é bem parecido com o won ton. Uma empanadinha feita de farinha de tapioca, recheada com alguma carne. Vi muito de camarão e de porco. 
05-HoiAn-Vietna_0264
Dumpling vietnamitas
  • Panquecas (Banh Bao): parecem um omelete, mas eles colocam vegetais e enrolam… adivinha aonde…. no papel de arroz!!!
  • Salada: de fios de manga, papaya e pepinos com fish sauce (caldo de peixe), folhas verdes e alguma proteína (camarão, frango ou porco).
  • Baguette (Banh Mi): sim! Baguette! Como o Vietnã foi dominado pela França durante muito tempo, a influência é forte, e eles fazem ÓTIMAS baguettes (hum… O pão vietnamita era sempre delicioso). Os recheios variam, geralmente com muitos vegetais, patê e uma carne. Não, eles não colocam arroz na baguette! Rsrs! (pelo menos, não vi!!). 
  • Fish sauce (molho de peixe) vai em tudo!
  • Café vietnamita: é esquisito, mas o conceito é legal. Eles trocam o leite + açúcar por LEITE CONDENSADO! A gordinha pirou! Toma-se quente ou gelado. O modo de preparo é todo especial.
Café vietnamita, quente ou gelado, com leite condensado
Café vietnamita, quente ou gelado, com leite condensado

Sobremesas… Hummm… Talvez papel de arroz com açúcar? Hehehe. Não, apenas frutas frescas. Deixe para comer um brigadeiro na volta, aproveite para devorar pratos salgados dessa culinária deliciosa! Ah, não poderia me esquecer… As cervejas vietnamitas também são famosas e muito boas!! Bia Hanoi e Bia Saigon estão por todos os lados. 

tomada-energia-voltagem-idioma-fuso-moeda-vietna

↑ Voltar ao começo do post


Como chegar / Onde ficar

<div class=”separa”><span> VÔOS </span></div>

Não há vôos diretos entre o Brasil e o Vietnã. O jeito mais fácil é ir fazendo apenas uma conexão na Europa, em países árabes ou na própria Ásia. Você pode escolher voar para dois destinos: Hanoi (HAN) ou Ho Chi Minh City / Saigon (SGN)

Companhias que fazem Brasil-Vietnã com apenas 1 parada:

  • Air France (conexão em Paris)
  • Emirates (conexão em Dubai)
  • Etihad (conexão em Abu Dhabi)
  • Qatar (conexão em Doha)
  • Turkish Airlines (conexão em Istambul)
  • United (conexão em Newark, perto de NYC)

Vôos com 2 conexões costumam ser mais baratos nesse trecho 🙂

Como nós saímos do Panamá, voamos primeiro para os Estados Unidos de United, e de lá pegamos um vôo da ASIANA para Hanoi, com conexão em Seoul, na Coreia do Sul. UAU! Fiquei IMPRESSIONADA com essa companhia aérea. Primeiro porque o avião era novíssimo e lindo (um gigantesco A380) e segundo pelo atendimento IMPECÁVEL! Estávamos na classe econômica, mas juro que não parecia. Ainda não fazem vôos saindo do Brasil… Mas se você estiver nos EUA, na Europa, no Canadá ou dentro da própria Ásia, recomendo considerar essa opção. 

A380 da Asiana Airlines - companhia aéra da Coreia do Sul. Muito boa!!
A380 da Asiana Airlines – companhia aéra da Coreia do Sul. Muito boa!!

Muita gente também vai paro o Vietnã quando já está em algum outro país/cidade do Sudeste Asiático (Bangkok, por exemplo), e utiliza as companhias low cost do país. Essa é uma EXCELENTE opção, pois é MUUUUITO barato (pagamos tipo 30 dólares em um trecho). E as empresas são muito boas, a meu ver. Todas pontuais e eficientes. 

<div class=”separa”><span> VISTO </span></div>

Brasileiros precisam de visto para entrar no Vietnã. Há duas opções: já chegar com o visto (feito na Embaixada do Vietnã em Brasília – precisa mandar o passaporte pra lá) ou Visa On Arrival (mais fácil, prático e ainda mais barato) – essa última opção só é válida para quem entra no país pelos aeroportos. 

  • Visa On Arrival

Fizemos pela empresa My Vietnam Visa. Basta entrar no site, solicitar a “Approval Letter”, informar dados da viagem, fazer o pagamento da taxa e aguardar que a carta chegue no seu email. Lembrando que isso NÃO é o visto, mas só é possível tirar o visto no aeroporto do Vietnã com essa carta de aprovação em mãos.

A taxa de processamento custa US$20 para cada visto “básico” (1 mês, 1 entrada), mas você pode optar por 3 meses e/ou múltiplas entradas também. 

Ao chegar no Vietnã, antes de fazer a imigração, você vai encontrar o balcão de “Visa On Arrival”. Basta mostrar a carta impressa, entregar duas fotos 4 x 6cm e pagar a taxa (25 USD para single entry e 50 USD para multiple entry – pagamento em dólar americano; levar dinheiro trocado). Em alguns minutos o visto estará estampado em seu passaporte. 

Portadores de passaportes de certos países NÃO precisam de visto para entrar no Vietnã. Como é o meu caso, que tenho passaporte italiano. Verifique aqui se a sua nacionalidade está liberada de visto também. 

Visto do Vietnã emitido no aeroporto e colado no passaporte do meu marido (Vietnam Visa On Arrival)
Visto do Vietnã emitido no aeroporto e colado no passaporte do meu marido (Vietnam Visa On Arrival)

<div class=”separa”><span> TRANSPORTES </span></div>

Para sair do aeroporto, sempre prefiro contratar o transfer do próprio hotel, para evitar perrengues logo na chegada e começar a viagem com pé direito. 

Em Hanoi, negamos essa opção pois nosso hotel cobrava 64 dólares pelo serviço, enquanto o normal seria custar menos do que 20 dólares. Encontramos a empresa HANOI TRANSFER SERVICE, que nos cobrou apenas 16 dólares para fazer o serviço. Super corretos e pontuais, tanto na ida como na volta. 

Vi pelo site que eles também trabalham em Ho Chi Minh City e Da Nang/Hoi An. Não testei, pois nessas cidades o valor do pick-up service do hotel era bem compatível com a média. 

Durante nossa viagem, nos locomovemos muito a pé e de taxi. Em Hanoi, prefira os taxis das companhias Mai Linh, Taxi Group e ABC. E em Ho Chi Minh City, pegue taxi apenas da empresa VINASUN (há aos montes – é o verde e vermelho). 

Label-final

Agora hora de falar exclusivamente de HANOI!

HANOI-DICAS-ROTEIRO-VIETNA

Hanoi é a capital e a segunda maior cidade do Vietnã (fica atrás apenas de Ho Chi Minh City, a antiga Saigon, com aprox. 9 milhões). Está situada no norte do país, e tem uma população de aproximadamente 6.5 milhões de habitantes (o Vietnã tem aproximadamente 90 milhões de habitantes).

“Ha” significa Lago, e “Noi” significa “entre”: “entre dois lagos”, fazendo referência aos dois importantes lagos que limitavam a cidade: Westlake e Hoàn Kiêm.

<div class=”separa”><span> HOTÉIS EM HANOI </span></div>

Sem dúvidas, o melhor lugar para se hospedar em Hanoi é no OLD QUARTER, nas proximidades do Lago Hoàn Kiêm. É onde tudo acontece e é a área mais agradável da cidade para andar a pé, comer e curtir a capital vietnamita. 

Excelente opção de hospedagem em Hanoi, na melhor localização possível: praticamente na margem do lago. O hotel é lindo, super imponente e bem decorado. Excelente custo-benefício para tudo o que oferece: quartos e banheiros bonitos (espaços e novinhos), ótimo serviço, piscina no rooftop com bela vista do lago (infelizmente estava frio e não consegui entrar!!!), delicioso café da manhã (não está incluído no valor da diária. Inicialmente você se assusta com o valor do buffet, acima dos 20 dólares – preço surreal para o Vietnã. Mas há uma opção à la carte, por 7 dólares, suuuuper bem servida) e endereço privilegiado. Recomendo ficar no Apricot! Foi essencial para a nossa primeira impressão de Hanoi ser tão positiva. Reserve aqui.

Entrada do Apricot Hotel, no Old Quarter de Hanoi
Entrada do Apricot Hotel, no Old Quarter de Hanoi
04-Hanoi-Vietna_0021
Nosso quarto no Apricot Hotel, em Hanoi

04-Hanoi-Vietna_0019

01-Hanoi-Vietna_0040
Café da manhã à la carte delicioso do Apricot Hotel

01-Hanoi-Vietna_0042

01-Hanoi-Vietna_0340
Lobby

01-Hanoi-Vietna_0339

01-Hanoi-Vietna_0448
Piscina no rooftop do Apricot Hotel, Hanoi
01-Hanoi-Vietna_0445
Vista linda do rooftop do Apricot Hotel, no Old Quarter de Hanoi: Lago Hoàn Kiêm

Decoração um pouco extravagante, mas muito bem localizado e ótimas avaliações. Conheci rapidamente enquanto caminhava pelo Old Quarter. Excelente custo-benefício. 

Hotéis quase vizinhos ao Apricot, que também me pareceram excelentes opções (e mais baratos):

Em outra área:

Achei esse hotel afastado demais do “buchicho” (não fica no Old Quarter, e sim a uns 15-20min de carro), mas se sua intenção em Hanoi é descansar um pouquinho, longe do caos, considere esse hotel. O lugar, praticamente “dentro” do lago (Westlake), é maravilhoso, em um clima de total tranquilidade. Fomos para tomar drinks no Sunset Bar e curtir um pouco do cenário, e assim, conhecemos um pouquinho do hotel. Recomendo fazer o mesmo! Vou contar em mais detalhes na parte de “comes & bebes”. 

Hotel InterContinental Hanoi Westlake | foto: divulgação
Hotel InterContinental Hanoi Westlake | foto: divulgação
01-Hanoi-Vietna_0341
Entrada do Hotel InterContinental Hanoi Westlake

intercontinental-hanoi-westlake-hotel-vietnam

intercontinental-hanoi-westlake-hotel-vietnam

intercontinental-hanoi-westlake-hotel-vietnam
Lobby

intercontinental-hanoi-westlake-hotel-vietnam

lalarebelo-hoteis-booking

↑ Voltar ao começo do post


Comes e Bebes

A ida ao Sunset Bar vale pelo visual UAU. As comidas (coisinhas leves) e os drinks são bons, mas nada extraordinário (preço acima da média do Vietnã), porém o objetivo da visita é o LUGAR. Fomos na nossa primeira noite no Vietnã, para brindar o início da viagem, e foi liiindo. Reservamos para às 17:30 para ver o dia virar noite e as luzinhas do hotel se acenderem. Mesmo com o dia nublado e sem por do sol, foi uma delícia. Para reservar, escreva para fandb.hanoi@ihg.com. Não estava cheio quando fomos, mas se quiser garantir a mesinha na parte externa, bem em frente ao lago, melhor fazer reserva. Como fica afastado do centrinho, vá de taxi. Endereço: 5 Tu Hoa street, Tay Ho district.

Sunset Bar do hotel InterContinental Hanoi Westlake
Sunset Bar do hotel InterContinental Hanoi Westlake

intercontinental-west-lake-hanoi-hotel-restaurant-sunset-bar

intercontinental-west-lake-hanoi-hotel-restaurant-sunset-bar

Esse restaurante no Old Quarter é super simples, mas um must na sua ida a Hanoi. Recomendado por vários guias e revistas de viagem conceituadas (Travel+Leisure, Condé Nast Traveller, NY Times…), serve apenas UM prato, o que dá nome ao restaurante (e também à rua em que está localizado): o “Cha Ca” – um peixe grelhado famosíssimo, servido em uma panelinha com vegetais. Obrigada pela dica, Camila Prado! Endereço: 14 Cha Ca, Hoan Kiem. 

Cha Ca La Vong, por Kiyoshi Jiro para Travel+Leisure
Cha Ca La Vong, por Kiyoshi Jiro para Travel+Leisure
  • Pho 24 (Templo da Literatura – 61 Van Mieu)

Essa rede Pho 24 está para o pho (prato mais típico do Vietnã: uma sopa com noodles de arroz e alguma carne) assim como o Mc Donald’s está para o hamburger. Não é o melhor do mundo, mas todo mundo gosta (no fundo gosta sim, vai…), é rápido e está em todos os lugares. Recomendo esse aqui não como um “destination restaurant”, mas sim por sua conveniência. Essa unidade está ao lado do Templo da Literatura, e provavelmente após a visita a esse ponto turístico, você vai estar com vontade de almoçar. Endereço: 61 Van Mieu, Dong Da.

Uma das unidades da rede Pho 24, perto do Templo da Literatura, em Hanoi
Uma das unidades da rede de restaurantes Pho 24, perto do Templo da Literatura, em Hanoi

Onde NÃO comer: Luc Thuy Restaurant & Lounge – fui pelo meu “faro de descoberta” e pela beleza do lugar (realmente o ambiente aberto, e ainda pertinho do lago, é suuuper gostosinho), mas errei feio. Super caro para os padrões de Hanoi, péssimo atendimento e a comida beeem ruim rsrs. Vá só se quiser tomar um drink ou uma cervejinha.

Restaurante Luc Thuy, em Hanoi
Restaurante Luc Thuy, em Hanoi

↑ Voltar ao começo do post


O que fazer / Roteiros

1 dia inteiro ou 1 dia e meio é tempo suficiente para conhecer Hanoi.
Acrescente + 2 dias (1 noite) para conhecer Halong Bay, a bordo de um cruzeiro (a baía está a 4 horas de carro da capital) – no próximo post contarei a nossa experiência em detalhes!

Minha programação em Hanoi:

**Dia 1**
Chegada no Vietnã (Hanoi) a tarde ou a noite. Descanso da longa viagem!

**Dia 2**
Turismo em Hanoi. O que ver/fazer:

  • Ho Chi Minh Complex 

O Ho Chi Minh, como comentei acima, é o maior ídolo do país (muito mais do que um líder do passado – é praticamente “endeusado” pela população, um verdadeiro herói). Nesse complexo, que é enoooorme (e não paga para entrar), você pode visitar:

.Mausoléu – é onde o corpo de Ho Chi Minh está conservado (muuuuito parecido com o Mausoléu de Lenin, em Moscou, que visitei e comentei aqui – até os prédios são bem semelhantes. Ambos queriam ser cremados ou enterrados, mas viraram atração.). Eu sinceramente não curto muito esse tipo de experiência hehehe… Ver um defunto que não representa nada pra mim é meio bizarro. Mas por significar TANTO para os vietnamitas (havia uma fila enoooorme), decidi conferir (e ainda era grátis). Não podia tirar foto e eu não ousei desobedecer. 

Mausoléu de Ho Chi Minh, em Hanoi
Mausoléu de Ho Chi Minh, em Hanoi

.Museu Ho Chi Minh conta a história do líder por meio de objetos e documentos. Achei bacana a visita para começar a viagem com mais profundidade. A história de Ho Chi Minh & a história recente do Vietnã estão intimamente ligadas. A entrada ao museu é paga a parte, mas custa apenas 40.000 VND (aprox. 1,80 dólares). 

Museu do Ho Chi Minh, dentro do complexo, em Hanoi
Museu do Ho Chi Minh, dentro do complexo, em Hanoi

ho-chi-minh-museum-hanoi-vietnam

Olha aí a estátua do líder Ho Chi Minh, dentro do museu.
Olha aí a estátua do líder Ho Chi Minh, dentro do museu.

.One Pillar Pagoda – um templo budista construído em 1049 pelo imperador Ly Thai Tong em agradecimento a bodisatva Avalokiteshvara. Em sonho, enquanto sentada em uma flor de lotus, ela lhe deu um filho, quando ele não podia ter. Logo o imperador conseguiu realizar o sonho. O templo tem um pilar apenas, para representar a flor de lotus. Beeeem pequenininho, mas muito sagrado para os budistas. 

One Pillar Pagoda, dentro do Complexo Ho Chi Minh, em Hanoi - pequenininha, porém super sagrada.
One Pillar Pagoda, dentro do Complexo Ho Chi Minh, em Hanoi – pequenininha, porém super sagrada.

one-pillar-pagoda-ho-chi-minh-complex-hanoi

one-pillar-pagoda-ho-chi-minh-complex-hanoi

.Antiga residência de Ho Chi Minh & Palácio Presidencial

Palácio presidencial - Ho Chi Minh Complex - Hanoi
Palácio presidencial – Ho Chi Minh Complex – Hanoi | Esse não pode entrar… Só vimos de fora!
A verdinha ali no fundo era a casa do Ho Chi Minh
A verdinha ali no fundo era a casa do Ho Chi Minh
Sala da casa de Ho Chi Minh - Hanoi
Sala da casa de Ho Chi Minh – Hanoi

O Complexo está sempre aberto, mas às segundas e sextas o Mausoléu e o Museu ficam fechados. Fomos em um sábado e a fila para entrar no Complexo estava quiloméééétrica (muitas crianças e adolescentes – passeios da escola). Recomendo que você chegue o mais cedo possível. 

Fila quilomééétrica para entrar no Complexo Ho Chi Minh, em Hanoi
Fila quilomééétrica para entrar no Complexo Ho Chi Minh, em Hanoi
  • Templo da Literatura (Van Mieu)

Um lugar tranquilo em meio à cidade caótica que abriga um templo confucionista construído em 1070. A primeira universidade do Vietnã funcionava lá dentro. Vimos vários grupos de alunos tirando fotos para a formatura! A entrada custou 30.000 VND (aprox. 1,35 dólares). 

Templo da Literatura, em Hanoi, Vietnã
Templo da Literatura, em Hanoi, Vietnã
Formandos fazendo fotos | Templo da Literatura, Hanoi
Formandos fazendo fotos | Templo da Literatura, Hanoi

templo-da-literatura-hanoi-vietna

templo-da-literatura-hanoi-vietna

templo-da-literatura-hanoi-vietna

templo-da-literatura-hanoi-vietna

  • Hoa Lo Prison 

Um prisão construída na época do domínio francês (1896), usada para prender vietnamitas (e castigar duramente aqueles revolucionários que lutavam pela independência de seu país). Você verá as celas, objetos, roupas, fotos… A prisão também ficou conhecida como Hanoi Hilton, porque mais tarde, passou a ser usada pelos próprios vietnamitas para prender prisioneiros de guerra americanos. A entrada custou 30.000 VND (aprox. 1,35 dólares). 

Hoa Lo Prison, em Hanoi - Vietnã
Hoa Lo Prison, em Hanoi – Vietnã

Hoa Lo Prison Hanoi Vietnam museum

Hoa Lo Prison Hanoi Vietnam museum

  • Lago Hoàn Kiêm & Templo Ngoc Son

Esse lago é o coração de Hanoi e fica no Old Quarter. Eu achei a área mais bonita de Hanoi. Tranquila… Transmite uma paz (mesmo que o entorno não seja nada tranquilo!!). No meio do lago está a Torre da Tartaruga. Diz a lenda que o Imperador Le Loi recebeu do lago uma espada mágica e com essa espada, o rei conseguiu expulsar os chineses do Vietnã (mas eles voltaram como turistas! hahaha). Um dia depois, enquanto o imperador passeava pelo lago, apareceu uma tartaruga que tomou a espada de volta. 

Em uma ilhotinha no lago também está o templo mais importante e visitado de Hanoi, o Ngoc Son, conectado com a margem do lago por uma linda ponte vermelha (chamada Huc, que significa “sol nascente”). Um templo taoísta

Há uma tartaruga de 250kg embalsamada no templo. Dizem que ela apareceu no lago, e todos acreditam ser a mesma tartaruga da lenda, que tomou de volta a espada que o rei usou para trazer a vitória ao Vietnã. Pagamos 30.000 VND para entrar no templo (aprox. 1,35 dólares). 

A noite, o lago, a Torre da Tartaruga, a ponte e o templo ficam ainda mais bonitos iluminados. Uma delícia passear nas margens do lago, em qualquer horário. 

O lago visto do rooftop do Apricot Hotel
O Lago Hoàn Kiêm visto do rooftop do Apricot Hotel
Hoan Kiem Lake no Old Quarter de Hanoi, e a ponte Huc
Hoan Kiem Lake no Old Quarter de Hanoi, e a ponte Huc
Dentro do Ngoc Son Temple, que fica em uma ilha no Lago Hoan Kiem
Dentro do Ngoc Son Temple, que fica em uma ilha no Lago Hoan Kiem

Hoan Kiem Lake hanoi vietnam Ngoc Son Temple

Hoan Kiem Lake hanoi vietnam

Que delícia passear pela margem do lago a noite...
Que delícia passear pela margem do lago a noite…

Hoan Kiem Lake hanoi vietnam old quarter

Vista do rooftop do nosso hotel, Apricot, no Old Quarter de Hanoi
Vista do rooftop do nosso hotel, Apricot, no Old Quarter de Hanoi
  • Bater perna pelo Old Quarter

O bairro antigo de Hanoi é uma D-E-L-Í-C-I-A! Lotaaaado de ruas estreitas com lojas empilhadas de trecos até a calçada, restaurantes, motos (motos e motos), mercados, gente vendendo verduras no chão… Enfim, aquele CAOS asiático que eu curto muito!! 😀 O mais legal é que as ruas estão divididas em categorias: rua de papelarias, de sapatos, de bichinhos de pelúcia etc.

Old Quarter de Hanoi: motos, motos, pessoas, lojas, vegetais... CAOS!!!
Old Quarter de Hanoi: motos, motos, pessoas, lojas, vegetais… CAOS!!!

OLD-QUARTER-HANOI

OLD-QUARTER-HANOI

OLD-QUARTER-HANOI

Uma rua inteira só de lojas de bichinhos de pelúcia! Old Quarter de Hanoi
Uma rua inteira só de lojas de bichinhos de pelúcia! Old Quarter de Hanoi
  • Hanoi Night Market

O mercado noturno de Hanoi acontece às sextas, sábados e domingos no Old Quarter (Hang Dao Street), a partir das 19h. Prepare-se para encontrar de TUUUUDO (muita coisa falsificada também). Aproveite para comprar lembrancinhas e bugingangas, porque é tudo baratíssimo. Eu adorei esses cartões da foto abaixo!! Lembre-se: NEGOCIAR no Vietnã é LEI. Ou mesmo custando pouco, você pagará pelo menos 4x o valor original. 

Não resisti!! Tive que pedir para segurar!! :) UP!! Chegando no Night Market de Hanoi.
Não resisti!! Tive que pedir para segurar!! 🙂 UP!! Chegando no Night Market de Hanoi.
Adorei esses cartõezinhos. Comprei vários!! Muito barato e fofo.
Adorei esses cartõezinhos. Comprei vários!! Muito barato e fofo.

night-market-hanoi-vietnam

night-market-hanoi-vietnam

Aooo sacoleira!!!
Aooo sacoleira!!!

Olha que loucura é esse night market!!! Muuuuita muvuca!! Assistam no vídeo em timelapse abaixo:

<iframe width=”680″ height=”360″ src=”https://www.youtube.com/embed/vz6DgJiOvWc” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

**Dia 3**
Partida para Halong Bay (4 horas de estrada), passeio pela baía, muuuitas atividades e noite no barco. Vou fazer na sequência um post exclusivo sobre nossa experiência nesse lugar FANTÁSTICO!!!

**Dia 4**
Manhã em Halong Bay e volta para Hanoi após o almoço (mais 4 horas de estrada). Fim de tarde em Hanoi.

Vista do topo da Ti Tôp Island, em Halong Bay, Vietnã
Vista do topo da Ti Tôp Island, em Halong Bay, Vietnã
  • Water Puppet Show

Os shows com fantoches na água são uma arte folclórica do Vietnã, centenária, que se iniciou nos vilarejos do Delta do Rio Vermelho, no norte do Vietnã. Bonecos e música ao vivo contam a história do país (aliás, contam sobre aquela lenda da espada e da tartaruga que comentei acima, na parte do Lago Hoàn Kiêm e do Templo Ngoc Son). Achei bem bacana. Confesso que fui sem esperar muita coisa, mas gostei! 🙂 Recomendo. E ainda é barato e rapidinho. Você compra o ingresso lá mesmo, no mesmo dia ou no dia anterior (o nosso custou 60.000 VND – cerca de 2,70 dólares), há vários horários durante o dia. Em Hanoi há duas casas que fazem o show (ambas no Old Quarter):

.Thang Long Water Puppet Theatre – a mais antiga;
.Lotus Water Puppet – o que fomos. Um teatro bonitão pertinho do nosso hotel. 

O teatro de Water Puppet mais tradicional
O teatro de Water Puppet mais tradicional – Thang Long
A casa nova de Water Puppet - a que fomos: LOTUS
A casa nova de Water Puppet – a que fomos: LOTUS
A cena contando a lenda da tartaruga no lago que tomou a espada do rei
A cena contando a lenda da tartaruga no lago que tomou a espada do rei

water-puppet-show-hanoi

water-puppet-show-hanoi

As pessoas que movem os bonecos no Lotus Water Puppet :)
As pessoas que movem os bonecos no Lotus Water Puppet 🙂

Um pouquinho do show de fantoches na água (Water Puppet Show) em Hanoi:

<iframe width=”680″ height=”360″ src=”https://www.youtube.com/embed/M7CLSG26OIA” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

**Dia 5**
Fomos bem bem cedinho para o aeroporto pegar um vôo para Da Nang, que é a cidade mais próxima de Hoi An

<div class=”separa”><span> TRANSPORTE </span></div>

Para todas as atrações que ficavam um pouco afastadas do Old Quarter, nós utilizamos taxis. Escolha sempre carros das empresas Mai Linh, Taxi Group e ABC. São as mais sólidas e confiáveis. Todos utilizam taxímetro.

dentro do Old Quarter, fizemos tudo a pé. Só cuidado para não ser atropelado!! hehehe. Parece brincadeira, mas atravessar a rua no Vietnã é uma ciência!!! Você logo perceberá que sinal de trânsito não serve pra muita coisa, e que nenhum carro ou moto parará na faixa de pedestre pra você atravessar. A faixa significa, para condutores e pedestres, apenas um “vá devagar, mas continue andando”. Mas você pode cruzar onde quiser. A lei é: atravesse com confiança… O trânsito é bem devagar e eles estão acostumados a desviar dos pedestres. Não pare ou volte, JAMAIS!!! Vá atravessando devagarinho, e tudo dará certo. No final da viagem você estará craque!!

Assista a alguns vídeos das nossas “atravessadas”:

– Primeira tentativa, em Hanoi, ainda aprendendo…

<iframe width=”680″ height=”360″ src=”https://www.youtube.com/embed/NVo5PR_0e5E” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

– Já um pouco mais treinados, no fim do dia, cruzando no caótico trânsito noturno:

<iframe width=”680″ height=”360″ src=”https://www.youtube.com/embed/VebRtOuZxUQ” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

<div class=”separa”><span> GUIA LOCAL </span></div>

O Vietnã é um país com uma história muuuuito interessante. Acho importante ter um guia local pelo menos por um dia. Eu sempre opto pelos tours privados para ter mais flexibilidade. Em Hanoi, contratamos os serviços do Guia Hung (vietnamita que fala inglês), que foi uma recomendação de um outro guia que havíamos contratado mas não pode ir, o Smiley (também vietnamita que fala inglês). Deixo aqui os contatos:

  • Hung – hungle7879@gmail.com
  • Smiley – customvietnamtravel@gmail.com 

Achei o Hung muito legal e o recomendo! Super gente boa. Apenas o inglês que era bem carregado de sotaque, o que dificultava um pouco o entendimento. Percebi que isso é algo muito comum no inglês falado lá. 

<div class=”separa”><span> ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL </span></div>

Já tem seguro de saúde internacional? Sempre fecho o meu pela REAL Seguros, que compara preços de diversas seguradoras. Já precisei usar uma vez, e deu tudo certo. Clique aqui para fazer uma cotação. Após compra online, a apólice chega por email em minutos. 

No mapa abaixo, marquei todos os pontos citados aqui no post para você se localizar em Hanoi! 🙂

<iframe src=”https://www.google.com/maps/d/embed?mid=zEUGcK52gYEY.kj1YGKIegWHM” width=”680″ height=”480″></iframe>

Espero que tenham gostado do Vietnã, com todas as suas peculiaridades, e de Hanoi. A cidade me surpreendeu muuuuito!!!

Fiquem de olho nos próximos posts sobre o Vietnã:

Beijos,
Lala

Siga-me também no instagram @lalarebelo

↑ Voltar ao começo do post

Comentários